PlayStation Blast
Ei, você aí. Nosso fórum contém uma gama diversificada e grande de discussões que você poderia fazer parte! Além dos membros serem educados e atenciosos. Então por que não se cadastra aí? Venha discutir conosco e fazer amizades aqui, no Fórum PlayStation Blast!

Os altos e baixos do Nintendo 3DS, um ano depois

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Os altos e baixos do Nintendo 3DS, um ano depois

Mensagem por Robert Prado em Qua 28 Mar 2012, 19:27

Feliz aniversário, 3DS. Você teve um ano turbulento desde quando foi lançado nos EUA, em 27 de março de 2011. Nos 366 dias à venda neste lado do mundo, você foi assunto de admiração e indiferença, teve grandes momentos e fases terríveis. Vamos relembrar?

Apesar de o portátil tridimensional da Nintendo ter se estabilizado com o tempo – A Nintendo já vendeu 15 milhões de Unidades no mundo, um número respeitável, considerada a conjuntura atual do mercado de games – fanfarrões e analistas adoram falar por aí que o 3DS, junto com os outros portáteis, estão caminhando para o esquecimento.
Mas o console da Nintendo melhorou bastante. No último ano, a empresa transformou o 3DS, que era motivo de piada, em um hardware qque vale a pena ser comprado, e não ridicularizado.

Os jogos
Março de 2011: Deprimentes, para resumir o drama. Um jogo de submarino chamado Steel Driver chamou uma certa atenção, mas não havia nada sensacional ou que seria um hit certo no lançamento norte-americano. Os jogos mais suculentos viriam no meio de 2011, com o lançamento de The Legend of Zelda: Ocarina of Time 3D e Super Mario 3D Land, que são fantásticos e populares. Mas em março, a situação dos softwares era um tanto triste.
Março de 2012: Muito mais impressionante. Até agora, era muito estranho um portátil da Nintendo não ter games incríveis. Para nossa sorte, a biblioteca de jogos deixou de ser ruim quando a Nintendo começou a lançar jogos como Mario e Zelda, aquele tipo de aventura e plataforma que você não encontra em nenhum outro lugar. Originais como Mario Kart 7, Kid Icarus: Uprising e Pushmo também são incríveis.


A loja online
Março de 2011: Não existia. A eShop online – onde você pode baixar jogos e apps – só foi lançada em junho.
Março de 2012: Consistente, mas não ainda não acertou o ponto. A Nintendo, de certa forma, se adaptou aos tempos modernos, e recentemente lançou uma atualização que permite aos jogadores guardar as informações de cartão de crédito e baixar apps e outras coisas. Você pode baixar demos, vídeos 3D e até games para plataformas antigas, como o Game Boy Advance e o Game Gear. Mas ainda não é possível baixar jogos novos completos, que é algo que você pode fazer em qualquer outro console não produzido pela Nintendo.
Os apps
Março de 2011: Fraco. Você podia tirar umas fotos e dar uma zoada com alguns games pré-instalados, como Find Mii, o semi-RPG que usa a localização dos jogadores à sua volta, mas até o lançamento da eShop, não havia muita coisa disponível.
Março de 2012: Entre o viciante (e inteligente) sistema de mensagens instantâneas SwapNote e a implementação decente de coisas que haviam sido prometidas, como a possibilidade de filmar em 3D, a biblioteca de apps para o 3DS não é mais uma piada. Find Mii 2 é tão viciante quanto o anterior, e você pode entrar na internet de verdade dessa vez (se você faz parte do pequeno grupo de pessoas que realmente se importa com isso).
O preço
Março de 2011: US$ 250, que muitos julgavam ser muito caro pelo que o sistema tinha a oferecer.
Março de 2012: US$ 170, depois de um corte significativo no ano passado. (Como recompensa às pessoas que compraram o 3DS antes da queda de preço, a Nintendo soltou 20 jogos de graça do NES e do GBA). O preço agora é mais justificável, mas seria melhor ainda se os preços dos jogos para o portátil não passassem de US$ 40.
A competição
Março de 2011: O PSP, da Sony, já estava nas últimas, e era muito mais popular no Japão do que no ocidente. O iPad e iPhone, da Apple, eram muito mais perigosos para a Nintendo, já que oferecem jogos bons e muito baratos (como Angry Birds). Sem contar que quase todo mundo já tinha um.
Março de 2012: O novo iPad não tem botões para competir com um sistema portátil dedicado a games, mas ele continua sendo uma ameaça à Nintendo graças à conveniência e os apps baratos na sua loja, entre outros fatores. O PS Vita ainda está engatinhando, e ainda não tem um jogo impressionante. Conforme os desenvolvedores forem criando mais softwares poderosos tanto para o iPad quanto para o Vita, a Nintendo vai ter que mostrar a que veio, criando mais games originais de Mario e Zelda e contando com apoio maior de third-parties, como aconteceu com o DS.

O Circle Pad Pro


Março de 2011: Difícil de imaginar. Algumas pessoas até se perguntavam se o 3DS teria uma alavanca adicional, mas ninguém imaginava o acessório ridículo que é o Circle Pad Pro - até que a Nintendo o apresentou no ano passado.
Março de 2012: Recordar é viver. Dezesseis meses depois de lançar o DS, em 2004, a Nintendo lançou o DS Lite. Muitos acham que a empresa japonesa vai anunciar em breve uma segunda versão do 3DS, com um redesign que incluiria a segunda alavanca do Circle Pad Pro. Isso faz bastante sentido, principalmente se você considerar que o controle extra é essencial para games como Metal Gear Solid 3D e Resident Evil Revelations. Só espero que o próximo 3DS não pareça tão ridículo.

O futuro

O 3DS está ficando cada vez melhor, mas ainda precisa comer muito do proverbial arroz com feijão. A plataforma 3D da Nintendo vai sobreviver ou morrer dependendo de como se adaptar ao que esperamos dos consoles nos próximos anos. Muito provavelmente veremos uma versão renovada desse sistema em algum momento nos próximos dois anos. Também veremos o lançamento de games com um certo nome, como Paper Mario, Animal Crossing e Luigi’s Mansion. Se tivermos sorte, a nova versão seguirá o mesmo rumo da anterior e se transformará em um ímã para esses tipos de séries que talvez não funcionem em outras plataformas, como Phoenix Wright e Professor Layton.

Então, o que vem pela frente? Bom, a Nintendo precisa dar a opção de seus usuários baixarem novos jogos completos no 3DS. Precisa, também, permitir o acesso ao eShop através de navegadores. Precisa continuar chamando a atenção de bons game designers. E precisa parar de insistir no 3D, porque o resto do mundo já não liga mais para isso.

-------------
Fonte e texto são de auditoria da Kotaku.

Robert Prado
Membro Nv.35
Membro Nv.35

Karma Karma : 55
Posts Posts : 377

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os altos e baixos do Nintendo 3DS, um ano depois

Mensagem por UchihaZoro em Qua 28 Mar 2012, 19:34

O começo dele foi meio duvidoso, mas agora ele esta mostrando seu valor, provando ser um bom console ^^
So estou esperando para um The Legend Of Zelda Very Happy
Pois já tem Resident Evil Revelations E Metal Gear Solid 3D
Minhas franquias favoritas Very Happy

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os altos e baixos do Nintendo 3DS, um ano depois

Mensagem por Convidad em Qua 28 Mar 2012, 19:34

é possivel resumir e numerar com marcadores os altos e baixos? assim pessoal consegue analisar melhor.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os altos e baixos do Nintendo 3DS, um ano depois

Mensagem por Robert Prado em Qua 28 Mar 2012, 19:59

Hitsugi escreveu:é possivel resumir e numerar com marcadores os altos e baixos? assim pessoal consegue analisar melhor.

É meio ruim, pois só tenho os dados do lançamento x data atual. Se eu tivesse mês a mês até conseguiria...

Robert Prado
Membro Nv.35
Membro Nv.35

Karma Karma : 55
Posts Posts : 377

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os altos e baixos do Nintendo 3DS, um ano depois

Mensagem por Convidado em Qua 28 Mar 2012, 20:44

Ele vai evoluir bacana mesmo, os efeitos 3D até agora não causaram problemas graves aos jogadores. Toda vez que um console novo é lançado sempre apresentam o lado prejudicial dele mais o 3DS foi diferente as unicas e poucas reclamações foram de causar nauseas após parar de jogar, e cansaço visual!
Tio Gustavo você que tem um 3DS, quando você para de jogar sente tontura ou nauseas?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os altos e baixos do Nintendo 3DS, um ano depois

Mensagem por UchihaZoro em Qua 28 Mar 2012, 21:13

ICO escreveu:Ele vai evoluir bacana mesmo, os efeitos 3D até agora não causaram problemas graves aos jogadores. Toda vez que um console novo é lançado sempre apresentam o lado prejudicial dele mais o 3DS foi diferente as unicas e poucas reclamações foram de causar nauseas após parar de jogar, e cansaço visual!
Tio Gustavo você que tem um 3DS, quando você para de jogar sente tontura ou nauseas?
Eu tenho um também ^^So que eu comecei a trabalhar e o 3DS ficou com meu irmao.....
Entao, sempre joguei normalmente
E olha que quando eu jogava ficava no minimo umas 4~5 horas seguidas
Nem eu nem meu irmao, nunca tivemos dor de cabeca nem nada parecido.
Pode ser por que ficamos na frente de telas desde pequeno Laughing Laughing


UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os altos e baixos do Nintendo 3DS, um ano depois

Mensagem por Convidado em Qua 28 Mar 2012, 21:17

Não sabia que você tinha Uchiha, foi malz. Obrigado pela informação!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os altos e baixos do Nintendo 3DS, um ano depois

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 14:04


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum