PlayStation Blast
Ei, você aí. Nosso fórum contém uma gama diversificada e grande de discussões que você poderia fazer parte! Além dos membros serem educados e atenciosos. Então por que não se cadastra aí? Venha discutir conosco e fazer amizades aqui, no Fórum PlayStation Blast!

[Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por UchihaZoro em Qui 28 Jun 2012, 21:18


Resident Evil, ou Biohazard no Japão, é uma série de jogos e franquia de mídia constituída por gibis, romances, filmes e uma variedade de coleções, incluindo figura de ação, guias de estratégias e publicações. A série foi criada por Shinji Mikami e desenvolvida pela Capcom, ela foi responsável por popularizar os gêneros de survival horror e Ficção científica, alcançando enorme sucesso (40 milhões de cópias vendidas até Maio de 2009).

Esta franquia foi muito influenciada pelos filmes de zumbis de George A. Romero, e também pela série de terror Alone in the Dark para PC. Enquanto os jogos aderem a uma história mais consistente, existem alguns desvios do enredo do jogo nos filmes e nos livros, sendo considerados histórias paralelas.

Neste tópico estarei falando sobre todos os jogos já lançados até então, assim como todos os filmes, livros e quadrinhos, originados da franquia Resident Evil.



A saga principal de Resident Evil (Game) é composta, até o momento, por:


- Resident Evil Ø
- Resident Evil: The Umbrella Chronicles [Cenário beginnings]
- Resident Evil Remake
- Resident Evil: The Umbrella Chronicles [Cenário Rebirth]
- Resident Evil 3 (Primeira parte)
- Resident Evil 2
- Resident Evil 3 (Segunda parte)
- Resident Evil: The Umbrella Chronicles [Cenário Death’s Door]
- Resident Evil: The Umbrella Chronicles [Cenário The Fourth Survivor]
- Resident Evil Survivor
- Resident Evil CODE: Veronica
- Resident Evil Dead Aim
- Resident Evil: The Darkside Chronicles [Cenário Operation Javier]
- Resident Evil: The Umbrella Chronicles [Umbrella’s End]
- Resident Evil: The Umbrella Chronicles [Dark Legacy]
- Resident Evil 4
- Resident Evil Degeneração [Filme]
- Resident Evil Condenação [Filme]
- Resident Evil Revelations
- Resident Evil 5
- Resident Evil 6



Colocando os acontecimentos da série em uma ordem cronológica, chega-se à seguinte lista:


- 23/07/1998: Incidente a bordo do Ecliptic Express e no Centro de Treinamento (Resident Evil Ø; Resident Evil: The Umbrella Chronicles, no cenário Beginnings)

- 24/07/1998: Incidente na mansão de Spencer (Resident Evil; Resident Evil: The Umbrella Chronicles, nos cenários Nightmare e Rebirth)

- 22/09/1998:< William Birkin é morto por HUNK e o restante do time de elite da Umbrella (Resident Evil 2; Resident Evil: The Darkside Chronicles)

- 28/09/1998: Raccoon City está completamente tomada por zumbis e sitiada pelas autoridades. Jill Valentine tenta escapar da cidade, mas acaba desmaiando após ser infectada por Nemesis. (Primeira metade de Resident Evil 3)

- 29/09/1998:< Acontecimentos em Raccoon City com Leon e Claire (Resident Evil 2)

- 30/09/1998: Hunk foge do laboratório com uma amostra de G-Virus (Resident Evil: The Umbrella Chronicles no cenário “The Fourth Survivor”)

- 01/10/1998: Fuga de Jill Valentine e Ada Wong. Explosão de Raccoon City (Resident Evil 3 e Resident Evil: The Umbrella Chronicles, no cenário “Death’s Door”)

- 11/1998: Incidente na Ilha Sheena (Resident Evil Survivor)

- 12/1998: Incidente na Ilha Rockfort e na base da Umbrella no Ártico (Resident Evil CODE: Veronica)

- 09/2002: Incidente a bordo do Cruzeiro Starlight (Resident Evil Dead Aim)

- ??/2002: Incidentes na América do Sul. Jack Krauser forja a própria morte e se une a Albert Wesker. (Resident Evil: The Darkside Chronicles, no cenário Operation Javier)

- 18/02/2003: Ataque à base da Umbrella na Rússia (Resident Evil: The Umbrella Chronicles, nos cenários “Umbrella’s End” e “Dark Legacy”)

- ??/2004: Leon Kennedy é enviado para resgatar a filha do presidente norte-americano em uma vila no interior da Europa (Resident Evil 4)

- ??/2005: Atentados terroristas em Hardvardville (Resident Evil Degeneração)

- ??/2005: Desaparecimento de Chris e Jéssica. Incidente no navio Queen Zenobia. (Resident Evil Revelations)

- ??/2006: Morte de Oswell Spencer e desaparecimento de Albert Wesker e Jill Valentine (Resident Evil 5)

- 03/2009: Incidente em Kijuju (Resident Evil 5)




Estarei colocando aqui a história dos games, na ordem em que consta a cronologia oficial, para assim poderem entenderem a história completamente. Wink



Resident Evil Zero

Em 23 de julho de 1998 a divisão de elite do R.P.D, a S.T.A.R.S, time Bravo é enviada para investigar uma série de terríveis assassinatos nas Montanhas Arklay, região do município de Raccoon City. No caminho para a cena, o helicóptero do esquadrão sofre uma pane e é forçado a fazer um pouso na floresta. A equipe então se depara com um veículo militar tombado, onde jazem os corpos mutilados de dois oficiais. Não muito longe dali, sob a ferrovia uma locomotiva segue para seu destino, os passageiros exaustos e cansados são surpreendidos por hordas de sangue-sugas mutantes, que aparentemente matam a todos e param o trem. Foi então que a médica do esquadrão, Rebecca Chambers, que investigava a cena encontra o trem estagnado, o Ecliptic Express.

Rebecca investiga os vagões e descobre seres humanos deformados e insanos que tentam devorar carne a todo custo. Ela então depara-se com o ex-tenente Billy Coen, homem condenado a morte que estava sendo transportado no veículo destruído. Os dois então formam uma aliança sem precedentes, para sobreviver ao episódio.
Porém o trem novamente em movimento e desgovernado, segue direto para uma abismo. Rebecca e Billy conseguem usar os freios e mudar sua rota para um túnel, mas o trem descarrila e os dois encontram-se presos em um laboratório secreto da Umbrella. Repleto de insetos gigantes, morcegos hostis e macacos mutantes, o lugar é a lúgubre base de operações de um homem misterioso que parece estar envolvido com os terríveis acontecimentos nas montanhas. Então Rebecca que fora salva por Billy, pergunta se ele realmente era um criminoso genocido. Ele então o conta como sua companhia fora até um aldeia no coração da África subsaariana e lá todos os soldados receberam ordens para exterminar os moradores locais; ele porém recusa-se e tenta impedir, no final, como punição ele leva a culpa toda sozinho.

Eles descobrem que o ex-operador da instalação de James Marcus, junto com Oswell E. Spencer e Edward Ashford, descobriu o vírus Progenitor que, quando combinado com o vírus ebola, criou uma tensão que, apesar de ser fotossensível, causou mutações rápidas. Ashford originalmente queria usar o vírus para ajudar os deficientes através de seus efeitos regenerativos, mas após sua morte Spencer e Marcus começaram a pesquisa sobre seus pedidos de bio-armas, combinando-a com DNA sanguessuga que eventualmente levou à formação do T-vírus. Após um confronto com um morcego gigante dentro de uma igreja, Billy é atacado por um vírus de não-primatas infectados e se perde dentro de um laboratório subterrâneo. Enquanto procurava por ele, Rebecca luta contra um Tyrant lançado antes de encontrar Billy em cima de uma passarela. Depois de lutar contra o Tyrant juntos, os dois finalmente vão encontrar Marcus. É revelado que ambos Wesker e William Birkin foram esquecidos com a causa da epidemia em ambos os Ecliptic Express e da mansão, e que o verdadeiro culpado foi Marcus, um empregado da Umbrella, que operava a instalação até seu assassinato por Wesker e Birkin, sob as ordens de Spencer. Durante seus últimos momentos, o seu animal de estimação sanguessuga rainha entrou em seu corpo e reproduziu exponencialmente ao longo de dez anos para absorver seu DNA e lembranças para trazê-lo de volta à vida. Marcus se dividiu em uma massa de sanguessugas, antes de perseguir e Billy e Rebecca através do Centro de Treinamento da Umbrella Corporation Birkin ativa a auto-destruição do sistema como Leech Queen, Rebecca e Billy continuam a lutar. Depois de ser se lesado devido a uma breve exposição à luz solar, o monstro é paralisado uma entrada de carga para o laboratório é aberto quando o sol nasce. Billy Coen lança um revólver e Rebecca entrega o último tiro para o Leech Queen.

Em seguida ocorre a fuga dos dois na floresta até chegar a uma parada em um penhasco sobre a Mansão Spencer. Eles saúdam uns ao outro depois Rebecca declara Billy "oficialmente morto". Cada um vai à sua maneira, Rebecca vai em direção a mansão para se encontrar com os companheiros do Bravo Team, este fato conduz o jogador aos fatos de Resident Evil.



Resident Evil: The Umbrella Chronicles [Cenário Beginnings]

Protagonizado por Wesker, o cenário mostra os primeiros passos do vilão dentro do Complexo da Umbrella, antes do incidente da mansão. O capítulo termina no local onde está o trem capotado. William Birkin participa nos diálogos iniciais, e Sergei Vladimir ao lado de seu "guarda-costas" (um Tyrant), Ivan.


Resident Evil 1


Quando o Bravo Team perde contacto com a base e desaparece misteriosamente, é enviado para uma missão de resgate o Alpha Team, time que consiste no líder tático Albert Wesker, o atirador de eliteChris Redfield, o especialista em armas Barry Burton, a expert em arrombamentos Jill Valentine, o piloto Brad Vickers e Joseph Frost, formado em manutenção de veículos. Checando a floresta onde estava a carcaça do helicoptero do Bravo, o grupo é atacado por um bando de Cerberus(cães zumbis). Joseph é morto e, Brad, ao ver a cena, vai embora com medo, deixando seus companheiros para morrer. Wesker, Chris, Jill e Barry acabam indo parar em uma mansão aparentemente abandonada, onde o grupo se depara com zumbis e outras criaturas, levando-os a descobrir os cadáveres de seus companheiros na casa.

Ainda descobrem que a mansão é, na verdade, uma fachada de um laboratório secreto pertencente à multinacional farmacêutica, a Umbrella Corporation. Descobrem, também, que as criaturas são o resultado de experiências com um vírus geneticamente modificado chamado T-Virus, usado para gerar armas biológicas de guerra(B.O.W. - Bio Organic Weapon). Ao final da aventura, é revelado que o capitão do time Alpha, Albert Wesker, era um agente da Umbrella com a missão de usar o S.T.A.R.S. como cobaias, a fim de testar a capacidade das armas-biológicas, gerando dados de combate para a Umbrella melhorar seus experimentos). Ao tentar aniquilar o grupo, ele é aparentemente morto pelo Tyrant, a B.O.W. mais poderosa desenvolvida pela Umbrella até então. Os S.T.A.R.S. conseguiram contactar novamente Brad, que os resgatou, mas o Tyrant complicou muito a ação quando os Alphas chegaram ao heliporto. Graças a uma lança foguetes que Brad jogou a Chris, o rapaz consegue reduzir o Tyrant a pedaços. Os sobreviventes embarcam então no helicóptero e escapam. Após uma noite de terror, o time escapa do local, e o laboratório é destruído em uma imensa explosão cogumelo, gerada pelo sistema de auto destruição que foi ativado pelo S.T.A.R.S.

Eventualmente, das duas equipes S.T.A.R.S., Alpha e Bravo, apenas seis membros sobreviveram ao incidente. São eles: Chris, Jill, Barry, Rebecca, Brad e Wesker, este último sobreviveu porém os outros não sabiam, pois pensavam que ele também havia morrido na explosão. Antes de sua "morte" pelas garras do Tyrant, Wesker recebeu de William Birkin, um grande amigo seu e renomado pesquisador da Umbrella, uma amostra de um vírus experimental. Birkin lhe garantia um "retorno dos mortos" após um ataque mortal, que no caso foi o golpe do Tyrant. Como Wesker havia injetado em si mesmo o vírus antes de sua morte, Wesker acordou e escapou da mansão. Outro detalhe sobre o vírus, é que, uma vez que o indivíduo retornar de sua morte, seu corpo passará por incríveis mutações. Wesker aparentemente não possui mutação externamente, mas seus atributos físicos foram triplicados, como força, velocidade e reflexos, tornando-o um ser ainda mais perigoso. Agora, o vilão age nas sombras, controlando seus próprios planos tanto contra o S.T.A.R.S. quanto a Umbrella, planejando um golpe para roubar todos os conhecimentos da empresa para derrubá-la e criar sua própria empresa farmacêutica.


Resident Evil: The Umbrella Chronicles [Cenário Rebirth]

Albert Wesker retorna da morte e precisa fugir rapidamente do laboratório antes que o sistema de autodestruição jogue tudo pelos ares. Ainda aprendendo a dominar seus poderes recém-obtidos, Wesker segue pelos corredores da mansão enquanto nutre um ódio por Chris e Jill, os responsáveis por destruir seu plano.


Resident Evil 3 [Parte 1]

Os S.T.A.R.S. remanescentes retornam então a Raccoon City para tentarem alertar as autoridades sobre as farças da empresa. Porém, as acusações não surtem o menor efeito, pois todos achavam que o relato não passava de pura invenção por parte de Chris e Jill. Com seu senso de justiça falando mais alto, Chris decide agir por conta própria e começa a perseguir a Umbrella, buscando provar tudo aquilo que eles haviam dito, ao seu lado, as únicas testemunhas do caso, Jill e Barry. O rapaz viaja para a Europa, onde seria a localização de uma das bases da empresa, ele poderia achar provas o suficiente sobre a produção de armas biológicas.

A entrada do laboratório(Laboratório Central de pesquisas de Raccon) que era localizado à 2km abaixo da Terra ficava no Departamento de Polícia de Raccon City(R.P.D), O chefe de polícia Brian Irons guardava as principais entradas do laboratório,uma em sua sala e outra na garagem da delegacia.Irons era instruído a não investigar nada que correspondesse a Umbrella e nem se meter nos assuntos da empresa por mais sujo e criminoso que parecesse, isso porquê a Umbrella empregava quase setenta por cento dos moradores da cidade.Ele ainda lavava dinheiro para a Umbrella.Irons só se comunicava com William Birkin através da esposa do cientista Annette Birkin que era ponte entre a Umbrella e Irons.

Com um novo vírus desenvolvido, seu criador, o cientista William Birkin, tenta fugir para que seu G-Virus não seja usado da mesma forma que a versão anterior - o T-virus - pela Umbrella Corporation. A empresa manda seu grupo de ataque com o intuito de recuperar seu investimento. A equipe de ataque chega no laboratório de Birkin abaixo de Raccoon e tomam à força o G-Vírus do cientista. William, mortalmente ferido, não permitiria tal ato, e injeta em si mesmo o G. Como na teoria, os efeitos do G-Vírus são devastadores, e William sofre uma abominável mutação, e persegue e mata os agentes que roubaram sua criação. No ataque, diversos frascos são quebrados nos esgotos, e os ratos consomem os líquidos infectados. A maior parte da população da cidade se transforma em zumbis em questão de horas, deixando apenas alguns sobreviventes tentando achar um modo de escapar da cidade com vida.
Ainda na cidade de Raccoon para ver a reação da Umbrella perante as acusações, Jill Valentine estava pronta para encontrar-se com Chris na Europa, mas o T-vírus já havia tomado conta de boa parte da cidade. A moça sai de seu apartamento e tenta fugir da cidade antes que seja tarde demais. Ela conhece o mercenários Carlos Oliveira, Nicholai Ginovaef e o ferido Mikhail Victor, membros de um esquadrão especial destacado pela Umbrella Corporation para salvar os sobreviventes, o que não passa de uma farsa para a multinacional sair isenta de culpa. Outra ação da poderosa empresa envolveu uma B.O.W. altamente poderosa denominada "Nemesis". O "Nemesis" havia sido solto na cidade com a missão de garantir o fim dos últimos membros do S.T.A.R.S. que sobreviveram ao incidente da mansão, pois são os únicos que apresentam risco aos segredos da empresa. Ele consegue persegue e mata um membro dos S.T.A.R.S, Brad Vickers. Inicialmente, Jill não confia muito em Carlos, pois o mesmo servia a Umbrella, mas o jovem revela que não fazia idéia das ações ilegais secretas da Umbrella, e ambos passam a cooperar para sair da cidade. Nicholai, por outro lado, não os acompanha por arrogância, e segue seu caminho independente. Em um dos embates contra Nemesis, Mikhail é morto e Jill é infectada. Carlos a leva para um lugar seguro e pensar no que fazer antes do vírus tomar conta do corpo da ex-S.T.A.R.S.


Resident Evil 2

Leon S. Kennedy, um policial novato, e Claire Redfield, uma motoqueira, chegam na cidade. Percebendo o estranho silêncio, Leon é obrigado a parar seu carro quando vê um corpo caído no meio da rua. Preocupado, o policial sai do carro para ver se a vítima ainda estava viva. Examinando o cadáver Leon não percebe que está sendo vigiado, mas ao ouvir passos, o jovem olha para trás e vê várias pessoas vindo em sua direção.

Estranhou o fato de as pessoas estarem em decomposição, ou seja, mortas. Imediatamente, Leon saca sua arma e ordena que parem onde estão, mas as criaturas não o "ouvem". Enquanto isso, em outro lugar da cidade, num posto de gasolina, um homem reclama de um ferimento causado por um "maluco" qualquer, saindo em seguida com seu caminhão. Logo ao chegar, Claire entra em uma lanchonete e, notando o local deserto, procura por alguém atrás do balcão. Ela vê alguém, mas ao aproximar-se mais, encontra um homem devorando um cadáver. Com o susto, Claire se afasta, de repente, a garota esbarra na parede e, olhando pelas janelas, vê que mais daquelas pessoas estão vindo em direção à lanchonete. Sua única chance de fuga é a porta dos fundos. Também com problemas, Leon não sabia o que fazer, quando inesperadamente, o cadáver que ele havia examinado agarra seu pé, não havia outro jeito senão atirar. Leon recua cada vez mais, até entrar em um beco, onde ele achou estar seguro. O beco não tinha saída, apenas uma porta de ferro.

De repente a porta se abre bruscamente e com um grande reflexo, impedindo que Leon veja adiante. Ele empunha a arma e se prepara para atirar quando vê uma mulher, Claire. Assustada, a garota grita: "não atire!", porém ao perceber que vinham criaturas atrás dela, Leon a manda se abaixar, e assim, "mata o morto" que a estava perseguindo. O policial sugere à garota que ambos vão para a delegacia, pois lá estariam seguros. Correram em direção à rua, e encontraram uma viatura abandonada. Após entrarem, o rapaz tenta se comunicar pelo rádio, mas ninguém reponde. Os dois se apresentam, Leon conta que é seu primeiro dia de trabalho, enquanto Claire está na cidade atrás do seu irmão, Chris. Depois de uma conversa rápida, Leon pede para que ela veja se há algo dentro do porta-luvas, e Claire encontra uma arma, que Leon sugere levá-la consigo. Minutos mais tarde, um zumbi se levanta no banco de trás e o veículo fica completamente desgovernado. A viatura se choca com as paredes várias vezes, até bater numa placa. O zumbi voa pra fora do carro e Leon e Claire percebem que um caminhão em alta velocidade vem vindo logo atrás deles. Os protagonistas pulam do carro, um por cada porta, segundos depois o caminhão bate na viatura causando uma grande explosão, separando Leon e Claire. Os dois combinam de se encontrar na R.P.D. (Raccoon Police Departament, a delegacia). Agora, os dois terão de descobrir como saírem vivos da cidade.

Em sua rota, Leon conhece Ada Wong, mulher que se apresenta como uma simples civil em busca de seu namorado em meio aquele caos, enquanto Claire encontra a filha de William Birkin, Sherry, perdida e assustada em meio aquele caos. Um fato desconhecido para Leon sobre Ada, era que, ele estava se apaixonando por uma espiã que estava em busca de uma amostra do G-vírus. Um Tyrant fora solto no departamento de polícia, onde Leon, Ada, Claire e Sherry estavam abrigados. O monstro também estava em busca do G-vírus. Ada é ferida em um dos confrontos com a criatura, ela finge-se de morta para não envolver Leon em sua missão. Leon e Claire conseguem, juntos, destruir o laboratório subterrâneo da Umbrella e escapar através da linha de metrô, levando Sherry consigo. Após isso, Claire sabia que deveria continuar sua busca por Chris, e prossegue em sua jornada de busca.


Resident Evil: The Umbrella Chronicles [Cenário Death’s Door]

Este cenário acontece imediatamente após o fim de Resident Evil 2. Ada Wong, uma espiã enviada por Albert Wesker para roubar uma amostra do G-Virus, está ferida e tem pouco tempo para fugir de Raccoon City. Para isso, ela deve pegar carona em um helicóptero da Umbrella que transporta uma carga muito especial, além de ter um passageiro misterioso a bordo.


Resident Evil: The Umbrella Chronicles [Cenário The Fourth Survivor]

Único sobrevivente de uma equipe especial enviada pela Umbrella para reaver o G-Virus, que estava sendo pesquisado por William Birkin, Hunk deve fugir da delegacia de polícia de Raccoon City e chegar até o heliporto, enfrentando um exército de mortos-vivos no caminho.


Resident Evil 3 [Parte 2]


Um dia depois do ataque do Nemesis que injuriou Jill severamente, Carlos tem acesso ao hospital de Raccoon City e consegue uma vacina para o vírus no corpo de Jill, fazendo-o ficar em estado latente, sem causar danos a ela. De volta às ruas da cidade zumbi, é revelado que o governo pretende bombardear Raccoon City com um míssil nuclear, assim, sendo o único recurso para destruir a infecção viral. Mas Nemesis torna a dificultar as coisas para Jill e Carlos. Naquele mesmo tempo, Ada se levanta e tenta sair o mais rápido possível da cidade, ela estava levando uma amostra do G-vírus. O mercenário Wesker contata a espiã, proponto uma troca: o vírus pelo meio seguro de sair da cidade. Ela logo aceita e vai ao local destinado. O G-vírus agora esta nas mãos de Wesker. Por fim, Nemesis é finalmente destruido e Barry, pilotando um helicóptero, resgata Jill e Carlos. Tudo o que eles tem de fazer agora é sair e assistir à destruição total da cidade de Raccoon, que reduziu-se a um imenso deserto.


Resident Evil Survivor

Ark, amigo de Leon, mandado para a Ilha Sheena para investigar sobre a Umbrella, sofreu um acidente de helicóptero e ficou com amnésia. O problema é que todos insistem em chamá-lo de Vincent, o que o confunde. Assim, por causa das circunstâncias, ele pensa que é um monstro, um assassino. Todos os que estão vivos na Ilha, ou fogem ou tentam matá-lo, e pra variar ele ainda deu de cara com algumas centenas de zumbis.


Resident Evil Code Verônica X

A Chegada à Rockford Island

A história começa três meses após Resident Evil 2 e Resident Evil 3: Nemesis. Claire Redfield é presa ao invadir a sede da Umbrella Corporation, em Paris, após uma frustrante busca por documentos que a ajudassem a encontrar seu irmão. Após a prisão, ela é levada à Ilha Rockfort (América do Sul), pertencente à Umbrella. Poucas horas após chegar à ilha, Claire escuta diversas explosões e fica isolada em sua cela, sem energia elétrica. Rodrigo Juan Raval, mesmo homem que a capturou, aparece minutos depois e a liberta. Rodrigo justifica o estranho ato com a alegação de que o lugar está destruído e Claire, mesmo sem ele acreditar, precisa ter a chance de tentar escapar. Livre, a jovem inicia sua fuga.

Pouco tempo depois, ela vê o estado de destruição que se assolou por Rockfort, e encontra os funcionários da Umbrella transformados em zumbis (mutação causada pelo T-Vírus). Mais tarde, ela encontra Steve Burnside, outro prisioneiro cuja família foi vítima da Corporação e que também deseja fugir de Rockfort.

T-Veronica

Enquanto vaga pela ilha, Claire encontra Alfred Ashford, herdeiro de uma das famílias fundadoras da Umbrella. Esse se auto-declara dono de Rockfort e culpa a jovem pela destruição do local. Não demora muito para Claire perceber que Alfred sofre de problemas psicológicos, devido a maneira caricatural de se vestir e à fixação que possui por sua irmã gêmea, Alexia Ashford. Até esse momento, Claire e Steve pensam que Alexia está morta. Após esse evento e outras investigações, descobre-se mais um pouco sobre a história da herdeira: desde pequena, Alexia encantava por sua beleza e inteligência. Tanta inteligência a levou a trabalhar ainda criança para a empresa; o que, aos poucos, transformou-a num verdadeiro prodígio da genética. Tanta perfeição, porém, escondia um lado podre: Alexia e Alfred sofriam de sérios problemas emocionais. Não tiveram o carinho materno (pela falta de uma mãe); receberam uma atenção paterna muito questionável; sempre foram solitários e preparados para a vida adulta desde criança. Somados ao fato de serem herdeiros de uma poderosa família e de terem recebido uma educação muito materialista e fútil, as crianças desenvolveram uma personalidade extremamente egocêntrica e problemática.

Alexia foi um caso mais especial, pois o seu sucesso precoce fez surgir nela um incrível senso de superioridade, chegando ao ponto de ela pensar que era melhor que todo o resto da humanidade. Por isso, possuía a idéia mirabolante de criar um novo ecossistema, no qual seria a criatura dominante. Como exemplo disso, ela falava apaixonadamente dos insetos e do perfeito equilíbrio existente entre eles e a Natureza. Alexia, além disso, era fascinada pelas libélulas e formigas (essa última devido à supremacia e dependência que a rainha criava na sua sociedade, algo muito semelhante ao desejo máximo da jovem).

Naquela época (década de 80) a Umbrella já tinha conhecimento das propriedades mutantes do Vírus Mãe (Mother Vírus), o progenitor do T-Vírus; e Alexia acreditava poder usar esse grande poder para mudar sua forma e alcançar a tão sonhada perfeição. Então, começou a realizar pesquisas constantes com o vírus em conjunto do DNA de espécies de formigas e libélulas. Essa pesquisa deu origem a uma ramificação muito mais poderosa que o vírus original, a qual Alexia batizou T-Veronica. O nome possui um significado simbólico: os irmãos são, na verdade, frutos de uma pesquisa de Alexander que visava o domínio da inteligência artificial. Ele passava por uma grave crise de influência na Umbrella devido a projetos sem resultados satisfatórios -- agravados pela morte de seu pai (um grande cientista) durante um importante projeto. Isso fez os Ashford ficarem para trás na corrida de pesquisa que envolvia a corporação, a cada dia mais sob o controle dos Spencer (família que fundou a Umbrella em conjunto dos Ashford). Isso caiu como uma bomba para um homem que cresceu ouvindo as histórias de superação e brilhantismo de sua família, em especial a da matriarca, Verônica Ashford. Portanto, para evitar a derrocada, Alexander ordenou a construção de um centro de pesquisas num local remoto e protegido, e iniciou um projeto que devolvesse a glória e a honra de sua família, agora degradados. O local escolhido foi a Antártica e o nome do projeto, Veronica, em referência a mais brilhante membro da família.

Durante suas pesquisas, ele isolou o gene responsável pela inteligência. Depois, retirou o DNA do corpo mumificado de Veronica (da mansão da família, na Europa) e de seu próprio para fecundar o óvulo de uma mãe de aluguel. Passou, depois, a manipular o gene da inteligência durante o processo de fecundação. Com isso, Alexander almejava a reencarnação da brilhante matriarca. Esperava que da pesquisa nascesse um feto; mas o resultado, para sua surpresa, foram gêmeos: Alfred e Alexia. Testes realizados posteriormente concluíram que o menino era mais inteligente que a média das pessoas, mas não o suficiente para ser chamado de gênio. Já a menina...

Só que os irmãos descobriram tudo, após Alfred revirar as anotações do pai, e o que já não era exatamente uma relação saudável entre pai e filhos transformou-se num ódio mortal. Não eram frutos de amor e sim objetos que consertariam os erros do pai. Isso representou o agravamento dos problemas psicológicos dos irmãos, que, ainda crianças, encontraram o amor apenas entre eles e ficaram paranóicos com a idéia de restaurar o nome da família.

Antes de testar o vírus em seu corpo, Alexia utilizou o pai como cobaia (sem que ele soubesse) e o resultado foi assustador: Alexander se tornou uma criatura horrenda, sem consciência e debilitada. Ao invés de matarem o pai e acabar com o seu sofrimento, os gêmeos o prenderam secretamente no porão da base. As pesquisas com o T-Veronica foram, então, reiniciadas; e Alexander Ashford foi dado como desaparecido. Após mais algumas pesquisas, concluiu que o T-Veronica cria uma mutação brutal e rápida demais para o corpo humano suportar, quando usado em temperatura ambiente. A única forma de retardar a ação do vírus seria o usar à baixas temperaturas, pois o metabolismo viral seria retardado e daria tempo ao corpo humano para coexistir com o invasor. Para conseguir total imunidade, a cobaia deveria sofrer esse lento processo de mutação por 15 anos. A jovem, assim, isolou-se em coma induzido numa cápsula à baixa temperatura, no centro de pesquisas da Antártica; e, estranhamente, farão 15 anos que Alexia dorme no mesmo instante em que Rockfort é atacada. Outro fato curioso é que quem atacou a ilha tinha o objetivo de encontrá-la, antes que despertasse.

Alfred

Com o pai desaparecido e a irmã dada como morta após um acidente de trabalho (duas mentiras), Alfred se tornou o único herdeiro da família, com apenas 12 anos de idade. Ele foi morar em Rockfort para administrar a ilha e manter a influência nos negócios da Umbrella. Alfred jurou ser leal à Alexia até a morte -- por isso esperava seu retorno. Mas a falta da família e da amada irmã, aliada à enorme responsabilidade de se administrar um grande negócio como Rockfort, fizeram de Alfred um homem desequilibrado e frágil. Ele implantou rígidas regras de segurança e obediência na ilha, como uma ditadura. As informações eram tão escassas que muitos trabalhadores pensavam que Alexia estava viva, pois Alfred dizia que ela morava com ele no alto da ilha e não permitia que ninguém a incomodasse -- lógico que não passava de frutos de sua imaginação. O fato de se vestir como ela e aparecer na varanda de sua residência assim fazia muitos pensarem que ela realmente estava lá.

Após muitas descobertas e desencontros, Claire e Steve conseguem fugir da ilha num avião (antes que o local fosse detonado pelo sistema de autodestruição, acionado por Alfred), mas o herdeiro aciona o piloto automático do aviao de fuga e encaminha os dois para a base da Umbrella na Antártida. Essa também está infestada de criaturas mutantes em decorrência dos funcionários refugiados de Rockfort, que espalharam o vírus pelo complexo.

Vingança de Alexia

Durante a tentativa de fuga dessa outra base, Steve fere mortalmente Alfred com um tiro e Claire tem um confronto com Alexander (agora Nosferatu), que fugiu do isolamento ao ouvir o grito do filho. Após o confronto com a criatura, os dois saem finalmente da base; entretanto, enquanto fogem, Alfred revê a irmã (encubada a alguns quilômetros de distância) como um último desejo e se surpreende ao ver que essa desperta. Alfred morre segundos depois e Alexia, enfurecida com isso, ataca o veículo de Claire e Steve com um gigante tentáculo, capturando-os logo em seguida. A experiência de Alexia tinha dado certo: ela tinha total controle de sua mutação (podendo inclusive voltar à forma humana) e consciência.

Chegada de Chris Redfield

Ao mesmo tempo, Chris Redfield chega a Rockfort procurando a irmã, após receber um e-mail de Leon S. Kennedy, dizendo que Claire o estava procurando. Ele encontra Rodrigo logo na chegada, que lhe informa da fuga da jovem. Após essa conversa, Rodrigo, que já estava gravemente ferido, é atacado por uma criatura e morre. Outra pessoa também aparece: Albert Wesker. O vilão não morreu e agora trabalha para uma organização rival da Umbrella. Detalhe: Wesker fez uma experiência em seu próprio corpo que lhe deu habilidades sobre-humanas. Também foi ele que disseminou do T-Virus por Rockfort; seu objetivo era encontrar Alexia antes de seu despertar, pois a única amostra do T-Veronica está no corpo dela (Wesker desconhece que Alexander também foi infectado).

Após um período de investigação pelo que restou da base, Chris consegue chegar à Antártida, usando um caça militar semelhante ao de Alfred. Quando chega na mansão dos Ashford, encontra Claire presa a uma espécie de casulo. Alexia aparece em seguida, dando sinais definitivos de completa loucura. Os dois temem por Steve e saem correndo atrás de Alexia, mas ela usa, mais uma vez, seu gigante tentáculo (que mais parece uma larva gigante) e destrói parte da escadaria do saguão, deixando Chris para trás. Ele pede a Claire que não se preocupe e corra para salvar Steve.

Claire reencontra seu parceiro inconsciente e preso a uma cadeira, quase que da mesma forma como Alexander ficava, com um enorme machado sobre seu corpo. Quando acorda, ele conta que Alexia lhe fez o mesmo experimento feito em Alexander. Segundos depois, Steve sofre os efeitos do T-Veronica quando usado à temperatura ambiente e torna-se uma criatura horrorosa, o que o faz perder a sanidade e partir para cima de Claire. Por pouco, a grade de contenção que selava a sala cai e salva Claire, no entanto ela é atacada e presa por Alexia. Steve quebra a grade com o machado, mas quando vai golpear Claire, se lembra dela e ataca Alexia, a qual reage com um golpe fatal e foge em seguida. Steve volta a forma humana e pede perdão à Claire por não ter conseguido cumprir a promessa de fugir com ela e, antes de morrer, diz que a ama.

A investida de Wesker

Após esse evento, Wesker finalmente encontra Alexia no saguão e fala de suas ambições em relação ao T-Veronica. Alexia nega se unir a ele e inicia o processo de mutação avançada do vírus, transformando-se numa bela criatura e iniciando uma luta com o ex-STARS. Chris assiste a tudo escondido, mas acaba revelado e obrigado a lutar quando Wesker foge. Alexia sai derrotada, mas continua viva.

Chris, então, volta a explorar a base e escuta o choro de sua irmã vindo de uma porta. Ele descobre que Steve está morto e Claire, presa pelo sistema de segurança. A única forma de desativá-lo é acionando o sistema de autodestruição da base que automaticamente destravará todas as entradas. Chris consegue acionar o sistema e tem 5 minutos para fugir da base. Quando ele encontra Claire, Alexia reaparece para um confronto definitivo. A única forma de derrotá-la é usando uma arma que acabe com sua reprodução celular, conhecida como anti-BOW (Anti-Biological Organic Weapon). Enquanto Alexia molda seu corpo, os dois irmãos acionam simultaneamente o carregamento de uma arma de segurança, a Linear Launcher, mas essa tempo para ser carregada. Chris diz para Claire ir na frente que ele cuidará de Alexia. Essa, ao receber um tiro — que salva a vida de Claire — sofre outra mutação que a transforma numa enorme criatura. Chris tem uma difícil batalha até Alexia se transformar na criatura que tanto sonhou: uma libélula. Nessa hora, a Linear Launcher é liberada e Chris consegue matá-la.

Quando se prepara para pegar o elevador de segurança, ele encontra Wesker fazendo Claire e se inicia uma perseguição. Os três se encontram em um porto subterrâneo, ao lado de um submarino — aparentemente o veículo de fuga de Wesker. Wesker liberta Claire e diz que poderá fazer pesquisas com o vírus presente no corpo de Steve (Claire fica furiosa). Wesker demonstra que não está sozinho ao dizer que o corpo do jovem já foi recolhido. Chris, então, pede para Claire fugir antes que a base exploda, pois ele tem contas pendentes com Wesker e não sabe se sobreviverá. Os dois iniciam uma luta em que Chris só consegue sair vivo porque libera uma corda, que solta diversas vigas de aço sobre Wesker; e uma explosão cria uma barreira de fogo entre os dois.

A explosão é um sinal de que a contagem regressiva está quase no zero, o que faz Chris sair em direção ao elevador de emergência e fugir com a irmã no caça. Claire pede para o irmão nunca mais deixá-la; ele pede desculpas e diz que agora é hora da Umbrella pagar por todos os seus crimes.


Resident Evil Dead Aim

No jogo, você controla dois personagens principais em uma trama ocorrida depois da destruição da cidade de Raccoon City. Bruce McGivern foi enviado para obter uma amostra do vírus da Umbrella que foi descarregado em um navio de luxo na França.
Quando chega ao navio Morpheus tentam mata-lo mas uma mulher ,Fong Ling, joga uma granada que acaba ferindo gravemente Morpheus, depois Bruce entra no navio e mata vários zumbis ate chegar no lado de fora do navio pega uma chave que está la perto da passagem para o laboratório secreto, ele abre uma porta e corre ate outra porta,entra em uma sala com a válvula que abre o laboratório, o Tyrant-091 quebra a janela fazendo Bruce soltar a válvula e assim Fong Ling a pega, minutos depois ela abre o laboratório, Morpheus vendo isso pela câmera salta dois hunters e depois injeta o T-G Virus em si, Bruce mata os hunters e entra no laboratório,vai ate o local de demonstração de experimentos,e depois Morpheus aparece com outra aparência depois de sofrer mutações, Bruce foge dele com um cartão que abre outra porta Morpheus corre atrás dele mas ele se tranca com Fong Ling, que mata dois hunters nessa sala abre a porta,morpheus sai, Bruce sobe ate a cabine e vê o Tyrant-091 atacando Fong Ling que depois se joga ao mar, ele mata o T-091 e se joga ao mar vendo que o navio se batera em uma ilha(nela há um laboratório que Morpheus chefiava) ele nada até a ilha e entra em um laboratório mata dois nautillus, uma abelha rainha com suas operarias e depois pega a arma experimental(charged particle rifle)contra o T e o G-Virus que também funciona com o T-G Virus, ele luta e fere Morpheus que sofre mutação e vira uma criatura enorme depois de Bruce dar seu ultimo tiro na cabeça de Morpheus ele muta e explode, Bruce e Fong Ling conseguem fugir antes da explosão.



Resident Evil: The Darkside Chronicles [Cenário Operation Javier]

Leon escreveu:Quando eu estarei livre deste fardo? Eu sabia que as pontas soltas deixadas pela Umbrella Corp. voltariam para me assombrar. Desta vez elas me levaram à América do Sul, onde Javier Hidalgo, chefe da famosa quadrilha de traficantes conhecida como “Sacred Snakes”, teria entrado em contato com um dos cientistas restantes da Umbrella.

Ele desapareceu e agora é meu trabalho descobrir o que houve com ele. No entanto, desta vez estou trazendo comigo um membro das Forças Especiais chamado Jack Krauser. Juntos iremos expulsar essa cobra do paraíso de uma vez por todas”.

Leon S. Kennedy agora é um agente do governo e seu trabalho, ao lado de Jack Krauser, é encontrar um perigoso traficante que estaria mantendo relações com contatos da já extinta Umbrella Corporation. Ao se infiltrar no coração da selva e se dar conta de novos desafios – desde o desaparecimento de dezenas de garotas até o ataque de zumbis e outros monstros – Leon intercala a missão atual com suas lembranças, nos levando aos acontecimentos de Raccoon City e da Ilha Rockfort, de modo a complementar as ações que acontecem no presente. Os agentes encontram a jovem Manuela dentro de uma Igreja na pequena vila, onde um monstro parece adormecer ao som de sua voz. Leon e Krauser posteriormente descobrem que a garota fugiu da mansão de Javier através de sua represa e partem com ela para Amparo.



Resident Evil: The Umbrella Chronicles [Cenário Umbrella’s End]

Em 2003, a Umbrella, já debilitada e ainda sujeita a várias investigações, inicia o projeto na construção de uma nova e poderosa arma biológica de guerra, o T-A.L.O.S., Tyrant altamente encouraçado e inteligente em combate. A Umbrella acreditava firmemente que a B.O.W. poderia reviver o prestígio da empresa, até então morto. Sabendo da nova ação, Chris Redfield lidera uma equipe especial anti-Umbrella, e ao seu lado, a sua parceira Jill Valentine. A equipe segue até o Cáucaso, Rússia, localização da base onde a B.O.W. estava sendo projetada. Ao chegar, a dupla enfrenta os já conhecidos zumbis, e também o T-A.L.O.S., provando que os boatos eram verdadeiros, enquanto Albert Wesker, que ao mesmo tempo estava na base, desliga o sistema de defesa da Umbrella, a Rainha Vermelha, e coleta todos os dados da empresa, fugindo logo depois. Um grande golpe contra a empresa.

Após a resolução de várias investigações o governo dos Estados Unidos da América decidem encerrar as atividades a Umbrella Corporation, a qual é desativada permanentemente. Mesmo assim, diversas armas biológicas, fruto do legado negro da empresa, começaram a aparecer pelo mercado negro. Temendo o fato dessas B.O.W.s caírem em mãos de terroristas, foi criada a B.S.A.A.(Bioterrorism Security Assesment Alliance - Aliança de Avaliação e Segurança ao Bioterrorismo), ou B.S.A.A., grupo especial que se dedica no combate direto contra esse tipo de ameaça. A B.S.A.A. foi dividida por todo o mundo, possuindo uma divisão em cada continente. Os já veteranos no caso Chris Redfield e Jill Valentine afiliam-se ao braço Norte Americano da empresa, sendo um dos 11 membros fundadores.


Resident Evil: The Umbrella Chronicles [Cenário Dark Legacy]

Albert Wesker volta à cena mais uma vez, agora atacando a base russa da Umbrella ao mesmo tempo que Jill e Chris. Porém, os antigos membros do S.T.A.R.S. não estão do mesmo lado, e Wesker tem seus próprios interesses envolvidos neste acontecimento. Mais uma vez, Sergei cruza os caminhos do vilão, e o resultado é uma batalha que envolve muito mais do que a simples inimizades entre eles.


Resident Evil 4

O jogo começa mostrando um pequeno resumo sobre os acontecimentos de antigos jogos da série, e uma novidade: é anunciada a falência da Umbrella Corporation; devido as ações de Chris Redfield, Jill Valentine e Albert Wesker, fato relatado em Umbrella Chronicles. O protagonista de RE4 é Leon S. Kennedy, sobrevivente de Raccoon City, que agora trabalha como agente secreto para o governo americano. Leon deve investigar a suspeita de Ashley Graham, a filha do presidente, que foi seqüestrada, estar numa remota vila na Espanha. Leon é auxiliado por Ingrid Hunnigan, que lhe dá informações sobre o terreno. O principal antagonista é Osmund Saddler, líder do culto Los Illuminados e responsável por infectar os habitantes do vilarejo com a La Plaga, que planeja fazer o mesmo com o resto do planeta. Para isso, conta com a ajuda de Ramon Salazar, responsável por liberar as Plagas; Bitores Mendez, o prefeito do vilarejo; e Jack Krauser, um ex-companheiro de Leon nos anos de treinamento para o governo, supostamente morto dois anos antes. Ainda são incluídos Luís Sera, um misterioso cientista que trabalhava para Salazar, e se apresenta a Leon como um policial de uma cidade vizinha; Ada Wong, antiga paquera de Leon que, agora trabalha para Wesker, tem como objetivo obter uma amostra do parasita La Plaga; e Albert Wesker, ex-capitão dos S.T.A.R.S. que planeja a reconstrução da Umbrella Corporation. Em 2004, as atividades ilegais da Umbrella dentro de Raccoon City vieram a público. Após uma investigação conduzida pelo governo, vários diretores da empresa são presos. O governo suspende indefinitivamente os negócios da Umbrella, causando sua falência. Leon deve, também, descobrir o que aconteceu ao outro agente enviado anteriormente para resgatá-la. Chegando ao vilarejo rural chamado Pueblo, ele encontra moradores hostis e fervorosamente religiosos, que são capazes de dar suas vidas pelos Los Iluminados. Durante a busca, Leon descobre que os moradores são responsáveis pela morte do agente desaparecido. Leon encontra Ashley e, em seguida, Luís Sera, contratado para investigar o parasita encontrado nas minas de escavação. No decorrer do jogo, diversas anotações de Luís são encontradas, revelando como os parasitas agem e como é possível eliminá-los.

Foram feitas escavações em minas e, em uma delas, havia uma substância gasosa que, inevitavelmente, os mineradores inalaram. Pesquisas sobre a substância revelaram que o local onde ela mais se concentrava era sobre ovos petrificados, isso aparentemente. Os animais resultantes destes ovos foram nomeados de La Plaga (A Praga).

Os parasitas são capazes de controlar seus hospedeiros, mudando seu comportamento. À medida que as pragas crescem, elas desenvolvem nos hospedeiros transformações que os tornam verdadeiras monstruosidades. A La Plaga pode se desenvolver e dar ao hospedeiro uma forma mais bizarra do que a dos Ganados (os moradores do vilarejo). É o que aconteceu com os El Gigantes (Os Gigantes), homens resultantes de vários experimentos com as Plagas. Ao alcançarem a fase adulta, as La Plaga não necessitarão mais de hospedeiros; deste modo, as formas adultas depositaram ovos para a reprodução. Saddler havia explorado as propriedades dos parasitas, criando a seita Los Illuminados, enquanto os poderes delas lhe permitiram exercer total controle sobre as pessoas contaminadas. Através disso, Saddler formulou um plano: seqüestrar a filha do presidente, infectá-la com a Plaga, e deixá-la ser resgatada para que o ovo eclodisse já em solo americano. Leon também havia sido infectado pela Plagas, para se tornar guarda-costas de Saddler quando o ovo germinasse. Ao encontrar Ashley, Leon vê pela primeira vez Saddler. Ashley será mais tarde capturada novamente. Leon irá, então, procurá-la, com a ajuda de Ada Wong e de Luís Sera enfrentando criaturas muitas vezes enormes, geradas a partir das experiências de Saddler. Leon encontra o prefeito da vila, Bitores Mendez, e o enfrenta.

Sempre à procura de Ashley, e perseguido pelos aldeões, Leon chega a um castelo medieval, o qual é habitado pelo sádico Salazar. Guiado pela sua "sorte", Leon encontra uma profunda mina, onde encontra dois El Gigantes. Neste local vê-se indícios de que foram ali feitas as escavações que libertaram as Plagas. Adiante, o agente irá enfrentar outro subordinado de Saddler: Jack Krauser, geneticamente modificado pelas Plagas. Leon encontra Ashley presa a uma antiga estrutura em um complexo de laboratórios numa Ilha Gigante onde, provavelmente, ocorreram as investigações sobre as Plagas. Após cruzar o complexo, Leon chega a uma base militar, agora sob o controle dos Illuminados. Onde pôde, finalmente, retirar a Plaga que havia no corpo de Ashley e no dele mesmo. Em seguida, elimina Saddler, com a ajuda de Ada. Com Ashley a salvo e Saddler morto, Leon conclui sua missão, levando a jovem de volta aos EUA.


Resident Evil Revelations

No ano de 2004, a organização terrorista Veltro atacou a cidade de Terragrigia. Fazendo com que a FBC eliminasse a cidade completamente, algo parecido com o que ocorreu em Raccoon City. Nada contente com está decisão, eles decidem sair da FBC e assim entrar na B.S.A.A.
Tempo depois, Chris e Jill uns dos 11 fundadores da B.S.A.A, depois de fazerem uma grande quantidade de missões, Chris consegue uma nova parceira para fazer uma missão em especial, esta é Jessica Sherawat. Chris e Jéssica são enviado para conseguir informações da Organização Bio-Terrorista El-Velcro, tempo depois que eles iniciam sua missão, eles perdem contato com a base.

Enquanto isso Jill e Parker seu novo parceiro, estavam checando os cadáveres nas praias próximas a Terragrigia, eles recebem a informação de que perderam contato com Chris e Jéssica, graças a isso eles são enviados para fazer uma busca no Queen Zenobia, navio no qual eles poderiam ter desaparecido. Porém tudo aquilo era apenas uma armadilha, e quem perderia contato são os próprios Jill e Parker, enquanto na verdade Chris e Jéssica estavam nas montanhas da Europa, para investigar uma suposta base da Veltro.

Estes são mandados imediatamente para o navio Queen Zenobia, para que assim eles se juntem com Jill e seu parceiro, para descobrir o que estava acontecendo.
Enquanto isso, Morgan Lansdale chefe da FBC toma a medida drástica, de destruir completamente o navio, para que assim o vírus T-Abyss que continha nele não se espalhasse pelos oceanos.
Ao mesmo tempo, Jill e seu parceiro passavam por grandes apuros contra as criaturas provenientes do T-Abyss, mas o verdadeiro perigo estava muito abaixo deles, no fundo do oceano, onde estava a “Final Queen”, imediatamente Jill e seu parceiro são ordenados para encontrar e se possivel destruir a criatura.

Enquanto isso Brian um dos lideres da B.S.A.A, é acusado de ser cúmplice da Veltro, pois este possuía um frasco do vírus. Durante sua busca Jill encontra Jack Norman líder da Veltro, este revoltado por ter sido traído por Morgan no qual trabalhava disfarçadamente como chefe da FBC, em um ato de desespero ele injeta em si mesmo, uma amostra do vírus, se transformando assim em um monstro. Após ele ser derrotado, ele deixa para trás um gravados e o envia para o quartel general da B.S.A.A, assim mostrando toda a traição de Morgan, sendo assim ele é preso imediatamente.


Resident Evil 5

Chris Redfield, sobrevivente do incidente na mansão, segue sua luta contra o legado negro da antiga Umbrella Corporation. Vivendo agora com um grande sentimento de culpa pela morte de sua velha amiga, Jill Valentine, que foi morta em missão. Após um longo período lutando incansavelmente contra a venda e produção de bio-armas, a serviço da atual empresa a qual serve, conhecida como Bioterrorism Security Assesment Alliance (BSAA), que age contra o bioterrorismo. Em 2008, Chris é enviado a Kijuju, uma cidadezinha situada na África, com a missão de capturar um contrabandista de bio-armas, Ricardo Irving. Chris aparenta estar cansado de lutar, e sempre se pergunta se vale mesmo a pena lutar contra tudo isso.

Ao chegar em Kijuju, Chris conhece sua nova parceira: Sheva Alomar, membro da BSAA africana. Os dois logo se tornam amigos, a ponto de Chris se lembrar do que houve com Jill, e passar a temer que aconteça algo parecido com Sheva. Mesmo assim, ele segue sua caçada, e adentra os portões de Kijuju, logo sendo notado pelos moradores. Eles encontram Reynard Fisher, um infiltrado da BSAA, os agentes recebem suas armas que Reynard guardava. Na rua, notam um morador sendo arrastado por dois homens, ao verem os heróis os agressores fogem deixando a vítima para trás. Chris então tenta socorrer o pobre homem, mas ele estranhamente o ataca. A dupla é obrigada a executá-lo. Seguindo em frente, uma macabra cena acontece: Reynard é pego pelos moradores e levado para um palanque numa praça, lá, é decaptado. Quando são avistados, Chris e Sheva agora têm de lutar contra todos os habitantes enfurecidos, que avançaram contra eles. Com a chegada do apoio aéreo, os moradores desaparecem. Chris então se lembra do relatório de Leon S. Kennedy; comentando um acontecimento semelhante, que durante uma missão na Europa os moradores também o atacaram sem motivo, sendo obra de um parasita conhecido como Las Plagas, que deixa o hospedeiro completamente hostil. Mais tarde, durante um outro ataque de moradores, Chris e Sheva recebem o apoio da equipe Delta da BSAA, liderada por Josh Stone. Chris obtém informações sobre Irving, além de uma imagem, consistida em uma mulher muito parecida com Jill. Eles encontram Irving, que logo depois foi resgatado por uma figura encapuzada, frustrando a investida. Até que mais um obstáculo surge: uma criatura voadora gigante que mais parece uma mistura de morcego com aranha. Depois de uma longa luta, o monstro Popokarim é abatido, e a dupla continua a missão em uma grande perseguição, sendo apenas um veículo da BSAA com Chris, Sheva e um soldado contra caminhões e motos guiados pelos habitantes enfurecidos. A perseguição termina ao anoitecer, mas seria o início de outro embate, agora a dupla teria que enfrentar uma criatura gigante humanóide (também similar ao enfrentado por Leon), o gigante Ndesu. Quando a aberração é morta, Chris decide deixar a missão de lado e ir procurar Jill, além de optar por seguir sozinho para não arriscar Sheva. Mas a moça se recusa, dizendo que os dois são parceiros e só irão se separar no fim. Um tempo depois, após passarem por uma refinaria de petróleo, onde estaria Irving, e após a fuga do mesmo, o pequeno barco de Chris, Sheva e Josh colide com o grande navio de Irving. A dupla sobe até a embarcação inimiga para finalmente capturarem Irving. Porém, o vilão decide parar de fugir e enfrentá-los, injetando em si mesmo um vírus estranho, que lhe transformou em um monstro deformado. Mesmo assim, não foi páreo para a dupla, que derrotou Irving e o interrogaram sobre a garota da foto. Ele fala sobre Excella Gionne, presidente da Tricell, uma base militar e uma mina subterrânea. Ambos então partem para o destino, mas não encontram Jill, apenas Excella em uma grande sala, acompanhada de Albert Wesker. A misteriosa figura encapuzada reaparece, agora lutando contra Chris e Sheva. Quando um intervalo acorre, Wesker retira o capuz da figura, que se revela a própria Jill Valentine, agora sob o domínio de Wesker. Chris e Sheva consegue retirar o P4 do tórax de Jill e fazê-la retornar à consciência. Jill manda Chris ir atrás de Wesker antes de ele liberar um vírus na atmosfera, contaminando todo o mundo.

Quando Excella é localizada, é traída e infectada pelo Uroboros (o organismo que Wesker quer soltar na atmosfera). A moça se transforma em um monstro, sendo inevitavelmente morta. Ao alcaçarem Wesker, uma luta acontece. Agora, Wesker tem um ponto fraco indicado por Jill: o mesmo vírus que ele usava em seu corpo, se fosse usado em excesso, faria mal ao usuário. A dupla consegue injetar em Wesker diversas doses do experimento e o vilão foge para um jato, tentando libertar o Uroboros. A dupla o alcança, e derrubam o avião em um vulcão ativo. Na luta final, Wesker se enfurece e se infecta propositalmente com o Uroboros. Chris e Sheva são separados durante a luta, e ao ver Sheva em perigo, Chris chega a empurrar uma grande rocha para chegar até ela. Wesker é dado como morto na luta, pois foi atingido por dois disparos de RPGs de Chris e Sheva, que foram resgatados por um helicóptero, com Jill e Josh dentro. Ao ver a missão completada, e ainda saber que Jill e Sheva estão vivas, Chris finalmente obtém sua resposta: por um mundo seguro, vale a pena lutar.


Última edição por UchihaZoro em Sab 12 Jan 2013, 22:40, editado 8 vez(es)

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por UchihaZoro em Qui 28 Jun 2012, 21:19


Games que não fazem parte da história original, serão apresentados aqui!



Resident Evil OutBreak

Tudo começou como um dia qualquer em setembro… Um dia qualquer na vida de pessoas normais, que buscam descontração após um dia intenso de trabalho, de estudo… Ninguém nem ao menos suspeitou do que poderia estar acontecendo em Raccoon City, uma cidade americana que descobriu o verdadeiro significado de modernização graças à Umbrella Corporation, uma corporação farmacêutica que camuflou no desenvolvimento da cidade, segredos terríveis, como experimentos com perigosíssimas armas biológicas, como um vírus mortal, capaz de reanimar células mortas.
De repente, milhares de pessoas dão entrada nos hospitais locais, com vários sintomas em comum: coceira, vômito, dores pelo corpo. A população encarou tudo como uma epidemia que seria facilmente controlada, enquanto surgiam na cidade casos de mutilação de famílias inteiras que habitavam as redondezas de Arklay – uma cadeia de montanhas que rodeia a cidade. A onda de assassinatos começou a se intensificar e passou a acontecer no meio urbano. Não era somente uma notícia qualquer no noticiário: a população toda via seus amigos, familiares e conhecidos sendo vitimados pela epidemia, e o número de mortes nos hospitais começou a crescer… O problema é que, quem sucumbia à doença, não permanecia morto por muito tempo.
É uma noite comum, em um bar qualquer. Várias pessoas bebem, conversam, e se descontraem. Alguém entra pela porta aparentando ser um mendigo… Um dos funcionários se dirige à figura, pedindo para que ela saia, mas, aquilo que aparenta ser um mendigo, o ataca. Basta olharem pelas janelas do bar, para que todos aqueles que ali estão, descubram que o pesadelo só está começando. Cindy, Kevin, George, Mark, Yoko, Alyssa , David e Jim, lutarão juntos pelo mesmo objetivo: escapar com vida da Raccoon City, que se tornou a cidade dos mortos… Mas isso não será nada fácil.
Os jogadores agora podem atirar e andar ao mesmo tempo. Novos comandos foram adicionados, os personagens ganharam novos itens e um antigo desejo dos gamers também se tornou realidade neste game: é possível jogar online. O jogador podia se registrar através do browser in-game e interagir online com várias pessoas, criar cenários para explorar no Free Mode e, no Scenario Mode, ele poderia escolher um cenário padrão do game e se aventurar com outros players. Infelizmente, a Capcom fechou os servidores de Resident Evil Outbreak nos Estados Unidos devido a problemas com o servidor, alegando que os jogadores estavam trapaceando e alterando os rankings de colocação.


Resident Evil OutBreak Files 2

O pesadelo de pessoas comuns presas em uma Raccoon City tomada por zumbis continua em Resident Evil Outbreak File #2, segundo jogo da série de jogos online lançada pela Capcom em 2004.
O game utiliza os mesmos personagens do anterior que, desta vez, participarão de novas histórias e passarão por novos cenários que levam o jogador a conhecer localidades inéditas de Raccoon City, tomada pelo caos e a anarquia do dia da infecção: um zoológico, um metrô, um hospital abandonado e uma base da Umbrella. Há também ambientes conhecidos pelos fãs da série, como o grande destaque desta seqüência: um remake da delegacia de polícia de Resident Evil 2.
A jogabilidade continua exatamente a mesma, mas a Capcom parece ter aprendido com os erros cometidos no primeiro Outbreak. A inteligência artificial dos parceiros foi muito melhorada, e eles agora podem ser escolhidos ao início de cada cenário, ao contrário do game anterior, em que eram fixos em cada fase. Os tempos de carregamento entre salas estão bem menores, tornando o gameplay bem mais dinâmico e menos cansativo.
Todas estas melhorias, entretanto, não foram suficientes para que o game atingisse um sucesso estrondoso. Mesmo sendo preferido pelos fãs e pela crítica especializada em relação a seu antecessor, Resident Evil Outbreak File #2 não vendeu o esperado pela Capcom e, em março de 2007, os servidores que permitiam os jogos online foram permanentemente fechados pela companhia.


Resident Evil Gaiden

2000 seria o ano de lançamento de um port do primeiro Resident Evil para Game Boy Color, licenciado pela Capcom e produzido pela Virgin em parceria com o estúdio britânico HotGen. Após diversos atrasos, porém, o projeto foi cancelado por não estar de acordo com os padrões exigidos pela Capcom. Boatos começaram a surgir, dando conta de que o jogo, na verdade, não teria sido cancelado e sim, portado para o recém-lançado Game Boy Advance. Finalmente, em 2001, veio o anúncio de que um título inédito da série estava em produção para o quase extinto Game Boy Color.
Em “Resident Evil Gaiden”, Leon S. Kennedy, agora trabalhando para uma organização clandestina anti-Umbrella, é enviado para investigar rumores de que uma nova arma biológica estaria a bordo do cruzeiro “Starlight”. Porém, o contato com o agente é perdido e Barry Burton, também pertencente à organização, é enviado para localizá-lo. Ao chegar no local, percebe que o vírus infectou a todos no navio, e encontra a única sobrevivente do acidente, Lucia. Perseguidos por um monstro capaz de tomar qualquer forma e enfrentando os zumbis espalhados pelo barco, Barry e Lucia devem encontrar Leon e tentar escapar com vida do local, não sem antes destruir a arma biológica a bordo e evitar que o desastre tome proporções maiores.
O game inovou ao apresentar novos itens, coletes que diminuem o dano causado pelos inimigos, e um novo sistema de batalha, ativado somente quando as criaturas se aproximam e que conta com a destreza dos jogadores para a eficácia dos ataques. Durante os combates, também é possível batalhar com até três personagens por vez, compartilhando itens e munição entre eles. O jogo não teve uma recepção muito boa, sendo lançado ao mesmo tempo que o remake do primeiro RE para GameCube, e é considerado totalmente non-canon, ou seja, não faz parte da cronologia da saga.


Resident Evil Survivor 2

Em meados de 2001, ainda colhendo os frutos do sucesso de Resident Evil CODE: Veronica em todo o mundo, a Capcom fez uma parceria com a Namco para produzir uma seqüência para a série “Survivor”. O segundo título da franquia seria lançado para os arcades e se chamaria “Biohazard: Firezone”. O título faria uso da tecnologia Naomi, com gráficos semelhantes aos vistos no Sega Dreamcast.
À primeira vista, o jogo parece um simples relançamento de CODE: Veronica para os fliperamas. Desta vez, entretanto, duas pessoas podiam jogar ao mesmo tempo, na pele de Claire Redfield e Steve Burnside. Passando por alguns cenários da Ilha Rockfort, os jogadores enfrentanvam uma série de monstros não somente de RE:CV, mas também de outros games da série. O arcade, porém, teve repercussão negativa no mercado japonês mas, ainda assim, a Capcom anunciou que uma versão doméstica do jogo seria lançada para o Playstation 2.
Em novembro de 2001, os fãs japoneses recebiam Biohazard: Survivor 2 em seus consoles. Quatro meses depois, foi a vez dos europeus. Nos dois mercados, a recepção foi igualmente negativa, mesmo com a adição de extras na versão Playstation 2. Os números de vendagem foram muito abaixo do esperado e, aproveitando-se de uma classificação etária alta imposta pela Sony para o lançamento americano do jogo, a Capcom anunciou ainda em 2002 que os fãs dos Estados Unidos não teriam acesso ao game, colocando Resident Evil Survivor 2 no rol dos games “obscuros” da série.


Resident Evil Mercenaries 3D

The Mercenaries 3D é o terceiro jogo da série lançado em um portátil da Nintendo. Focado na ação do modo mercenário, citado pela primeira vez em Resident Evil 3, o título faz parte da celebração de 15 anos de Resident Evil. Anunciado em setembro de 2010 em uma conferência da Nintendo, The Mercenaries 3D tira proveito das características únicas do 3DS, apresentando pela primeira vez imagens em terceira dimensão.
O desenvolvimento do jogo durou pouco menos de um ano e a decisão de trazer a experiência de “Mercenaries” para o portátil partiu dos produtores, a fim de proporcionar uma experiência mais convencional – paralela ao desenvolvimento de Resident Evil: Revelations, também para o 3DS.
O título apresenta gráficos de alta qualidade para um portátil e os controles lembram muito os vistos em Resident Evil 5. Com cenários remasterizados do quarto e quinto jogos da série, The Mercenaries 3D tem 30 missões e, além do modo para um jogador, conta até com ação cooperativa, que pode ser ativada entre dois Nintendo 3DS próximos ou online (Wi-Fi).
Há ainda um exclusivo sistema de customização de personagens, “Skill“, que torna seus combatentes mais efetivos contra inimigos. Outra novidade é a possibilidade de andar e atirar ao mesmo tempo, dando uma maior flexibilidade aos jogadores.
A guerra contra o terror começou, cabe a você decidir seu time ideal para enfrentar essa batalha!


Resident Evil Operation Raccoon City

É setembro de 1998 e a ação se concentra em Raccoon City, cujo destino já foi determinado com as horríveis consequências do mortal vazamento do T-vírus, desenvolvido no Complexo de Pesquisa da Umbrella. Com a necessidade de encobrir o caso, a Umbrella envia uma equipe de elite para Raccoon City para destruir todas as evidências que a ligam ao incidente e eliminar qualquer sobrevivente. Enquanto isso, o governo dos Estados Unidos colocou a cidade em quarentena e enviou sua própria equipe de soldados de elite para determinar a origem do misterioso incidente.
Você é um soldado do Serviço de Segurança da Umbrella (U.S.S), competindo sozinho ou com até outros quatro jogadores em uma batalha contra todas as forças competidoras presentes em Raccoon City. Espere pelo retorno dos inimigos originais da série, locais icônicos, como o Departamento de Polícia de Raccoon City e os personagens favoritos dos fãs, incluindo Leon S. Kennedy, um policial novato que está na sua lista de pessoas a serem eliminadas.
- Experimente o medo em meio a um confronto de três lados: armas biológicas e zumbis criam uma terceira força imprevisível e um desafio adicional ao jogador, adicionando caos ao gameplay.
- Modo campanha: modo single player e modo cooperativo com 4 jogadores: você faz parte da U.S.S. Proteja a verdade por trás do vazamento do T-vírus.
- Defina seu estilo: ganhe novas habilidades de acordo com o seu personagem preferido.
- Equipe de desenvolvimento internacional: um shooter multiplayer de alta qualidade desenvolvido em uma colaboração entre a Capcom Japão e a Slant Six Games, especialista no gênero.

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por UchihaZoro em Qui 28 Jun 2012, 21:19



Nome: Chris Redfield
Sexo: Masculino
Etnia: Caucasiana
Nascimento: 1973
Altura: 1,85 m
Peso: 98 Kg
Tipo sanguíneo: O


Competência e personalidade forte

Chris é inabalável em qualquer situação, mas essa personalidade forte faz com que ele bata de frente com seus superiores. É um excelente atirador, com grande capacidade de observação e percepção. Tem ampla experiência com armas de fogo e é excelente no combate corpo a corpo.
Começou a carreira militar na Força Aérea Americana, onde conheceu Barry Burton, que fazia parte da mesma unidade. Era definido pelos Comandantes como “intransigente”, “possuidor de dedicação firme” e “com grande capacidade de adaptação”. Apesar de ser um excelente piloto e receber diversas condecorações, pediu baixa de sua unidade por entrar em conflito com oficiais superiores constantemente.
Após o afastamento da Força Aérea, Chris foi recrutado para os S.T.A.R.S., ocupando a posição de batedor na equipe Alpha. Como batedor, sua função era patrulhar e manter assegurar as posições à frente da equipe. Suas funções requeriam não somente que ele fosse um bom atirador e lutador, mas também que fosse capaz de usar uma grande variedade de armas. Chris ganhou grande destaque em sua equipe, e possuía um desempenho exemplar.

“E tudo se tornou um pesadelo…” (24 de julho de 1998)

A equipe Bravo havia sido enviada para investigar assassinatos que estavam ocorrendo na floresta nos arredores de Raccoon City. Como a equipe não entrou mais em contato desde que foi enviada em missão, a equipe Alpha foi até o mesmo local para resgatá-los. Logo após a aterrisagem do helicóptero da equipe Alpha, o grupo foi atacado por cães ferozes, sendo obrigados a se refugiar em uma mansão próxima. A equipe ainda foi deixada para trás por Brad Vickers, que pilotava o helicóptero no momento.

Na mansão, Chris encontra seu grande amigo da equipe Bravo, Forest Speyer, morto. Forest volta à vida como um zumbi e, sem escolha, Chris acaba sendo obrigado a mata-lo. Chris e Forest eram amigos íntimos e os dois competiam juntos em um campeonato anual de tiro. Chris também encontra Rebecca Chambers e Richard Aiken, ambos da equipe Bravo.
Chris ajuda Rebecca a cuidar de Richard, que foi infectado pela Yawn, trazendo-lhe soro. Posteriormente, Chris também salvaria a vida de Rebecca, defendendo-a de um Hunter.
Em uma cabana próxima a mansão, Chris encontra Lisa Trevor. Devido à grande resistência da menina transformada em monstro, ele apenas foge sem lutar contra ela. Na área abaixo da mansão, Chris reencontra Lisa, desta vez, atacando Albert Wesker.

Chris e Rebecca auxiliam Richard Aiken
Chris auxilia o capitão empurrando pedras que abririam a tampa do caixão da mãe de Lisa, Jessica. Perturbada com a visão dos restos mortais de sua mãe, o monstro se joga em um abismo.
Chris e seus companheiros dos S.T.A.R.S acabam descobrindo que a mansão era, na verdade, uma fachada para um laboratório secreto da Umbrella, onde eram desenvolvidas armas biológicas e eram conduzidos diversos experimentos ilegais, inclusive com humanos. Chris descobriu, ainda, que havia sido envolvido em um plano tramado por seu próprio capitão e líder dos S.T.A.R.S, Albert Wesker. Wesker havia manipulado os membros da equipe Alpha e Bravo para coletar dados de combate das armas biológicas, para ingressar em uma empresa rival da Umbrella. Wesker precisava, principalmente, dos dados do Tyrant (T-002), desenvolvido por ele e William Birkin, enquanto foram pesquisadores em Arklay. Wesker liberou o Tyrant para lutar contra Chris e Jill Valentine, e ao mesmo tempo executou a segunda parte de seu plano, sendo morto pela criatura.


Antes de fugirem para o heliporto e serem resgatados com a ajuda de Brad Vickers, que sobrevoava a mansão, Chris pede que Rebecca ative o sistema de autodestruição do complexo de pesquisa. Jill, Chris,Barry e Rebecca acabam sendo surpreendidos pelo Tyrant no heliporto. Brad Vickers, então, joga uma Rocket Launcher do helicóptero para que pudessem definitivamente destruir o Tyrant e fugir antes da explosão do complexo.

Investigando a Umbrella (1998, após o incidente da mansão)

Imediatamente após o retorno da mansão, Chris começou a investigar a Umbrella. Ele enviou diversos relatórios a Brian Irons, relatando que as atividades ilegais da Umbrella na mansão eram compatíveis com a doença canibal que se espalhava a partir das redondezas de Raccoon City. Suas tentativas foram totalmente inúteis, já que Irons recebia subornos constantes da empresa para inibir investigações e encobrir suas atividades ilegais. A Umbrella, em contrapartida, fica sabendo das tentativas de Chris e dos outros membros dos S.T.A.R.S. de incriminar a empresa a partir de informações cedidas por Nicholai Ginovaef.
Chris começa, então, a agir de forma estranha para ganhar uma dispensa temporária do trabalho. Ele consegue ser afastado e prossegue investigando a Umbrella. As investigações particulares de Chris o levaram a descobrir o projeto G-vírus, conduzido por William Birkin e ele compartilha as informações que descobriu em uma reunião com Jill em seu apartamento. Como Irons não cooperava com suas investigações, Chris entrou em contato com a Polícia Federal, mas não recebeu resposta imediata. Percebendo que as autoridades de Raccoon City não o ajudariam, Chris decide ir à matriz da Umbrella na França continuar suas investigações. No dia 24 de agosto, ele deixa Raccoon City sem avisar à irmã mais nova, Claire, e dirige-se a Europa. Ele deixa para trás somente o seu diário, com um pedido de desculpas para a irmã.

O Reencontro com Wesker na Antártida (27 de dezembro de 1998)

Como Chris não avisou sua família sobre sua ida à Europa, Claire foi a Raccoon City tentar encontrá-lo. Lá, ela descobriu que a cidade estava tomada pelo T-vírus. Ela escapou do local com Leon S. Kennedy e Sherry Birkin. Após o incidente na cidade, Claire continuou em busca do irmão.
Enquanto estava na Europa, Chris recebeu uma mensagem de Leon S. Kennedy, informando que Claire estava presa na Ilha Rockfort. O local era propriedade da família Ashford, uma das fundadoras da Umbrella, e liderada por Alfred Ashford. Claire havia sido presa por que também havia se dirigido à Europa para investigar a Umbrella e invadiu a sede da empresa, em Paris. Chris vai até a ilha para libertar sua irmã e acaba chegando tarde demais, pois ela havia partido para a Antártida em um avião.
Chegando à Ilha Rockfort, Chris conhece Rodrigo Raval, que o informa da fuga de Claire. Os dois são surpreendidos pela Gulp Worm, que engole Rodrigo. Chris luta contra a criatura, que ao ser derrotada, regurgita o guarda da prisão de Rockfort. Infelizmente, Rodrigo fica seriamente ferido e acaba morrendo.
Chris é atacado por Wesker na Antártida

Na Ilha, Chris reencontra Albert Wesker, quem ele acreditava ter morrido na mansão poucos meses antes. Ele descobre que Wesker havia sido atacado pelo Tyrant propositalmente, e agora possuía um vírus em seu corpo que o dava poderes sobre humanos. No encontro, Chris descobre o ódio que Wesker sente por ele, por ter sido um dos responsáveis por destruir seus planos ao matar o Tyrant. Wesker agride Chris revela que Claire está na Antártida, onde também se encontraAlexia. Antes que a luta pudesse acabar em morte, Wesker abandona Chris ao ver o rosto de Alexia em um monitor.
Decidido a salvar Claire, Chris usa um jato Harrier para ir até a Antártida regatá-la. Nas instalações na Antártida, ele descobre uma réplica da mansão de Arklay, e lá encontra Claire, presa em uma espécie de casulo. Imediatamente, ela pede ajuda ao irmão para salvar Steve Burnside, quem ela conheceu na prisão em Rockfort. Os dois são impedidos por Alexia de continuarem juntos, e Claire vai à busca de Steve enquanto Chris permanece na mansão. Ali, em breve, aconteceria um confronto entre Wesker e Alexia. Percebendo que não seria páreo contra ela, Wesker foge e a deixa sozinha para ser enfrentada por Chris. Após a batalha, Alexia finalmente perde os sentidos e Chris parte para o encontro de sua irmã.
Chris reencontra Claire ao lado do corpo de Steve. O rapaz havia sido infectado por Alexia com o T-Veronica e se transformara em um monstro. Claire escapara por pouco de Steve, e o rapaz acabou sendo morto por um tentáculo da vilã. Ela sugere que ele ative o sistema de autodestruição do complexo, para que eles possam deixar o local após as saídas serem liberadas. Quando estão prestes a fugir, os dois irmãos são confrontados por Alexia novamente. Com a Linear Launcher, projetada por Alexander Ashford, Alexia é derrotada.
Os dois são surpreendidos novamente por Wesker, que usa Claire como refém. Ele quer vingar-se de Chris e os dois travam mais uma batalha. O início da explosão do complexo impede que os dois terminem de acertar as contas, e Chris foge do local com a irmã.

Fechando o “guarda-chuva” (18 de fevereiro de 2003)

Em 2003, Jill e Chris passaram a fazer parte de uma organização anti-bioterrorista privada. O objetivo dessa organização era investigar e intervir em ações bioerroristas, além de caçar os membros restantes da Umbrella. Nesse período, a empresa enfrentava um péssimo momento, já que estava sendo julgada pelo envolvimento no incidente em Raccoon City.
Chris e Jill em missão no Cáucaso

Em 18 de fevereiro do mesmo ano, os dois são enviados para uma missão na região do Cáucaso. Assim que chegaram ao local, Chris e Jill foram atacados por zumbis, confirmando o vazamento do T-vírus na região. Investigando a área, os dois encontram uma menina chamada Anna. Assustada, ela se manteve escondida no guarda-roupa de sua casa. Após ser confortada por Jill, Anna guia os dois agentes até o silo da vila.
No silo, Chris e Jill são surpreendidos por Albert Wesker, que afirma não ter envolvimento algum com o vazamento do T-vírus. O reencontro é interrompido por um ataque de Hunters Delta e Wesker foge. Como a presença de Wesker não era sinal de boa coisa, os dois agentes, então, refazem o caminho do vilão até a vila e o encontram na casa de Anna. Wesker buscava informações sobre a Umbrella no local, já que o pai da menina era um ex-funcionário na fábrica que servia como base para a empresa. No entanto, a abertura do cofre que escondia o que Wesker tanto almejava resultou em uma explosão.
Após descobrirem através de Wesker que a grande fábrica próxima à vila era a suposta base da Umbrella que estavam procurando, Chris e Jill invadem o local. Wesker aproveita a oportunidade criada pelos dois agentes, de servirem como uma “distração” para Sergei Vladmir, para invadir a fábrica sem ser notado.
Chris e Jill encontram a fábrica infestada por zumbis e armas biológicas. Os dois usam diversos elevadores que os levam a níveis cada vez mais inferiores no complexo. Os agentes alcançam uma grande sala, onde são recepcionados por Sergei Vladmir. O comandante da base ativa o Tyrant T-A.L.O.S., que possuía controle computadorizado. A criatura parte monstro, parte máquina é derrotada por Chris e Jill. Enquanto os agentes finalizam sua missão, Wesker mata Sergei e rouba os todos os dados da Umbrella armazenados no terminal U.M.F – 013.

Luta contra o Bioterrorismo (2003 – 2006)

Após o incidente na Rússia, a Umbrella passou por julgamento e foi considerada culpada pelo incidente em Raccoon City e pela produção ilegal de vírus e armas biológicas. Após a queda da empresa, o mundo passou a se preocupar com a existência de incidentes biológicos. Isso coincidiu, ainda, com o surgimento de armas biológicas no mercado negro, caindo nas mãos de terroristas e guerrilheiros. Nesse contexto, o Consórcio Farmacêutico Global criou a B.S.A.A (Biohazard Security Asssessment Aliance – Aliança de Segurança e Investigação de Perigo Biológico). Em sua formação inicial, onze indivíduos selecionados faziam parte da Aliança. Chris era um deles, ao lado de Jill, fazendo parte da divisão Norte Americana. Na B.S.A.A, Chris e Jill eram agentes SOA (Special Operations Agent – Agente de Operações Especiais). Estes agentes estão principalmente envolvidos em investigações e operações investigativas, e por isso, são considerados os olhos e os ouvidos da B.S.A.A. Durante algumas operações, pode ser difícil para as equipes táticas infiltrar-se em locais, por isso, cabe aos agentes realizar essas missões. Os dois parceiros passaram a viajar o mundo juntos, conduzindo diversas missões, lutando contra o bioterrorismo.
Mansão de Spencer na Europa

Em agosto de 2006, a partir de informações obitdas em investigações feitas pela B.S.A.A., Chris e Jill descobrem o paradeiro de Ozwell E. Spencer. Os dois se digirem à mansão em um local remoto da Europa para prendê-lo, e aproveitariam para tentar descobrir informações sobre o paradeiro de Albert Wesker.
No hall da mansão, que era mais uma réplica da mansão projetada por George Trevor, Jill e Chris descobrem que os seguranças de Spencer haviam sido mortos. Os dois investigam os corredores da propriedade e encontram uma enorme criatura que vaga pela residência carregando uma âncora. Nas masmorras, eles descobrem que o gosto de Spencer pelo bizarro permanece, já que várias cobaias e cadáveres se encontravam espalhados pelo local.
Os agentes conseguem chegar aos níveis superiores da mansão e encontram o velho Ozwell E. Spencer morto, jogado ao chão ao lado de Albert Wesker. Jill e Chris iniciam um confronto com o ex-capitão dos S.T.A.R.S., mas apesar de serem dois, Wesker tem vantagem com seus poderes. A luta termina tragicamente, quando Jill salta sobre Wesker e cai de uma janela para evitar que Chris seja assassinado pelo vilão. Em novembro de 2006, a B.S.A.A. encerrou as buscas pelo corpo de Jill e a agente foi dada oficialmente como morta.

O falecimento de sua parceira foi um estímulo para que Chris se envolvesse ainda mais na luta contra o bioterrorismo. Ele se envolveu em tantas operações que logo acumulou mais missões do que qualquer outro membro da B.S.A.A.

Missão em Kijuju (março de 2009)

Em fevereiro de 2009 a B.S.A.A. começa a conduzir investigações na vila de Kijuju, na África, para investigar os estranhos acontecimentos com os moradores do local, provavelmente relacionados ao bioterrorismo. As investigações são conduzidas por Reynard Fisher, que reporta à base da B.S.A.A. que a população de Kijuju está apresentando sinais de infecção por Las Plagas. Ele acredita que o vendedor de armas biológicas no mercado negro Ricardo Irving esteja envolvido com o incidente.
Reynard Fisher entra em contato com Chris, colocando-o a par da investigação sobre Irving. O agente, passa então a investigar o incidente em Kijuju e decide conduzir uma missão no local. Como a vila era palco de constantes problemas políticos e movimentos contra estrangeiros, Chris teria uma parceira Africana em sua missão, Sheva Alomar.
Em Kijuju, Chris e Sheva encontram-se com Reynard Fisher para acertar os primeiros passos da missão. Ele alerta os dois de que o clima em Kijuju está tenso desde a mudança do governo e que, portanto, a prisão de Irving deve ser realizada o mais rápido possível. O criminoso estaria em um local marcado para uma negociação de venda de armas biológicas. Chris e Sheva logo notam a infecção dos habitantes, que agem não somente com hostilidade como esperavam, mas com extrema violência.
Quando os agentes chegam ao local onde Irving deveria estar para a negociação, encontram um cenário desolador: a equipe tática que deveria dar suporte à Chris e Sheva é totalmente dizimada por um homem infectado por Uroboros. Dan DeChant, líder da equipe, informa Chris que Irving armou uma emboscada para eles e escapou. Felizmente, o soldado também conseguiu pegar informações sobre a negociação no computador pessoal de Irving. Os dois agentes também são surpreendidos pela criatura, mas conseguem derrotá-la usando uma fornalha. Chris então repassa as informações retiradas do computador de Irving para o QG da B.S.A.A., e reporta que os habitantes estão agindo como os ganados descritos por Leon S. Kennedy, além da presença de uma criatura totalmente nova. Os dois agentes partem para as minas e a equipe Delta, liderada por Josh Stone é enviada para dar apoio.
Após serem salvos pela equipe Delta, Josh entrega um cartão SD contendo mais informações sobre Irving, que apontavam que o vendedor de armas biológicas estava na àrea de mineração da vila. Chris o coloca o cartão em seu PDA para analisar os arquivos e acaba encontrando uma de sua falecida parceira, Jill Valentine.

Chris e Sheva se dirigem para as minas e encontram Irving. No entanto, ele é salvo por uma figura encapuzada e consegue escapar. Investigando a papelada que Irving deixara para trás, os dois descobrem que ele está se dirigindo ao oleoduto na região dos pântanos.
Desesperado, Irving começa a soltar B.O.W.s para impedir o avanço da B.S.A.A, como o Popokarimu e o Ndesu. O último dizimou a equipe Delta, o que desmotivou Sheva a continuar com a missão. No entanto, Chris insiste em continuar, principalmente após ver a foto de Jill. Sheva acaba cedendo e acompanha o parceiro até os pântanos.
Vendo-se cada vez mais cercado, Irving decide fugir com a pequena fortuna que conseguiu fazer com o mercado negro de armas biológicas. No entanto, ele é surpreendido por Jill, que lhe entrega uma amostra de Las Plagas. Ao ser surpreendido por Sheva e Chris enquanto fugia do oleoduto, Irving se infecta com a amostra transformando-se em um monstro aquático, mas é derrotado pela dupla. Antes de morrer, ele é interrogado por Chris sobre Jill. Irving indica que eles devem seguir pelas cavernas.
Seguindo as pistas de Irving, Sheva e Chris avançam pelas cavernas antes habitadas pela tribo Ndipaya, nativa dos arredores Kijuju. Lá, eles encontram antigas instalações da Umbrella, da época da descoberta do vírus Progenitor, mas que agora eram de posse da Tricell. Os dois vão avançando nas instalações e são confrontados por Excella Gionne duas vezes, que liberou o U-8 e mais um humano transformado por Uroboros para impedi-los. Através da CEO da Tricell, eles descobrem que o objetivo de Wesker com o Uroboros não é meramente terrorista, e sim, evolucionista, de seleção de indivíduos.
Em um local em ruínas, Chris e Sheva encontram Wesker e descobrem que Jill estava sendo mantida sob disfarce, mascarada, por Wesker. Ele havia salvado a agente da queda e estava controlando suas ações através de um implante no peito de Jill, que liberava um composto chamado P30. Chris tenta impedir que Wesker avance, mas é atacado por Jill. Após travar uma batalha contra a própria parceira, Chris consegue remover o dispositivo do peito de Jill e ela retoma o controle de seus atos.

Investigando o navio, eles encontram Excella Gionne, que ao ser confrontada, foge, deixando para trás uma maleta contendo PG67A/W. Posteriormente, eles reencontram a CEO da Tricell, agonizante. Ela havia sido infectada com Uroboros pelo próprio Wesker e se se transforma em um enorme monstro, destruído por Chris e Sheva.
Chris descobre a função do composto que Excella carregava: Jill o informa através do PDA que o PG67A/W é um soro que regula a atividade do vírus que dá os poderes a Wesker. Se usado em grande quantidade, poderia agir como um veneno.

Os agentes encontram Wesker no local onde se encontra um avião bombardeiro que seria usado para liberar mísseis contendo Uroboros na atmosfera. Chris e Sheva tentam impedir o avanço de Wesker usando o PG67A/W, causando instabilidade nos poderes do vilão. Uma batalha é travada entre os três, agora no interior do avião, o que acaba causando a queda da aeronave em um vulcão próximo.

Com a queda, o avião e os mísseis contendo Uroboros são parcialmente destruídos. Irado com Chris, Wesker infecta-se com o vírus para vingar-se, sofrendo algumas transformações, e ficando ainda mais forte. Com a ajuda de Jill e Josh, que chegam até o vulcão de helicóptero, Sheva e Chris conseguem derrotar Wesker de uma vez por todas. Chris parte para casa, tendo mais uma vez sentindo a sensação do dever cumprido.


CURIOSIDADES

  • De acordo com o livro “The Art of Resident Evil 5″ Chris ganhou grandes músculos em RE5 por ter treinado pesado para enfrentar Albert Wesker.
  • Na versão japonesa de Resident Evil, Chris aparece fumando durante a abertura. Isso foi removido nas versões ocidentais.
  • Na campanha viral de Resident Evil 5, é dito que o nome do personagem é Christopher Redfield. No entanto, ao longo da série de jogos, isso nunca foi afirmado.
  • O game Dead Rising tem uma referência a Chris. Assim como a lanchonete “Jill Sandwiches” o shopping onde a aventura se passa possui um restaurante chamado “Chris’ Fine Foods”.
  • A jaqueta de Chris com os dizeres “Made In Heaven” são uma referência ao álbum da banda Queen.


ATORES E DUBLADORES

    Resident Evil 1
  • “Charlie” (interpretação na abertura em live action)
    Resident Evil CODE: Veronica
  • Michael Filipowich (voz)
  • Reuben Langdon (captura de movimentos)
    Resident Evil Remake
  • Joe Whyte (voz)
    Resident Evil: The Umbrella Chronicles
  • Steve Van Wormer (voz)
  • Reuben Langdon (captura de movimentos)
    Resident Evil 5
  • Roger Craigh Smith (voz)
  • Reuben Langdon (captura de movimentos)
  • Will Lupardus (ator na campanha viral)
    Resident Evil: The Darkside Chronicles
  • Roger Craigh Smith (voz)
  • Reuben Langdon (captura de movimentos)
    Resident Evil 4: Recomeço
  • Wentworth Miller



Nome: Leon Scott Kennedy
Sexo: Masculino
Etnia: Caucasiana
Nascimento: 1977
Altura: 1,80 m
Peso: Desconhecido
Tipo sanguíneo: A


O interesse pela carreira policial

Leon Scott Kennedy ficou interessado nos estranhos incidentes que ocorreram nas redondezas de Raccoon City, e por isso se candidatou a uma vaga no Departamento de Polícia da cidade, após ter concluído sua formação na academia de polícia. Leon ficou muito orgulhoso por se tornar um policial, principalmente por sua personalidade protetora e voltada para o senso de justiça.
No dia 28 de setembro de 1998, Leon terminou o relacionamento com sua namorada. Para esquecer o fim do namoro, ele foi para uma festa e acabou bêbado no quarto de um motel na estrada. A agitada noite fez com que Leon acordasse muito tarde e se atrasasse para chegar a Raccoon City no seu primeiro dia de trabalho. Essa falha, que poderia condenar o emprego de Leon, acabou salvando sua vida. O policial deveria ter chegado à cidade no ápice da infecção viral que assolava Raccoon City. Devido às ações de Brian Irons, de trancar os policiais dentro da delegacia e inviabilizar o acesso à munição, Leon poderia ter sido mais um policial a se transformar um zumbi.

Incidente em Raccoon City (29 de setembro de 1998)

Em 29 de setembro, Leon acordou em um quarto de hotel, vestiu-se rapidamente com seu uniforme de policial e partiu em seu jipe para Raccoon City no final da tarde. Quando ele alcança a fronteira com a cidade, já é noite.

Assim que chega à Raccoon City, Leon é surpreendido pelos zumbis que estão rondando a cidade e conhece Claire Redfield, que também acabara de chegar. Os dois usam uma viatura da polícia abandonada para ir até a delegacia, onde deveria ser um local seguro e livre das criaturas. O veículo acaba sendo atingido por um caminhão desgovernado e Leon e Claire ficam separados por uma montanha de escombros em chamas. Os dois combinam o reencontro na delegacia.
Leon alcança a delegacia pelos fundos, entrando através do heliporto. Quando ele chega ao topo do prédio, vê um helicóptero se aproximar. Os policiais sobreviventes usariam a aeronave para deixar a R.P.D, já que a saída através dos esgotos permanecia bloqueada. No entanto, ao ser atacado por um zumbi, o policial Elliot Edward acaba disparando sua metralhadora em direção ao helicóptero, fazendo com que este caia no teto da delegacia.

Já no interior da delegacia, Leon encontra um dos Tyrants T-103 enviados por Sergei Vladmir à Raccoon City. O monstro então passa a persegui-lo na R.P.D. Procurando por sobreviventes na delegacia, ele acaba reencontrando Claire. Ela o informa sobre Sherry, que está vagando pela R.P.D, assustada. Leon entrega um rádio comunicador a Claire e os dois combinam que enquanto ela buscará pela menina, ele procurará uma rota de fuga.
No estacionamento da delegacia, Leon conhece Ada Wong. Ela diz estar em busca de Ben Bertolucci, que estaria preso em uma das celas da delegacia. Ben era um repórter que havia descoberto a verdade por trás dos incidentes bizarros na cidade e havia sido preso por revelar suas informações à polícia. Ada usa seu relacionamento de fachada com John, o pesquisador chefe do complexo de pesquisa em Arklay, dizendo que quer saber informações de seu namorado desaparecido. Na verdade, Ada buscava informações para obter uma amostra do G-vírus, desenvolvido por William Birkin, a mando de Albert Wesker. Ben se recusa a deixar a cela, mas informa aos dois que é possível fugir através dos esgotos. Leon reencontraria Ben posteriormente gravemente ferido, após ter sido atacado por Birkin. O repórter entrega documentos que comprovam a ligação da Umbrella com o delegado, Brian Irons, para acobertar as atividades ilegais da empresa.
Ada tenta realizar sua missão sozinha, mas Leon insiste em protegê-la. No caminho até os esgotos, eles são surpreendidos por Annette Birkin, que acreditava que espiões estavam em busca de uma amostra do G-vírus. A esposa de William Birkin atira contra Ada, mas Leon lança-se sobre ela e evita que ela receba os disparos. Ada não hesita em ir atrás de Annette, mas apesar de seus objetivos obscuros, Ada revela seu lado humano ao retornar para tratar dos ferimentos de Leon.
Nos esgotos, Leon descobre uma passagem para um laboratório subterrâneo da Umbrella. No local eram desenvolvidas as pesquisas relacionadas ao G-vírus, comandadas por William Birkin. Os dois utilizam um bonde para descer até o laboratório, mas no caminho são surpreendidos por William Birkin. Leon consegue derrota-lo, mas Ada acaba ferida pelo monstro. Ele a deixa no bonde para buscar ajuda, mas assim que ele deixa a plataforma, Ada reativa o equipamento e desce.

No interior do laboratório, ele reencontra Annette, que revela que Ada é uma espiã em busca do G-vírus. Os dois são surpreendidos pelo Tyrant T-103, que havia sido lançado na delegacia. Annette escapa e Ada reaparece, defendendo Leon ao atirar várias vezes contra o monstro. Antes de cair no forno incandescente de descarte de cobaias do laboratório, criatura revida e ataca Ada, deixando-a gravemente ferida. Parecendo estar à beira da morte, ela revela seus sentimentos por Leon e desfalece.
Leon e Ada Após o ataque do Tyrant - 103
Antes de ir para a plataforma de fuga, Leon busca Sherry e cuida da menina, que fora atacada pelo próprio pai, enquanto Claire está fabricando a vacina contra o G-vírus. Quando Leon consegue ativar o trem de fuga, o Tyrant T-103 reaparece, muito mais forte e transformado, por ter perdido seu traje limitante ao cair na fornalha incandescente. Ada não revela sua presença, mas joga uma Rocket Launcher para Leon. Ele usa a arma para derrotar o Tyrant e retorna para o trem. Enquanto isso, Claire retorna com a vacina e salva Sherry do G-vírus.
Sofrendo mutações descontroladas, William Birkin invade o trem de fuga, ativando o sistema de auto-destruição do veículo. O trio consegue parar o trem e escapar. A explosão acaba eliminando Birkin e os sobreviventes escapam pelos trilhos.
Chegando ao final do túnel, Leon revela que sua mãe fora assassinada por seu pai transformado, mas que as instruções para fazer a vacina que salvara sua vida haviam sido dadas por Annette. Após ser encorajada por Leon a partir em busca de Chris, Claire se despede de Sherry.

O novato se transforma em agente do governo (1998)

Leon e Sherry são resgatados por oficiais do governo dos EUA. Devido aos anticorpos contra o G-vírus, Sherry é mantida sob tutela do governo. Leon tenta impedir que isso aconteça, mas é acuado por um agente do governo. Devido à sua experiência adquirida após o combate com armas biológicas, ele se torna uma peça valiosa e é obrigado a trabalhar para o governo norte-americano em uma agência secreta dedicada à erradicação dos membros remanescentes da Umbrella. Os objetivos desta agência são obscuros, mas é provável que o governo estivesse interessado em destruir a empresa apagando os rastros de seu envolvimento com a mesma.
Em novembro 1998, Leon entra em contato com o amigo Ark Thompson, um detetive particular, para que ele investigue os boatos de que o T-vírus estava sendo usado em experimentos na Ilha Sheena. Em dezembro, Leon auxiliou Claire, que acabara ficando presa na Ilha Rockfort. Ela entrou em contato com o agente através de um computador na ilha, e Leon avisou a Chris do perigo que Claire corria e cedeu-lhe as coordenadas do local para que ele o irmão a encontrasse.

Operação Javier (2002)

Em 2002, o governo norte-americano começa a investigar o traficante de drogas Javier Hidalgo. O criminoso estaria comprando vírus no mercado negro de um ex-pesquisador da Umbrella. Usando o dinheiro do tráfico, Javier passou a financiar suas próprias pesquisas com armas biológicas, com o objetivo de controlar o ecossistema amazônico. Para dar continuidade às investigações, Leon, trabalhando para o serviço secreto norte-americano e Jack Krauser, soldado do Comando de Operações Especiais dos EUA (SOCOM) são enviados em uma missão à província de Amparo, nicho de atuação de Javier.
Ao chegar à vila de Mixcoatl, Leon e Krauser veem cartazes que alertam para o desaparecimento de mais de 50 meninas na região. Logo, eles descobririam que os habitantes da vila estão infectados com o T-vírus, e que várias armas biológicas estão espalhadas pelo local. Parte dos zumbis eram homens que faziam parte da guerrilha de Javier, os Serpentes Sagradas. Sabendo que homens enviados pelo governo americano estavam infiltrados na província de Amparo e que estava sendo investigado, Javier liberou o T-vírus e armas biológicas para atacar a vila de Mixcoatl, além de abrir as comportas da barragem da região, causando um alagamento no local.
Durante a investigação, Leon e Krauser encontram seu guia à beira da morte. Ele conta que uma menina que ele ajudou a fugir da mansão de Javier era a culpada pelo desastre na vila. A menina a quem o guia se referia era Manuela Hidalgo, a filha de Javier. Manuela possuía a mesma doença grave de sua mãe, e Javier tentou curar as duas usando vírus da Umbrella. Hilda, a esposa de Javier, havia sido tratada com o T-vírus e transformara-se em um monstro. Manuela havia sido infectada com o T-Veronica. A menina descobriu que possuía um vírus em seu corpo e por isso fugiu da mansão.
Chegando à igreja da vila, Leon e Krauser pretendiam usar um barco para seguir até a mansão de Javier. Os dois acabam sendo surpreendidos pela criatura aquática na qual Hilda Hidalgo havia se transformado. Manuela estava na igreja, cantando para sua mãe-monstro, tentando acalmá-la. A menina acaba desmaiando, tirando a criatura de seu transe. A criatura ataca Leon e Krauser, mas os dois conseguem derrotá-la.
Ao conseguirem uma embarcação, Leon e Krauser resgatam Manuela e vão em direção a Amparo, através de um rio. A menina recobra os sentidos e ajuda os agentes a chegar a Amparo.
Leon e Krauser encontram uma hidrelétrica. No local, eles ouvem a voz de Javier através de auto-falantes. Os dois acabam descobrindo que o traficante é pai de Manuela e que a menina está infectada com o vírus T-Veronica. Preocupado com ela, Leon pergunta por que ela havia sido infectada com o vírus e Manuela conta que tudo faz parte do tratamento para curá-la de uma doença grave, a mesma de sua mãe.
Leon teme que Manuela acabe se transformando como efeito do T-Veronica, mas Krauser acredita que é apenas questão de tempo para que a doce menina se transforme em uma ameaça. Leon então revela a Krauser o verdadeiro motivo da missão: sob ordens diretas do presidente norte-americano, ele deve erradicar qualquer presença de vírus que ele encontrar. O objetivo, agora, era entender como Javier estava impedindo que sua filha se transformasse em um monstro, como ocorrera com Steve Burnside e Alexander Ashford.
Investigando a mansão de Javier, Krauser e Leon encontram uma câmara fria, onde eram armazenados e conservados órgãos humanos e corpos de meninas que haviam sido dadas como desparecidas. Javier surge e explica que os órgãos de Manuela devem ser trocados regularmente, para evitar que o vírus T-Veronica tome conta de seu corpo. Esses transplantes deveriam ser feitos por 15 anos, até que ela atingisse equilíbrio com o vírus. Após a descoberta, Krauser e Leon são atacados novamente por Hilda, que desta vez, causa um sério ferimento no braço esquerdo do agente da SOCOM.

Para impedir a fuga da filha, Javier se funde à planta Veronica, transformando-se em um monstro gigantesco. Manuela decide enfrentar o pai, para morrer como humana antes de se transformar em um monstro. Ela usa os poderes dados pelo T-Veronica e junto de Leon e Krauser, consegue derrotá-lo. Após a Operação Javier, Manuela foi para a América junto com Leon e Krauser, e colocada sob custódia do governo dos EUA.

O resgate da filha do presidente (entre setembro e dezembro de 2004)

Em 2004, após completar várias missões a serviço do governo dos Estados Unidos, Leon passa a ser o responsável pela segurança da filha do presidente, Ashley Graham. Pouco tempo depois, a moça é sequestrada ao sair do campus da Universidade de Massachussets para visitar seus pais. Para evitar qualquer tipo de alarde e com o temor de que o sequestrador estivesse envolvido com pessoas próximas ao presidente, o incidente é mantido em segredo e somente Leon é designado para resgatá-la. Com base em informações obtidas pelo FBI, Leon é enviado a uma região remota da Espanha para procurar por Ashley.
Ao chegar à vila apontada pelo serviço de inteligência, Leon é surpreendido pela violência dos habitantes, que, ao serem controlados pelo parasita Las Plagas, o atacam por considera-lo um invasor. A perseguição ao agente se intensifica quando Bitores Mendez, o chefe da vila, é notificado sobre a presença de Leon e envia uma ordem de alerta aos Ganados para que ele seja eliminado.
Durante as investigações, Leon encontra Luis Sera, um pesquisador que ajudou a desenvolver Las Plagas para a seita Los Illuminados. Os dois acabam sendo capturados por Bitores Mendez e infectados com Las Plagas. Ao acordarem, Leon conta a Luis o que está fazendo na vila. O pesquisador diz ter ouvido falar que Ashley estaria presa em uma igreja. Sera também mente para Leon e diz que é um ex-policial, sem revelar que era um pesquisador.
O contato de Leon nos EUA, Ingrid Hunnigan, notifica Leon que a seita local Los Illuminados pode estar envolvida no sequestro de Ashley. No caminho até a igreja, Leon começa a mostrar os primeiros sinais da infecção por Las Plagas. Ele acaba desmaiando em uma cabana e acorda somente horas depois.
Leon consegue chegar à igreja e encontra Ashley. Ao tentar deixar o local com a garota, ele é surpreendido por Osmund Saddler, o líder da seita Los Illuminados. Saddler revela que tem planos de confrontar o poder norte americano, e por isso sequestrou Ashley e a infectou com uma Plaga. Ao devolver a menina aos EUA, Saddler planejava tomar o poder pela difusão da seita em centros importantes de poder do país.
Preocupados com o avanço de Leon, Los Illuminados intensificam a perseguição por Leon e Ashley. E um galpão, Leon reencontra Bitores Mendez, que revela sua verdadeira forma ao ser atingido por uma explosão. Leon consegue derrotar o chefe transformado e segue para o castelo de Ramon Salazar.
No interior do castelo, Leon conhece Ramon Salazar, o oitavo castelão da família e o responsável pelo acesso de Los Illuminados aos parasitas. Após o acionamento de uma armadilha, Ashley e Leon se separam e ele passa a vasculhar o castelo em busca da garota.

Em uma área externa, ele encontra Ada Wong e confirma suas suspeitas de que ela estaria trabalhando para Wesker, mas ele não entende o que a espiã estaria fazendo no local. Retornando ao castelo, Leon reencontra Luis, mas ele acaba sendo assassinado por Saddler. Luis estava levando uma amostra de Las Plagas controladora para Ada Wong, como parte do acordo entre os dois, que previa o resgate de Luis da vila. Sera conta a Leon que era um pesquisador para a seita, e entrega medicamentos para retardar os sintomas causados pelo parasita.
Salazar tenta, de diversas maneiras, livrar-se de Leon, mas falha. Saddler muda os planos e ordena que Jack Krauser mate Leon. Krauser havia se infiltrado no grupo a mando de Wesker e ganhara confiança dos membros de Los Illuminados ao sequestrar Ashley. Krauser leva a filha do presidente até uma ilha repleta de infectados por Las Plagas.
Leon reencontra Ada, e com a ajuda dela, o agente chega até a ilha para onde Ashley fora levada por Krauser. Ele encontra a filha do presidente presa em uma cela e a liberta. Enquanto tentam fugir, os dois são encontrados por Saddler, que já consegue controlá-los, graças ao desenvolvimento de Las Plagas em seus organismos. Ele domina Ashley e a captura mais uma vez.

Krauser encontra Leon na ilha e tenta matá-lo, para cumprir as ordens dadas por Wesker. Ele assume ter sequestrado Ashley para ganhar a confiança de Saddler, para então, ter acesso à Las Plagas. Antes que o confronto entre os dois ex-parceiros de missões se estenda mais, Ada impede os ataques de Krauser contra Leon. Posteriormente, os dois se reencontram e Krauser usa o poder de Las Plagas para tentar matar Leon. Apesar do esforço, ele é derrotado.
Prestes a deixar a ilha com Ashley, Leon é surpreendido por Saddler. Com a ajuda de Ada, os dois conseguem escapar e encontrar o equipamento que remove os parasitas de seus corpos. Apesar do procedimento doloroso, os dois ficam curados. Saddler tenta impedir a fuga de Leon e Ashley transformando-se em um monstro, mas o agente finalmente consegue derrota-lo. Após o líder da seita Los Illuminados, Leon recupera a amostra de Las Plagas que estava em sua posse, mas é ameaçado por Ada para que a entregue a ela. Ela foge em um helicóptero e ativa um dispositivo de explosão da ilha. A Leon e Ashley só restou o jet ski de Ada para deixar o local.

A missão de Leon na Espanha gerou o “Relatório Kennedy”. As informações relatadas pelo agente foram usadas por Chris Redfield para reconhecer a infecção por Las Plagas em sua missão na África, em 2009.

Incidente em Harvardville (2005)

Em 2005, Leon é recrutado para atuar em conjunto com o S.R.T (Special Response Team – Equipe de Ações Especiais) no Aeroporto de Harvardville. A presença de Leon era indispensável nesse caso, já que passageiros de um dos aviões que chegavam ao aeroporto estavam infectados com o T-vírus. A grande experiência de Leon com incidentes desse tipo o fazia um ótimo líder para a missão.
Leon e Angela.

Devido aos riscos de infecção, Leon optou por entrar no aeroporto somente com Angela Miller, a líder do esquadrão e Greg Glenn. O grupo enfrenta os zumbis e conseguem resgatar Claire Redfield, Rani Chawla e o senador Ron Davis. Greg acaba sendo ferido durante a ação e fica para trás.
Em contato com Ingrid Hunnigan, Leon repassa a informação de que o T-Vírus foi usado no aeroporto. Com isso, o governo sanciona o uso da vacina produzida pela Wilpharma. Todas as pessoas resgatadas e os soltados que participaram da operação de salvamento seriam vacinados.
Leon e Angela
Claire desconfia das ações da WilPharma por fazer parte da TerraSave. A ONG havia descoberto que a empresa estava realizando testes ilegais em pacientes na Índia. Leon esclarece a situação para Claire, dizendo que os incidentes no país eram resultados de ataques bioterroristas e não da ação ilegal da WilPharma. Ele ainda revela que após a contaminação dos indianos, os EUA obtiveram a permissão para administrar a vacina contra o T-vírus. Claire sente-se culpada, pois a oposição da TerraSave atrapalhou os trabalhos da WilPharma e a liberação de estoques de vacinas. Em seguida, os caminhões da empresa contendo as vacinas são incendiados, impedindo o tratamento de parte dos indivíduos no aeroporto. O motivo dos ataques à WilPharma é um suposto ataque terrorista, planejado por Frederic Downing e executado por Curtis Miller. Leon é informado sobre a ação e conta ao senador Davis que os terroristas exigem que o governo dos EUA revelem à população a verdade sobre seu envolvimento no incidente de Raccoon City e com a produção de vírus e armas biológicas com a Umbrella. Caso o governo não concorde, o T-vírus será liberado no país.
Devido às recentes ações contra a própria WilPharma, a desconfiança cai sobre Curtis. Leon vai até a casa do suspeito, acompanhado da irmã dele, Angela Miller. Enquanto isso, Claire acompanha Downing até o complexo de pesquisa da WilPharma em Harvardville para ajudá-lo. Na sala do pesquisador, ele conta a Claire que a empresa possui uma amostra do G-vírus, mantida em sigilo. Ele deixa a sala e ela aproveita para contar a Leon sobre o fato. Enquanto ela ainda está no celular, ela recebe uma chamada de Downing. Ele diz ter ido à área de nível de segurança quatro por ter visto um suspeito. Downing pede que Claire deixe o prédio imediatamente, pois uma bomba havia sido ativada. Pouco depois, Claire vê Curtis Miller carregando uma maleta e a explosão prevista por Downing ocorre. Leon percebe o corte na ligação e se dirige ao complexo de pesquisas para salvá-la. Curtis infecta-se com o G-vírus e libera o T-vírus no local.
Leon e Claire durante as investigações

Chegando a centro de pesquisa, Leon e Angela se separam. Ele encontra Claire e a ajuda a se dirigir para uma das saídas. Angela encontra Curtis. Ele revela que descobriu o envolvimento do governo com a Umbrella e tentava fazer esse fato vir à tona após ter perdido a família na destruição de Raccoon City.
Desesperado, ele planejou os ataques terroristas para chantagear o governo, chegando ao ponto de transformar-se em um monstro com o uso do G-vírus. Downing aproveitou o desejo de vingança de Curtis para mostrar ao mundo a importância e necessidade de comprar a vacina feita pela WilPharma. Com o vazamento viral, o sistema de segurança do complexo é ativado. Agora, Leon e Angela precisam se salvar do desmantelamento e incineração do complexo e de Curtis, que persegue Angela devido ao parentesco dos dois, para infectá-la com um embrião do G-vírus.
Curtis acaba caindo em um fosso abaixo do complexo de pesquisa, criado para abrigar o complexo em situações de emergência, para evitar o escapamento de vírus para o exterior. Na sala de controle, Claire descobre que o circuito interno de câmeras gravou todo o ocorrido no complexo da WilPharma. Ela deixa o complexo e confronta o senador Davis, acreditando que ele é o responsável pelo incidente, para valorizar as ações da WilPharma. Logo as suspeitas de Claire seriam desmentidas por Leon. Ele descobriu pelo governo que o acessor do General Grande confessou ter comprado amostras de T-vírus diretamente de Frederic Downing. O pesquisador tinha um acordo com o General, vendendo a ele o vírus e a vacina, e desta forma, somente o ditador teria em mão o vírus e a cura, podendo vendê-las no mercado negro. Os incidentes causados por Curtis e planejados por Downing foram, na verdade, uma forma de demonstrar o potencial dos vírus e da vacina. O pesquisador é posteriormente encontrado por Leon, Claire e Angela, que o prendem.

Ataque Bioterrorista em Tall Oaks (Junho de 2013)

Em 2013, Leon faz parte da DSO, (Divison of Security Operations, ou Divisão de Operações de Segurança). O agente é enviado a Tall Oaks para escoltar o então presidente dos EUA, Adam Benford. O político pretendia fazer um discurso na Universidade da cidade revelando a verdade sobre o incidente em Raccoon City. Antes que Benford pudesse contar os fatos, o C-vírus é liberado no local, infectando alunos, funcionários e o próprio presidente, transformando todos em zumbis. Leon acaba por ter que atirar em Benford.
A situação em Tall Oaks se complica com o espalhamento do C-vírus entre os 70 mil habitantes. Leon acaba sendo considerado suspeito de causar o atentado e a morte do presidente pelo então conselheiro de segurança dos EUA, Derek Simmons. Ao lado de Helena Harper, Leon precisa descobrir a verdade por trás do atentado ao presidente, assim como o de ataques bioterroristas que estão acontecendo ao redor do mundo.


CURIOSIDADES

  • Leon esteve presente nos dois betas mais famosos da série, Resident Evil 1.5 e Resident Evil 3.5. No primeiro, uma versão protótipo de Resident Evil 2, Leon também seria um policial novato, mas ele já estaria na delegacia quando os zumbis surgissem em Raccoon City. No segundo, a versão protótipo de Resident Evil 4, Leon estaria envolvido com a descoberta das origens do vírus Progenitor e poderia estar infectado. O jogo teria um tom meio sobrenatural, mas tudo seria causado por alucinações de Leon, geradas pela própria infecção.
  • O primeiro modelo de Leon em Resident Evil 1.5 foi descartado por ser muito parecido com Chris Redfield.
  • O nome de Leon pode ser uma referência ao personagem de Jean Reno no filme “O Profissional”. No longa, a personagem de Natalie Portman chama-se Mathilda, o mesmo nome de arma especial usada por Leon em Resident Evil 4.
  • De acordo com o material extra do filme Resident Evil 2: Apocalipse, Leon era o falecido parceiro deJill Valentine. No entanto, o personagem está confirmado no quinto filme da franquia, Resident Evil: Retribution.


ATORES E DUBLADORES

    Resident Evil 2
  • Paul Haddad (voz).
    Resident Evil 4
  • Paul Mercier (voz).
  • Christian Duerre (modelo de rosto).
    Resident Evil: Degeneration
  • Paul Mercier (voz).
  • Felipe Grinnan (voz na versão brasileira).
  • Jasmin Matthews (modelo de rosto).
    Resident Evil: The Darkside Chronicles
  • Paul Mercier (voz).
    Resident Evil: Retribution
  • Johann Urb
    Resident Evil: Operation Raccoon City
  • Christian Lanz (voz)
    Comercial de Biohzard 2, dirigido por George Romero
  • Brad Renfro


UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por UchihaZoro em Qui 28 Jun 2012, 21:20


Nome: Jill Valentine
Sexo: Feminino
Etnia: Caucasiana
Nascimento: 1975
Altura: 1,66 m
Peso: 50,4 Kg
Tipo sanguíneo: B


Uma mestre em arrombamentos


Em 1975 nasce Jill Valentine, que viria a se tornar uma habilidosa policial, especialista em arrombamento de fechaduras, recebendo inclusive o apelido de “Mestre das destrancas – master of unlocking”, em inglês. Além desta habilidade, Jill também se tornou uma exímia atiradora e desarmadora de bombas, devido ao treinamento que recebeu na Força Delta do Exército Americano.
Jill é uma pessoa com temperamento equilibrado, que faz amizades facilmente. Dessa forma, ela conseguiu fazer algumas amizades importantes pouco tempo depois de entrar para a equipe Alpha dos S.T.A.R.S., amigos os quais ela nunca abandonou, nem nos momentos mais difíceis e de maior dúvida. Jill possui um senso de justiça muito forte dentro de si, e isso aliado a sua “curiosidade”, fez com que pouco a pouco, ela fosse se envolvendo e tomando conhecimento de situações e problemas por todos os lugares que ela passou. A união dessas duas características também a tornam uma investigadora nata, com uma grande sensibilidade para perceber e solucionar os problemas complexos.

A entrada para o S.T.A.R.S. (1996)


Em 1996, foi criado o Esquadrão de Táticas Especiais e Resgate, o S.T.A.R.S. Jill Valentine foi recrutada para fazer parte da equipe, vindo diretamente após seu treinamento na Força Delta do Exército Americano. Eram notórias as suas habilidades, devido ao seu excelente desempenho em treinamento de combate e desarmamento, e em arrombamentos.
Membros do S.T.A.R.S
Dessa forma, Jill passou a integrar o Esquadrão Alpha dos S.T.A.R.S., ocupando a posição de Rear Security (responsável pelas comunicações da equipe), além de ser a especialista do grupo em arrombamentos e destrancar portas.

Incidente da Mansão (24 de julho de 1998)


Após 24 horas sem contato com a equipe Bravo dos S.T.A.R.S., que fora enviada para a floresta de Raccoon para investigar estranhos assassinatos, a equipe Alpha é enviada para resgatar seus companheiros. Ao avistarem os destroços do helicóptero da equipe Bravo, os Alphas descem para investigar, e são brutalmente atacados por Cerberus, cães infectados com T-Vírus.
No ataque, Joseph Frost morre, enquanto Albert Wesker, Jill Valentine, Chris Redfield e Barry Burton conseguem tentam retornar para o helicóptero, mas o piloto da equipe Alpha, Brad Vickers, decola, abandonando seus companheiros, que se veem obrigados a correr para se refugiar na mansão Spencer.

No hall da mansão, Wesker, Jill e Barry escutam disparos vindo do interior do lugar, e, achando que podem ter vindo de Chris, Jill e Barry partem para investigar o ocorrido, enquanto Wesker os aguarda no hall principal. Na sala de jantar, Barry encontra manchas de sangue no chão, e buscando por mais pistas, Jill decide se separar dele, e logo se depara com o corpo de Kenneth J. Sullivan, membro da equipe Bravo dos S.T.A.R.S. sendo devorado por um zumbi.
Jill Atirando contra um Zombie
Jill então volta para o encontro de Barry, e ambos são surpreendidos por este zumbi que saiu em perseguição a Jill. Barry derrota a criatura e os dois decidem retornar a hall da mansão para reportar o ocorrido a Wesker. Para a surpresa dos dois, o capitão da equipe Alpha não está mais no local, e então Jill e Barry decidem novamente se separar e estabelecem um perímetro de investigação para cada um deles, de forma a otimizar a busca por Wesker, Chris, e por algum outro possível sobrevivente.

No início da investigação, ao adentrar em uma sala, Jill se depara com uma shotgun em um suporte na parede. Ela retira a arma para poder usuá-la contra os perigos da mansão, e ao ir a ante-sala, as portas se trancam e o teto começa a descer. Desesperada, a moça grita por socorro.
Barry ouve os gritos e arromba a porta, salvando-a antes que ela virasse um “sanduíche de Jill”, esmagada pelo teto. Nesse momento, Jill indaga Barry do por que ele estar ali naquele momento, já que ele havia dito que iria checar outro lugar da mansão. Barry titubeia, e acaba dizendo que havia algo ali que despertou o seu interesse, levando-o até o local. Jill acha estranho o comportamento de seu companheiro mas não dá muita atenção a isso.
Continuando sua investigação pela sombria mansão, Jill encontra arquivos contendo inúmeras informações sobre a mansão e sobre os estranhos acontecimentos que estavam acontecendo. Em um desses arquivos, ela descobre que tanto os mortos-vivos espalhados pelo local, como as demais aberrações que estão na mansão, são na verdade, experimentos científicos. Em um dos inúmeros cômodos da mansão, ela também encontra o diário do arquiteto que projetou o local, George Trevor, e toma conhecimento da trágica história de sua família com aquela mansão. No mesmo diário, Jill descobre que o proprietário da mansão é Sir Ozwell E. Spencer.

Percorrendo os andares superiores da mansão, Jill encontra Richard Aiken ferido e com sintomas de envenenamento. Ao adentrar o sótão da mansão, que se encontra logo a frente, Jill se depara com a Yawn, uma cobra gigante e extremamente agressiva. Durante a batalha, Jill acaba ficando em sérios apuros, mas Richard Aiken, mesmo ferido, interfere a ajuda.
Aparentemente morta, a cobra dá um bote na direção de Jill, e em um ato de heroísmo, Richard mais uma vez interfere e empurra a parceira, sendo atacado no lugar dela. A cobra engole Richard Aiken, que morre diante dos olhos de Jill.
Após o episódio com Richard e a Yawn, Jill coleta mais uma máscara, semelhante a outra que ela já havia achado espalhadas pela mansão, e se dirige novamente ao mausoléu do cemitério, colocando ali, a última das máscaras. Ao fazer isso, o portão do mausoléu se tranca, e um caixão suspenso se abre, revelando mais um zumbi, mas dessa vez muito mais agressivo, rápido e com grandes garras. Jill consegue se livrar do monstro, e coleta um objeto que é usado para destrancar uma das portas da mansão, e, ao abrir essa porta, ela tem acesso a uma área externa – um caminho em meio a floresta.
Na área externa da mansão, Jill recebe uma chamada em seu rádio vindo de Brad Vickers, porém, o sinal é muito ruim, e ela não consegue estabelecer contato com o piloto da equipe Alpha. Ela encontra a área dos dormitórios e acaba finalmente descobrindo a verdade sobre o que está ocorrendo ali ao tomar conhecimento sobre o desenvolvimento do T-Virus, e que de alguma forma, esse vírus foi liberado infectando a mansão e as imediações dela, na floresta de Raccoon. Na mesma área dos dormitórios, Jill escuta uma conversa suspeita envolvendo Barry e uma segunda pessoa (Wesker) que ela não conseguira identificar pela voz. Ao adentrar no quarto, Jill vê somente Barry, que afirma estar “falando sozinho”. Ela por sua vez, finge acreditar nisso, mas passa a desconfiar que Barry está escondendo alguma coisa.
Ainda na área dos dormitórios, após vasculhar vários cômodos, Jill se depara com uma enorme planta infectada pelo T-Virus, a Plant 42. A fim de matá-la para poder seguir por seu caminho, Jill usa um composto chamado V-Jolt, cuja fórmula química ela havia encontrado em uma espécie de laboratório, próximo ao local que a enorme planta se encontra. Mesmo usando esse composto, ela vê sua vida por um fio quando é atacada por esta aberração, mas na hora H, Barry aparece a salva Jill das garras da Plant 42.

Logo após essa batalha, Jill encontra uma passagem escondida atrás de uma pequena cachoeira. Essa passagem é um túnel que leva a um complexo de cavernas, e em um destes túneis, ela escuta a voz do capitão da equipe Bravo dos S.T.A.R.S., Enrico Marini. Ferido, Enrico alerta Jill que existe um traidor nos S.T.A.R.S., e tenta contar que a Umbrella está envolvida com os acontecimentos da mansão.
Antes que Enrico possa terminar seu relato, Wesker o atinge com um tiro no peito, e foge sem que Jill possa ver. Ela começa a ligar os fatos ao estranho comportamento de Barry durante as investigações na mansão, e passa a acreditar que o seu companheiro possa ser o traidor que Enrico falou.
Seguindo pelos tuneis, metros abaixo da mansão, Jill chega a um grande laboratório de pesquisas. Investigando o local, ela encontra fotos e arquivos que finalmente fazem com que ela desvende o mistério, tendo a certeza de que Wesker trabalha par a Umbrella. Após recolher alguns arquivos que comprovam isso, Jill sai em busca de Wesker, para exigir explicações do capitão da equipe Alpha.
Conforme Jill e ia se aproximando da verdade e fechando o cerco em torno de Wesker, ele colocou seus planos pessoais em prática. Ela encontra o capitão e o confronta com a verdade que ela acabara de descobrir, porém, o Wesker arma uma emboscada para a moça, uma vez que Barry estava sendo obrigado a cooperar com ele, sob risco de ter sua família morta. Dessa forma, Barry rende Jill, e Wesker conta a ela seus planos de coletar os dados de combate das armas biológicas criadas pela Umbrella para entrar para uma organização rival. Para isso, Wesker chantageou Barry, dizendo que a Umbrella havia sequestrado sua família. O capitão revela que apesar disse isso para amedrontar o parceiro de Jill para que ele cooperasse com seus planos. Barry então, retorna para defender Jill e atira em Wesker antes que ele libere o Tyrant. Mesmo baleado, o capitão consegue ativar o botão que soltaria a criatura do tubo de cultura. O Tyrant ataca Wesker e em seguida se volta contra Jill e Barry, que se veem obrigados a lutar juntos contra a criatura. Após a batalha, Barry pede desculpas a Jill e os dois seguem para o heliporto.
Alguns minutos após a batalha contra o Tyrant, Jill e Barry se encontram com Rebecca e Chris, e todos seguem para o heliporto da mansão. Com a ajuda de sinalizadores, eles atraem Brad, o piloto fujão da equipe Alpha, que sobrevoava a região em busca de seus companheiros que ele abandonara. Enquanto isso, o Tyrant raparece no heliporto, dessa vez mais agressivo do que anteriormente. Após uma batalha duríssima, Brad lança no heliporto um lança-foguetes, que é usado por Chris, matando o Tyrant de uma vez por todas.
Após a batalha, os membros do S.T.A.R.S., finalmente embarcam no helicóptero, e ao sobrevoar a região, veem a explosão da mansão, causada pela ativação do sistema de auto-destruição por Chris e Rebecca, momentos antes do encontro dos dois grupos.

Investigações sobre a Umbrella (julho – setembro de 1998)

Após o incidente da mansão, Jill e os demais sobreviventes retornam a Raccoon City, e apresentam relatórios sobre o incidente nas montanhas Arklay. Junto a seus relatórios, Jill anexa inúmeros documentos recolhidos na mansão, que registram a produção de armas biológicas pela Umbrella, além de fazer observações sobre o que vivenciou na mansão, afirmando que o contágio não se limita apenas a humanos, mas também a outros animais e até mesmo a plantas.
O chefe do Departamento de Polícia de Raccoon, Brian Irons, ignora os relatórios por estar recebendo dinheiro da Umbrella em troca de não permitir que investigações sobre a empresa sejam feitas.
Chris, após receber um afastamento proposital do R.P.D., recebe uma visita de Jill em sua casa, e mostra a ela evidências que apontam para o desenvolvimento de uma nova arma viral, o G-Virus. Chris então parte rumo à Europa para continuar sua investigação por lá, focando a sede da Umbrella na Europa. Poucos dias depois, Barry Burton deixa Raccoon e parte rumo ao Canadá, e de lá vai para a Europa encontrar Chris, para dar se unir a ele nas investigações. Jill, por sua vez, decide continuar na cidade por mais 30 dias e continuar investigando a Umbrella em Raccoon City, para somente depois ir ao encontro de seus amigos na Europa.

A fuga antes do fim (28 de setembro de 1998 – 01 de outubro de 1998)


No dia 28 de setembro, Jill decide que enfim é hora de deixar Raccoon City de uma vez por todas. A cidade já encontra-se
um completo caos, e os monstros tomaram conta das ruas da cidade. Durante sua tentativa de fuga, Jill encontra Dario Rosso, um comerciante local, que está em estado de choque por ter visto sua família inteira ser devorada por zumbis.
Enquanto conversa e tenta convencer Dario a fugir com ela, Jill vê que isso seria em vão quando ele se tranca em um contêiner e se nega a sair dali. Jill então, parte rumo ao R.P.D. em busca de munição. No caminho para o departamento de polícia, ela encontra com Brad Vickers no Jack’s Bar, e o piloto avisa a ela que tem “algo” que está atrás dos membros do S.T.A.R.S., após dizer isso, Brad foge sem dar maiores detalhes.

Na entrada do R.P.D., Jill encontra novamente com Brad, que aparece ferido e pedindo ajuda. Surge entãoNemesis, um Tyrant enviado a Raccoon City pela Umbrella para matar os membros restantes do S.T.A.R.S. que sabiam demais sobre o incidente da mansão e sobre o envolvimento da empresa com a pesquisa viral e o desastre que tomou conta da cidade. Nemesis mata Brad, e vai atrás de Jill, que se refugia dentro da delegacia.
Na sala do S.T.A.R.S., Jill encontra seu lockpick e escuta um pedido de ajuda enviado por Carlos Oliveira, um membro da U.B.C.S. Ao sair da sala e rumar para fora da delegacia, Jill é surpreendida por Nemesis mais uma vez. Ela deixa a delegacia e o monstro passa a persegui-la incessantemente pela cidade.
No centro da cidade, Jill houve disparos vindos de um restaurante próximo, ela se dirige até o local e é surpreendida por Carlos Oliveira. Mais uma vez, Nemesis encontra a policial, e ela e o soldado da U.B.C.S., se veem forçados a fugir do local pelo duto de ventilação existente no porão do restaurante. Já do lado de fora, Carlos se apresenta como um mercenário da Umbrella, e diz a Jill que seu objetivo é resgatar sobreviventes, mas por conta de tudo o que ela sabe sobre a Umbrella, ela duvida das verdadeiras intenções do soldado.
Seguindo o caminho após a prefeitura, ela encontra um dos bondes que faziam parte do sistema de transporte implementado pelo prefeito Michael Warren. O bonde estava parado devido a falta de algumas peças e de combustível. No interior do bonde, ela encontra com Carlos novamente e com outros dois membros do U.B.C.S.: o sargento Nicholai e o comandante Mikhail, que está gravemente ferido. Durante a conversa, Jill toma conhecimento que a torre do relógio de Saint Michael é o ponto de fuga onde um helicóptero irá resgatar os sobreviventes. Sabendo disso, ela afirma que sabe onde encontrar os itens para religar o bonde e assim chegar ao local da fuga sem ter que enfrentar a horda de zumbis que está espalhada pela cidade.
A primeira parada de Jill em busca dos itens, é no posto de gasolina da Stagla. Nicholai a segue, e enquanto ela procura pela gasolina, ele se dirige a garagem do posto e se mantém ocupado por lá. Um repentino curto circuito acontece, e ocorre uma explosão, Jill tenta resgatar o sargento, mas as chamas impedem. Ela então foge rapidamente do posto, e logo após, uma explosão maior destrói o local.
Em busca dos itens restantes, Jill e Carlos se encontram e em um dos inúmeros escritórios da Umbrella espalhados pela cidade, onde se deparam com o soldado da U.B.C.S. Murphy Seeker. Infectado, ele pede para que Carlos o mate, mas ele não consegue executar Murphy, que logo após se torna um zumbi. Desta vez, Carlos se vê obrigado a mata-lo, e após isso, ele deixa Jill sozinha e foge transtornado pelo ocorrido. Após ter reunido todos os itens necessários para religar o bonde, Jill retorna até o depósito onde Dario Rosso havia se escondido, na esperança de resgatar o comerciante e levá-lo junto a torre do relógio. Infelizmente, ao chegar lá, ela o encontra sendo devorado por zumbis. No caminho de volta para o bonde, Nemesis volta a persegui-la sem trégua. Próximo a prefeitura, um pequeno tremor de terra abre uma cratera no chão, engolindo Jill para dentro da terra. Enquanto ela procura por uma forma de retornar a superfície, Jill é surpreendida por uma gigantesca larva. Ela consegue desviar dos ataques da aberração subindo por uma escada de bueiro que a leva de volta para as ruas da cidade.
Já no bonde, Jill e Carlos se reencontram e religam o transporte. No caminho para a torre do relógio, mais uma vez Nemesis vem em perseguição de Jill e invade o bonde pelo vagão traseiro, onde o comandente Mikhail está. Jill vai ao encontro do monstro, mas o comandante da U.B.C.S. ordena que ela vá para o vagão da frente e o tranque. Mikhail então explode uma granada de mão, e sacrificando-se consegue que Nemesis seja jogado para fora do transporte. Com a explosão, Jill e Carlos perdem o controle do bonde, e mesmo ativando o freio de emergência, eles não conseguem impedir o descarrilamento, chocando-se contra a torre do relógio de Saint Michael.
Uma vez na torre, Jill sai em busca de chaves para abrir as portas e ter acesso a itens necessários para fazer o sino da torre tocar – esse é o sinal para que a equipe pouse o helicóptero e resgate os sobreviventes. Após achar os itens necessários, Jill consegue fazer o relógio funcionar e aciona o sino do relógio. Quase que imediatamente ela pode ouvir barulho do helicóptero chegando. No pátio da torre do relógio, ela avista a aeronave e começa a sentir o alívio percorrendo seu corpo, imaginando que o pesadelo iria acabar em breve. Porém, nesse momento, um míssel lançado por Nemesis corta o ar em direção ao helicóptero, que é transformado em uma bola de fogo ao ser atingido pelo projétil. O helicóptero então, se choca contra a torre do relógio, destruindo grande parte do cartão postal de Raccoon City.

Começa então mais uma batalha entre Jill e Nemesis, que com seus tentáculos, infecta a policial com o T-Vírus. Durante o conflito, apesar de infectada, Jill fere gravemente Nemesis, que acaba tentando fugir, e cai em meio ao fogo. Jill também perde a consciência. Carlos, que havia perdido a consciência no choque do bonde com a torre, recobra a consciência e encontra Jill desmaiada em frente ao que sobrou do cartão postal, ele a leva para a capela da torre, onde eles permanecem em segurança.
Após permanecer dois dias inconsciente devido a infecção pelo T-Virus, Jill acorda na capela da Torre do Relógio. Preocupada com a possibilidade de se tornar um zumbi, ela pede a Carlos que a mate caso isso aconteça. Decidido a salvar Jill, Carlos parte em direção ao Hospital Geral de Raccoon City em busca da vacina.
Após conseguir a vacina, Carlos a leva até Jill e a administra na policial. Ela acorda e Carlos a informa que Nemesis ainda está vivo e continua atrás dela. O mercenário também conta que encontrou Nicholai vivo no hospital, e que eles não podem confiar no sargento. Os dois então se separam, buscando uma nova rota de fuga da cidade.
Ao sair da capela, Jill se depara novamente com Nemesis, dessa vez em uma forma diferente: com tentáculos mais agitados, e sem a rocket launcher. A policial foge mais uma vez, rumando para o Parque de Raccoon City, onde encontra um cemitério com uma pequena cabana. Nessa cabana, ela descobre uma sala secreta atrás de uma lareira com parede falsa, e nessa sala ela encontra uma série de equipamentos usados por monitores da Umbrella e documentos que revelam a verdadeira natureza de Nemesis – uma B.O.W. criada pela unidade francesa da Umbrella, e que fora enviada a Raccoon para eliminar todos os sobreviventes dos S.T.A.R.S. Ao sair da sala secreta, Jill encontra Nicholai e ele diz que sua função na verdade é coletar informações sobre o incidente em Raccoon City para enviá-los a Umbrella, e não salvar os sobreviventes.
Saindo da cabana, Jill é surpreendida por outro pequeno terremoto, e mais uma vez se depara com a larva gigante. Após uma dura batalha, Jill consegue dar cabo do monstro e fugir do cemitério por uma passagem que se abriu em decorrência do terremoto. Rumando para fora do parque, Jill passa por uma ponte suspensa que dá acesso a Dead Factory – local de processamento de resíduos que eliminava o lixo produzido pela Umbrella. Na ponte, Nemesis mais uma vez surpreende Jill, que sem espaço para lutar contra o monstro, pula da ponde e nada por um rio até alcançar a Dead Factory. Dentro da fábrica, ela encontra Carlos, que a informa que um míssil nuclear será lançado pelo governo federal em poucas horas, para evitar que a infecção se espalhe e atinja outras cidades. Os dois então, decidem se separar para buscar por informações que os levem a uma nova rota de fuga.
Ainda na Dead Factory, buscando por informações, Jill adentra a sala de descarte de materiais e é surpreendida por Nemesis. A sala é trancada automaticamente para o iminente descarte dos materiais que ali estão, e a batalha se torna inevitável. Usando ácido proveniente dos canos que passam pela sala, Jill consegue parar Nemesis, e ela consegue deixar a sala antes que aquele resíduo seja despejado no tanque de eliminação. Nemesis, que ficou extremamente ferido e perdeu várias partes de seu corpo, é descartado no tanque juntamente com o material da sala.
Após isso, o sistema de defesa da fábrica soa um alarme, alertando para o iminente ataque dos mísseis nucleares. Jill chega a sala de controle do local, e Nicholai aparece do lado de fora em um helicóptero e dispara contra Jill. O sargento revela que matou a sangue frio quase todos os seu companheiros de U.B.C.S. para ser o único sobrevivente a recolher e relatar os dados a Umbrella. Ele diz ainda que receberia um prêmio extra caso matasse a policial e volta a disparar contra Jill, que se abriga na sala para evitar ser alvejada. Vendo que não terá sucesso, Nicholai parte para fugir da explosão nuclear iminente.
Carlos entra na sala de controle e encontra Jill e ela conta que não existem mais formas de escapar da cidade, já que Nicholai fugiu com o último helicóptero que eles poderiam usar. Carlos não se dá por vencido e ele e Jill tentam escapar pela porta de trás da fábrica. Jill então chega a sala de incineração, e encontra uma máquina chamada Espada de Paracelsus, uma arma desenvolvida pelo exército americano, e que fora usada numa batalha entre as forças do governo, a Spec Ops, e Tyrants liberados na cidade. No local, diversos corpos de soldados e de Tyrants mortos se amontoavam. Nemesis então surge mais uma vez, transformado em algo irreconhecível: ele devora o corpo de um Tyrant, sofrendo mais uma transformação. O monstro continua a perseguir Jill, mas ela consegue reativar a Espada de Paracelsus e a usa contra o monstro, derrotando-o de uma vez por todas.

Após a batalha derradeira, Jill encontra Carlos do lado de fora da sala de incineração e é informada pelo soldado que um helicóptero está na região e o piloto procura por Jill. Carlos acende um sinalizador, e o helicóptero pousa, resgatando os dois. Jill embarca e reconhece o piloto do helicóptero: trata-se de Barry Burton, que voltou a Raccoon City para salvar a sua parceira de S.T.A.R.S.
Logo após levantar vôo, eles avistam o míssil nucelar indo em direção à cidade, que é varrida do mapa bem diante dos olhos de Jill.

O recomeço pós-apocalipse e a fundação da B.S.A.A. (1998 – 2003)

Poucos meses após os acontecimentos que culminaram com o fim de Raccoon City Jill reúne forças e parte rumo à Europa, em busca de Chris. Porém, ao chegar no local, ela encontra o apartamento de seu parceiro vazio. Seu ex-companheiro do S.T.A.R.S. sumiu sem deixar rastro, mas, apesar disso, Jill acredita firmemente que ele ainda está vivo.
Após reencontrar Chirs algum tempo após o seu sumiço, Jill e ele continuam suas investigações sobre a Umbrella de forma independente. Por conta disso e de tudo que viveram nos incidentes em Raccoon City, na Ilha Rockfort e na Antártida, em 2003 eles são recrutados para fazer parte de uma organização anti-bioterrorista particular.
Em fevereiro de 2003, lobos infectados com o T-Vírus atacam habitantes de uma vila na região do Cáucaso Russo, e Anna, uma garota que vive na região, se esconde no armário de sua casa a pedido de seu pai, que lhe entregou um pingente e disse que o objeto protegerá a garota. Alguns dias depois, Jill e Chris recebem informações sobre o incidente que ocorrera na vila Russa, e que próximo ao local existe uma base de produção da arma biológica T-A.L.O.S. Na chegada a vila pra investigar o ocorrido, a dupla é atacada por zumbis, o que confirma a suspeita da presença do T-Vírus na região. Investigando o local, Anna é encontrada por Jill e Chris, ainda escondida no armário da casa de seu pai. A menina é confortada por Jill, e guia a dupla até o silo da vila. No silo, Jill, Chris e Anna são cercados por muitos zumbis, mas conseguem sair do local a salvo graças a uma explosão causada por Chris. Nesse momento Wesker revela sua presença no local e afirma não ter envolvimento com o vazamento viral na região. A conversa então é interrompida por um ataque de Hunters Delta, e enquanto Jill e Chris lutam contra as criaturas, Wesker escapa. Após se livrar dos Hunters, Jill, Chris e Anna conseguem um transporte e seguem para onde Wesker se dirigiu. Jill e Chris invadem a casa de Anna e encontram Wesker vasculhando o local. Juntando as peças da inevstigação, eles descobrem que o pai da menina trabalhava numa fábrica próxima a vila, e unindo esse dado com as informações dadas por Wesker, a dupla acredita que a fábrica seja a base de produção de armas biológicas.
Jill e Chirs conseguem invadir a base abandonada, que está infestada de zumbis e outras armas biológicas. Os dois acabam conseguindo ter acesso a um laboratório subterrâneo voltado para pesquisas de B.O.W.s.

No interior do laboratório, a dupla se depara com uma sala fortemente protegida por lasers, mas não conseguem ter acesso a seu interior. Chris e Jill então embarcam em um elavador que os leva a níveis mais inferiores do local. Dessa forma eles alcançam uma grande sala e são confrontados por Sergei Vladmir, o chefe do centro de pesquisas Russo, que ativa T-A.L.O.S., um novo Tyrant com adição de controle computadorizado inserido em seu cérebro, totalmente controlado pelo centro de inteligência artificial Red Queen.
Chris e Jill Momentos antes da árdua batalha.
Ao enfrentar o monstro, Jill e Chirs conseguem causar grandes danos à criatura, que sofre mutaçãoes e fica totalmente fora de controle. Mesmo assim, a dupla consegue derrotar a arma biológica.
Após mais este incidente e o julgamento da Umbrella que culminou com o seu fim, é criada a B.S.A.A. – Aliança de Avaliação e Segurança em Bioterrorismo, tendo Jill Valentine como uma dos onze membros fundadores. O objetivo dessa aliança é se infiltrar e neutralizar focos de bioterrorismo em diversas regiões do mundo. A prática bioterrorista aumentou consideravelmente no planeta e se espalhou com a venda de armas biológicas no mercado negro, com a apropriação das pesquisas e armas criadas pela Umbrella por vendedores ilegais.
Durante os três anos seguintes, juntamente com seu parceiro Chris, Jill parou e destruiu armas biológicas na Ásia, e na América do Sul, prendeu contrabandistas na Europa, e ajudou a patrulhar o mundo na tentativa de estancar todas as fontes de distribuição de armas biológicas.

O Pesadelo (2006 – 2009)

Durante toda as investigações e ações contra o bio-terrorismo, Jill suspeitou que isso tivesse alguma conexão com a Umbrella, sem no entanto ter uma prova que comprovasse as suspeitas, porém, em 2006 Jill e Chris receberam uma pista a respeito do paradeiro de Sir Ozwell Spencer, e na tentativa de capturar o antigo fundador da Umbrella, e assim também ter uma pista do paradeiro de Wesker, eles, vão até uma mansão reclusa na Europa, localizada a partir de informações obtidas em investigações da B.S.A.A.

Ao entrar na mansão, eles percebem que o lugar era praticamente uma réplica da mansão de Spencer em Arklay, local do primeiro incidente com armas biológicas da Umbrella, que acontecera 8 anos antes. No hall, Jill e Chris descobrem que todos os guardas de Spencer foram assassinados.
Prosseguindo com as investigações no local, eles encontram uma enorme e disforme criatura vagando pelos corredores do nível inferior da mansão carregando uma enorme âncora (Keeper of Madness). Nesses corredores, descobrem também uma espécie de masmorra, com inúmeros cadáveres e cobaias descartados nas celas.
Após enfrentar a criatura Jill e Chris conseguem ter acesso à área externa da propriedade e conseguem chegar aos níveis superiores. A dupla é surpreendida ao encontrar o corpo de Spencer estendido no chão e Wesker ao lado, sujo de sangue. Começa então uma ferrenha batalha entre Jill e Chris contra o vilão superpoderoso. Após inúteis tentativas de atirar em Wesker, a luta parte para o corpo-a-corpo, e cada vez mais em desvantagem, Jill, em um ato de desespero para salvar Chris de ser assassinado por Wesker, se atira em cima do vilão, quebrando uma janela da mansão e provocando a queda dos dois em um precipício.
A queda, apesar de enorme, não matou nenhum dos dois. Jill, inconsciente e muito machucada, é salva por Wesker, que lhe dá o devido e necessário tratamento médico, e depois a coloca em um sono criogênico.
Em 23 de novembro de 2006, apesar de o corpo de Jill nunca ter sido encontrado pela B.S.A.A., as operações de busca são encerradas e ela é dada oficialmente como morta.
Jill foi mantida em sono criogênico por Wesker, pois ele tinha intenção de usá-la como cobaia do projeto Uroboros. Exames feitos por equipes médicas, apontaram que Jill ainda tinha em seu corpo uma forma modificada do T-Virus, um resquício da infecção em Raccoon City. O vírus permaneceu assim no corpo de Jill em virtude da vacina obtida por Carlos Oliveira, e o período prolongado em sono criogênico havia reativado o agente de alguma forma. Pouco tempo após isso ocorrer, o T-Virus desapareceu completamente do organismo de Jill, devido a poderosos anticorpos que foram desenvolvidos. Como o Uroboros era altamente devastador em seres humanos, Wesker passou a utilizar os anticorpos de Jill para neutralizá-lo.
Mesmo após conseguir os anticorpos de Jill, Wesker decide mantê-la sob seu controle, utilizando o composto químico P30. Dessa forma, Jill ficaria totalmente sob seu controle, cumprindo suas ordens.
Em 6 de Março de 2009, disfarçada por uma capa e máscara e sob o controle de Wesker através do composto P30, Jill infecta um habitante de Kijuju com o vírus Uroboros. Desta forma a criatura que se formaria dessa infecção seria usada para interferir no avanço das equipes táticas da B.S.A.A, que estava em Kijuju para investigar as atividades de Ricardo Irving como vendedor de armas biológicas. No dia seguinte, durante a tentativa de fuga, Ricardo Irving é surpreendido por Jill, que lhe entrega uma amostra de Las Plagas.
Durante as investigações, Chris descobre algumas informações sobre Jill, como registros do seu perfil no laboratório da Tricell, e isso o leva a acreditar que sua ex-parceira ainda está viva. Como Jill vem atuando disfarçada, Chris nem desconfia que ela é atualmente controlada por Wesker. Sempre quando confrontados sobre Jill, Wesker e Excella negam dar qualquer informação sobre ela.

Num dado momento, já perto das instalações de pesquisa do Uroboros, Chris e Sheva Alomar confrontam Excella, que está sendo protegida pela misteriosa mulher da capa. Wesker se revela presente no local, e por fim revela que a misteriosa agente que trabalha a seu favor é na verdade Jill Valentine.
Jill lutando ao lado de Wesker
Chris fica atordoado, e tenta impedir a fuga de Wesker. Jill então, sob o efeito do P30, ataca Chris. Ele tenta fazer com que ela se lembre dele e por alguns segundos, Jill parece recobrar a consciência e voltar a ter controle sobre si. Wesker então ativa uma maior dosagem de P30 e Jill revela o dispositivo em seu peito, que injeta a substância direto na sua corrente sanguínea. Após alguns instantes de tensão com os ataques violentíssimos de Jill, Chris e Sheva conseguem enfim retirar o dispositivo do peito dela. Jill recobra o controle sobre si mesma e convence Chris a seguir com sua missão de impedir Wesker, deixando-a para trás. Logo após Chris seguir seu caminho, Jill desmaia.

Após ficar inconsciente por um tempo, Jill é encontrada por Josh Stone. Ele conta a Jill que conseguiu um helicóptero com a ajuda do piloto Doug, também membro da B.S.A.A., e os dois partem rumo ao helicóptero para tentar ajudar Chris e Sheva.
Jill e Josh tentam atravessar as instalações da Tricell situadas em uma montanha para chegar até o helicóptero, porém encontram uma ponte derrubada e mudam o ponto de encontro com Doug para o telhado do complexo.
No caminho, eles chegam a uma das salas de comando da Tricell, e Josh programa um dos computadores para transmitir ao vivo uma chamada de vídeo para o PDA de Chris. Jill então entra em contato com ele, alertando sobre os poderes de Wesker, que provém de um vírus que deve ser constantemente regulado pelo soro PG67A/W, o mesmo que fora encontrado por Chris e Sheva em uma maleta que Excella carregava. Jill afirma que se esse soro for injetado em grandes quantidades, causaria instabilidades nos poderes de Wesker, agindo como um veneno.

Após finalmente chegarem ao ponto de encontro marcado com o piloto Doug, Jill e Josh são salvos de uma horda de Majinis pelos disparos do helicóptero, porém Jill acaba sendo atingida, tendo que ser carregada por Josh. Doug sai do helicóptero para dar cobertura a dupla, mas acaba sendo gravemente ferido por um majini e morre. Jill e Josh partem com o helicóptero em busca de Chris e Sheva, que lutavam na cratera de um vulcão contra Wesker, que havia se fundido com o Uroboros.
Após localizar a dupla em uma batalha mortal contra o vilão, Josh aproxima o helicóptero para resgatar Chris e Sheva. Em uma última tentativa de derrubar o helicóptero, Wesker agarra a aeronave, então Jill fornece a Chris e Sheva dois lançadores de foguetes, e a dupla dá fim ao vilão. Os quatro fogem da cratera do vulcão, tendo dado fim a Wesker e a seu plano de dominação global.


CURIOSIDADES

  • Apesar de fumar nos filmes, Jill nunca foi mostrada como uma fumante nos games.
  • A mudança de cor do cabelo de Jill de castanho para loiro em Resident Evil 5 ocorreu enquanto ela foi mantida em sono criogênico por Wesker.
  • Em Dead Rising, também da Capcom, a famosa expressão “Jill Sandwich” virou nome de uma lanchonete.
  • Em Resident Evil 3, uma das roupas extras de Jill é idêntica a de Regina, protagonista de Dino Crisis.
  • Em We Love Golf, uma das roupas destraváveis é a mesma que Jill usa em Resident Evil 3.


Atores e dubladores

Resident Evil

  • Inezh (interpretação na abertura em live action)
  • Una Kavanagh (voz)
    Resident Evil 3
  • Catherine Disher (voz)
    Resident Evil: Remake
  • Heidi Anderson (voz)
  • Julia Voth (modelo de rosto)
    Resident Evil: The Umbrella Chronicles
  • Patricia Ja Lee (voz)
    Resident Evil 5:
  • Patricia Ja Lee (voz)
  • Ming Liu (captura de movimentos)
  • Jade Quon (captura de movimentos)
    Marvel vs Capcom 3
  • Kari Wahlgren (voz)
    Resident Evil: Revelations
  • Michelle Ruff (voz)
    Resident Evil: Operation Raccoon City
  • Michelle Ruff (voz)
    Resident Evil 2: Apocalypse (filme)
  • Sienna Guillory
    Resident Evil 4: Afterlife (filme)
  • Sienna Guillory
    Resident Evil 5: Retribuition (filme)
  • Sienna Guillory






Nome: Claire Redfield
Sexo: Feminino
Etnia: Caucasiana
Nascimento: 1979
Altura: 1,69m
Peso: 52,4Kg
Tipo Sanguíneo: O


Claire é a irmã mais nova de Chris Redfield e tem muito orgulho do trabalho do irmão, desde a época dos S.T.A.R.S. Ela tem personalidade forte e mesmo sendo somente uma civil, ela sabe manejar armas e lockpicks muito bem, graças às lições que aprendeu com o irmão mais velho.
Claire levava uma vida perfeitamente normal, sendo uma estudante apaixonada por motocicletas, até o repentino desaparecimento de Chris. Ela decidiu ir até Raccoon City tentar descobrir o paradeiro de seu irmão e se envolveu na trágica história da cidade. A partir daí, Claire se viu comovida com as vítimas da pesquisa ilegal e do bioterrorismo e se tornou uma ativista para combater esse tipo de atividade.

Conhecendo os maus frutos da Umbrella (setembro de 1998)


Em setembro de 1998, sem ter notícias de seu irmão, Chris, Claire parte para Raccoon City para procurá-lo. Completamente alheia ao caos que tomava conta da cidade, Claire logo é surpreendida pelo ataque de zumbis, mas conta com a ajuda do policial novato Leon S. Kennedy para sobreviver. A bordo de uma viatura abandonada da polícia, os dois resolvem partir para a delegacia para buscar abrigo, mas acabam se separando após uma colisão com um caminhão desgovernado.
Claire segue pelas ruas para encontrar Leon na delegacia. Ela logo encontra a loja de armas de Robert Kendo em seu caminho. Infelizmente, o comerciante é atacado por um grupo de zumbis que invade a loja através da vitrine. Chegando ao R.P.D. pela porta principal, Claire encontra o local estranhamente vazio, exceto por Marvin Branagh, um policial extremamente ferido. Ao questioná-lo sobre Chris, ela descobre que a polícia não tem contato com os S.T.A.R.S. há dias. Posteriormente, Claire encontraria Marvin novamente em seu escritório, mas dessa vez, ele estaria dominado pelo T-vírus e transformado em um zumbi.
Ao investigar os andares superiores da delegacia, Claire chega ao escritório do esquadrão e encontra o diário de seu irmão. Nas páginas, ele relata as atividades ilegais da Umbrella e pede perdão a irmã por partir sem avisá-la. Chris havia feito isso apenas para protegê-la, mas acabou levando a caçula para o olho do furacão.
Ainda na R.P.D., Claire encontra uma menina fugindo dos zumbis e a segue, mas acaba encontrando Leon. Os dois passariam a se comunicar por rádio e combinam que ela procurar pela garota enquanto ele buscará uma saída da cidade. Na busca pela sobrevivente, Claire encontra o maníaco chefe do Departamento de Polícia, Brian Irons. Sobre a mesa do escritório dele, jazia o cadáver da filha do prefeito da cidade. Irons havia sequestrado a moça e a assassinado após o surto de T-vírus tomar conta de Raccoon City, e planejava empalhá-la.
Claire finalmente consegue encontrar a menina e descobre que seu nome é Sherry. Ela estava na delegacia após seguir as instruções dadas por sua mãe. A menina conta a Claire que está sendo perseguida por um monstro. Ao ouvir um urro, a menina foge, assustada. Claire a reencontra posteriormente, após descobrir a passagem para os esgotos através da garagem. Sherry foge novamente e diz a Claire que está ouvindo seu pai chamá-la e que precisa ajudá-lo de alguma forma.
Persistindo nas investigações, Claire descobre que Brian Irons, o delegado, possuía relações estreitas com a Umbrella para acobertar parte das ações ilegais da empresa. Ele conta à moça que o monstro que persegue Sherry é o próprio pai da menina. Ele ameaça matá-la, mas é literalmente rasgado ao meio por um dos embriões G que estava se desenvolvendo em seu corpo.
Claire e Sherry se reencontram e tentam escapar através dos esgotos. As duas acabam sendo surpreendidas por William Birkin, o pai de Sherry, transformado em monstro. Durante a fuga, as duas se separam acidentalmente e Sherry é infectada por um embrião G. Na busca por Sherry, Claire encontra Annette Birkin, a mãe da menina, e descobre o que aconteceu nos esgotos alguns dias antes. William fora atacado por uma equipe tática da Umbrella e se infecatara com o próprio G-vírus, transformando-se em um monstro. O ataque também resultou no vazamento de amostras de T-vírus nos esgotos, espalhando o vírus pela cidade.

Claire reencontra Sherry e a menina começa a apresentar sintomas da infecção pelo G-vírus. A moça a deixa em um local seguro enquanto busca alguma forma de ajudá-la. Ela reencontra Annette nos laboratórios, mas as duas são surpreendidas por um grave urro. Indo em direção ao som, Annette é surpreendida por William Birkin e é assassinada pelo marido transformado.
Pouco antes de morrer, a pesquisadora entrega a Claire instruções para a síntese de uma vacina experimental contra o G-vírus. Rapidamente, ela entra em contato com Leon e pede que ele vá cuidar de Sherry enquanto ela vai sintetizar a vacina.
Retornando ao trem de fuga do laboratório com a vacina em mãos, Claire é surpreendida por William Birkin em uma nova forma. Após um confronto, ela finalmente embarca no trem e administra a cura em Sherry, que recobra os sentidos. Após salvar a menina, o trio é surpreendido por mais uma forma bizarra de William Birkin, que é eliminado com a explosão do trem de fuga. Claire, Sherry e Leon finalmente alcançam os arredores de Raccoon City andando pelos trilhos do trem de fuga. Encorajada por Leon, Claire parte sozinha em busca de Chris.

A bizarra família Ashford (dezembro de 1998)

Em dezembro de 1998, ainda buscando pelo irmão, Claire invade o laboratório da Umbrella em Paris, mas acaba sendo capturada e enviada para a Ilha Rockfort, de propriedade da família Ashford.
Depois de permanecer desacordada em sua cela, Claire desperta, surpreendida por explosões e estrondos. Ela é surpreendida por Rodrigo Juan Raval, o responsável por sua captura, que a liberta e diz que ela pode fugir. Ao deixar sua cela, Claire chega a um cemitério e é atacada pelos mesmos mortos vivos que a atacaram em Raccoon City. Fugindo das criaturas, ela encontra Steve Burnside, um prisioneiro que também havia sobrevivido ao ataque à ilha. Ele conta a Claire que os dois podem deixar a ilha usando um avião. Os dois se separam, pois Steve acredita que pode ser atrasado pela garota.
Usando um computador que encontrou em uma das salas da prisão, Steve encontra dados sobre Chris no sistema e avisa a Claire que seu irmão está sendo vigiado pela Umbrella há meses. Ela usa o mesmo terminal para entrar em contato com Leon e enviar as coordenadas do local para que Chris pudesse vir resgatá-la.

Em uma suntuosa mansão, Claire encontra Alfred Ashford, o comandante da ilha e descendente de Edward Ashford, um dos
Alfred confronta Claire fundadores da Umbrella. Irado com o ataque que destruiu sua ilha e espalhou o T-vírus pelo local, ele tenta atirar em Claire e a acusa de ser a responsável.
Após esse encontro, inicia-se um jogo de gato e rato entre Claire e Alfred, que tenta eliminá-la a qualquer custo. Ele libera um Bandersnatch para atacá-la, mas ela é salva por Steve.
Claire e Steve seguem juntos pela ilha e são surpreendidos por um zumbi, que ataca os dois. O garoto fica sem ação ao reconhecer a criatura: seu próprio pai. Os gritos de Claire, que estava prestes a ser atacada, despertam o garoto que atira contra a criatura. Steve, então, conta a Claire a trágica história da sua família. Ele e o pai haviam sido presos em Rockfort por tentar vender informações da Umbrella para empresas rivais, e até mesmo mãe do garoto tornara-se vítima da empresa, sendo assassinada.
A dupla se separa novamente e Claire encontra uma mansão privativa, passando por uma passagem secreta. Lá, ela presencia um dos surtos de personalidade de Alfred, vestido e falando como se fosse sua irmã gêmea, Alexia. Sem presenciar toda a cena, Claire acredita que os dois gêmeos estariam no cômodo conversando, falando sobre o renascimento da família Ashford e da eliminação daqueles que se opusessem. Retornando à mansão onde fora atacada por Alfred, Claire encontra-se com Albert Wesker. Ele revela ser o responsável pelo ataque a Ilha Rockfort e agride Claire. Felizmente, ele é interrompido por um contato no rádio e a deixa.
Na mansão privativa, Claire é surpreendida por Alfred, novamente transvestido como Alexia, mas Steve aparece e a defende, atirando contra Alfred, que foge passando por uma passagem secreta. A dupla segue a “falsa Alexia”, e chega a um quarto, onde encontram uma peruca loira e um vestido manchado de sangue. Eles se perguntam de quem seriam aqueles objetos e são novamente surpreendidos por Alfred. Steve luta contra ele, desarmando-o. De relance, Alfred vê o reflexo de seu rosto maquiado em um reflexo e foge, completamente perturbado. Só então Claire e Steve finalmente percebem que a mulher que encontram anteriormente se tratava de Alfred, travestido. O alarme de do sistema de autodestruição do local soa e a dupla se dirige ao aeroporto do complexo o mais rápido possível.
Determinado a impedir a fuga de Claire e Steve, Alfred apela para um Tyrant T-103, que persegue os dois até a aeronave. Após a batalha contra o monstro, Claire retorna para o cockpit e o avião decola com sucesso.

Pensando que tudo estava acabado, Claire e Steve descansam na cabine. Porém, o piloto automático da aeronave é acionado à distância por Alfred, mudando totalmente as coordenadas da viagem e enviando os dois para a Antártida.
Perdendo altitude, a aeronave faz um pouso forçado, chocando-se contra uma das construções do local. Sem ferimentos, Claire e Steve deixam o avião e seguem para explorar a nova área, mais um dos complexos da Umbrella espalhados pelo mundo.
Steve logo descobre a existência de uma base australiana a sete milhas de onde estão. Para alcançar tais instalações, eles pretendem utilizar uma escavadeira, que os tiraria de dentro do complexo da Umbrella. Os dois acabam sendo surpreendidos por Alfred, novamente ameaçando atirar em Claire. Em um novo conflito com Steve, Alfred sai baleado e cai de uma grande altura. Ao ouvir os gritos do filho ferido, Alexander Ashford, transformado em monstro por experimentos realizados anos atrás por sua própria filha, Alexia, se solta do calabouço onde era mantido. Alexander alcança a área externa e ataca Claire e Steve, mas é derrotado pela garota. A dupla então se dirige a um carro de neve para partir, mas são surpreendidos por dois estranhos tentáculos enviados por ninguém menos que a verdadeira Alexia. Mesmo ferido, Alfred se dirigiu até a sala onde sua irmã era mantida em sono criogênico e a libertou. Com o irmão morrendo em seu colo, ela atacou Claire e Steve e os impede de deixar o complexo da Umbrella na Antártida.
Claire é aprisionada em uma espécie de casulo por Alexia, em uma réplica da mansão de Arklay. Chris finalmente consegue encontrar a irmã e salvá-la. Os dois partem para tentar procurar por Steve, mas são impedidos por Alexia e forçados a seguirem caminhos separados.

Investigando a mansão, Claire finalmente encontra Steve em uma prisão. O rapaz estava preso por amarras e por um grande machado. Sem ter como soltá-lo, Claire apenas ouve o que ele tem a dizer: Alexia conduzira em Steve o mesmo experimento feito em Alexander Ashford. Em seguida, ele se transforma em um enorme monstro e parte para atacar Claire.
A garota se vê perdida quando Alexia contribui na perseguição, prendendo-a com um tentáculo. Por um breve momento, Steve parece ter recobrado a consciência e defende Claire do tentáculo de Alexia com o machado que portava. Infelizmente, a vilã contra-atacou ferindo-o gravemente. A beira da morte, só restou a Steve declarar seus sentimentos por Claire antes de partir.
Claire é encontrada por Chris e retirada da cela onde Steve morrera. Os dois partem para deixar o complexo, mas são impedidos novamente por Alexia, que sofre mutações e apresenta três formas diferentes. O golpe final na vilã é dado com a Linear Launcher, arma projetada pelo próprio pai de Alexia, Alexander Ashford. Pouco antes de deixar definitivamente o complexo, Claire e Chris são surpreendidos por Wesker. Os dois travam uma luta rápida, mas apesar da superioridade física de Wesker, Chris e Claire conseguem escapar graças ao começo da explosão do complexo de pesquisa.

Tornando-se uma ativista e o incidente em Harvardville (novembro de 2005)

Ainda em 1998, Claire uniu-se a Organização Não Governamental TerraSave, responsável por ajudar pessoas vítimas do bioterrorismo ou que sofreram a ação de indústrias farmacêuticas. Em 2005, as relações da TerraSave com a WilPharma se tornam tensas, após a ONG acusar a WilPharma de conduzir experimentos ilegais com humanos na Índia. As atenções da ONG se voltam para o recém construído centro de pesquisa da Wilpharma, localizado em Harvardville. Temendo que um novo incidente como o de Raccoon City ocorresse, membros da organização resolvem fazer um protesto no aeroporto da cidade para confrontar o senador Ron Davis, um dos maiores defensores da instalação da Wilpharma na cidade.
Em 14 de novembro, o mesmo dia do protesto programado pela TerraSave, Claire chega de viagem no aeroporto de Harvardville. Lá, ela é recepcionada por Rani Chawla e sua tia. Inesperadamente, durante a passagem do senador pelo aeroporto, um zumbi ataca um dos seguranças do político. Rapidamente, o T-vírus se espalha pelo aeroporto, causando caos. Em meio a confusão, Claire vê Curtis Miller, um membro que fora afastado da TerraSave no local.
O aeroporto é lacrado e o S.R.T é enviado ao local para resgatar os sobreviventes. Com o incidente, o governo sanciona o uso de uma vacina contra o T-vírus, produzida pela Wilpharma. A equipe do S.R.T. entra no aeroporto, atuando ao lado de Leon S. Kennedy, agora um agente do governo norte americano. Quando Claire, Ron Davis e Rani são encontrados em uma sala do aeroporto, a moça reencontra seu parceiro de sobrevivência de Raccoon City. Com a ajuda de Leon e Angela Miller, o grupo consegue sair do aeroporto a salvo.
Após o resgate, Claire sofre um grande baque ao ouvir de Leon que os incidentes relacionados à WilPharma na Índia, na verdade foram causados por um incidente bioterrorista e que na verdade, os testes conduzidos pela WilPharma consistiam do uso de uma vacina contra o T-vírus para salvar as vítimas. Claire acaba se sentindo culpada por ter se oposto fortemente à empresa.
Em um segundo ataque, os caminhões contendo as vacinas da WilPharma são incendiados. Leon descobre através de Ingrid Hunnigan que um terrorista está por trás de tudo e que ele exige que o governo revele seu envolvimento com a Umbrella e o incidente em Raccoon City ou irá espalhar o T-vírus pelo país. Acreditando que a vacina contra o T-vírus teria reduzido o número de vítimas no incidente no aeroporto se a TerraSave não tivesse protestado contra a WilPharma, a culpa consome. Ao saber que após o ataque Frederic Downing vai ao Centro de Pesquisa da WilPharma, a fim de checar se houve alguma tentativa de roubo de dados, ela se oferece para ajudá-lo.

Nos escritórios da WilPharma, Frederic Downing revela à Claire que a empresa possui uma amostra do G-vírus para o desenvolvimento de uma vacina. Por terem recorrido ao mercado negro para obter a amostra, Frederic afirma que tal assunto é um grande segredo, principalmente para o governo. Claire toma a iniciativa de ligar e contar a história para Leon e Downing não faz muitos esforços para contê-la.
Pouco depois, ele deixa a sala onde estavam, alegando um problema no servidor. Enquanto está ao celular com Leon, Claire recebe uma ligação de Downing. Ele diz ter ido à área de nível de segurança quatro após ter avistado um suspeito no local. Downing pede que Claire deixe o Centro de Pesquisa o mais rápido possível, pois uma bomba relógio foi ativada e irá explodir o prédio. Antes que Frederic diga algo mais, a ligação cai. Pouco antes de uma explosão atingir o local, Claire avista Curtis Miller saindo do nível quatro carregando uma maleta.
Claire não sofre ferimentos graves, apenas um corte na perna. Logo ela é encontrada por Leon, que a encaminha para uma das saídas do local; mas ao invés de deixar o complexo, Claire segue para uma sala de controle. Lá, ela descobre que os setores do complexo serão submergidos em um fosso, para evitar que os vírus cheguem ao exterior. Ela tenta impedir um estrago maior reduzindo a pressão interna. Enquanto isso, Leon e Angela travam uma batalha contra Curtis Miller, que se infectou com o G-vírus. Ainda na sala de controle, Claire descobre que o circuito interno de câmeras do complexo gravou todo o incidente.
Ao deixar o prédio da WilPharma, Claire encontra o senador Ron Davis. Ele pergunta por Downing, e Claire diz que acha que o pesquisador foi morto no incidente. Ela acusa o Senador de estar envolvido ataque bioterrorista, por ser um grande acionista da WilPharma e ter perdido dinheiro na época em que a TerraSave acusou a empresa de conduzir atividades ilegais. Com um incidente biológico, haveria a oportunidade perfeita para usar a vacina da WilPharma, melhorando a imagem da empresa e valorizando as ações no mercado. Davis não nega ser acionista da empresa, mas diz que jamais apoiaria um ataque bioterrorista. Leon então descobre toda a verdade: o incidente fora causado pelo próprio Downing, usando Curtis Miller. O objetivo era demonstrar ao mundo os benefícios da vacina da WilPharma. Ele havia feito um acordo com o General Grande, um ditador que usava o bioterrorismo em confrontos políticos. Downing vendeu o T-vírus e a vacina ao ditador e desta forma, somente ele teria em mãos o vírus e sua cura, o que melhoraria e muito suas margens de negociação e lucros no mercado negro. O pesquisador também usou Curtis para demonstrar ao General Grande o potencial do G-vírus. Sabendo de toda a verdade, Claire, Leon e Angela vão ao encontro de Frederic Downing e o prendem.


CURIOSIDAES

  • Após as mudanças sofridas em Resident Evil 2 e o descarte do beta “RE 1.5”, Claire tomou o lugar de Elza Walker. As duas personagens são muito parecidas, exceto por diferenças físicas e o parentesco de Claire com Chris.
  • A faca usada por Claire em RE2 é um presente de seu irmão, Chris, assim como o isqueiro de CODE: Veronica.
  • As estampas “Made in Heaven” e “Let me Live” nas roupas de Claire são referências a músicas homônimas de Freddie Mercury, da banda Queen.
  • Claire é a única personagem da série a ter tido a mesma dubladora, Alyson Court, em todas as suas aparições.


ATORES E DUBLADORES

    Resident Evil 2, Resident Evil CODE: Veronica, Resident Evil: The Darkside Chronicles, Resident Evil: Degeneração, Resident Evil: The Mercenaries 3D, Resident Evil: Operation Raccoon City
  • Alyson Court (voz).
    Resident Evil Degeneração
  • Samira Fernandes (voz na versão brasileira).
    Resident Evil 3: A Extinção, Resident Evil 4: Recomeço 3D
  • Ali Larter.
    Comercial de Biohazard 2, dirigido por George Romero
  • Adrienne Frantz.

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por UchihaZoro em Qui 28 Jun 2012, 21:20



Nome: Albert Wesker
Sexo: Masculino
Etnia: Caucasiana
Nascimento: 1960
Altura: 1,90 m
Peso: 90 Kg
Tipo sanguíneo: 0

Criança Wesker


Albert Wesker era filho de pais considerados de intelecto superior, e por isso, foi escolhido como uma das treze cobaias do Projeto W, liderado por Ozwell E. Spencer.
Desde a infância, Albert recebeu uma educação especial, financiada por Spencer. O processo educativo, além de despertar o intelecto das crianças candidatas ao Projeto W deveria doutriná-las, de forma que aceitassem os valores estimados por Spencer. Albert nunca soube que estava sendo manipulado e que seu sobrenome não era o mesmo de sua família, e sim dado a ele após se tornar uma das “Crianças Wesker”.

Os primeiros passos na Umbrella Corporation (1977)

Graduado em Engenharia Genética, Albert demonstrou ser uma grande promessa do Projeto W e foi enviado para o Centro de Treinamento da Umbrella em Raccoon City em 1977. Ainda trabalhando como estagiário no centro de pesquisa liderado por James Marcus, Wesker conheceu William Birkin. Os dois tinham uma relação um tanto competitiva, mas chamavam a atenção por serem os jovens pesquisadores mais promissores.

Trabalho como pesquisador chefe em Arklay (1978-1991)

Em julho de 1978, com o fechamento do Centro de Treinamento após as ordens de Spencer, Albert Wesker e William Birkin são transferidos para o Complexo de Pesquisa em Arklay, onde passam a atuar como pesquisadores chefes na pesquisa com o T-vírus, com o objetivo de criar uma arma biológica com base em seres humanos. Logo nos primeiros dias de trabalho em Arklay, Wesker conhece a jovem Lisa Trevor, que era usada como cobaia no complexo de pesquisa desde que havia sido capturada, há 11 anos.

Nos primeiros anos de pesquisa em Arklay, Wesker e Birkin sofreram o peso da competitividade com a jovem Alexia Ashford, nomeada pesquisadora chefe com apenas 10 anos de idade. Birkin sentiu-se derrotado por não ser mais o jovem prodígio da empresa, mas Wesker não se abateu e manteve-se focado nos objetivos da pesquisa. Em 1983, os dois conseguiram levar a pesquisa com o T-vírus ao estágio 2, transformando seres humanos em zumbis. No final deste mesmo ano, a notícia da morte de Alexia chegou a Arklay e Wesker começava a se interessar pelo vírus T-Veronica, o suposto causador da morte da jovem. Albert tentou convencer William de investigar o vírus, mas Birkin discordou fortemente quando Wesker tentou obter uma amostra para análise.

Nesta época, Wesker passou a estudar a possibilidade de infecções secundárias pelo T-vírus e descobriu que era possível infectar muitas espécies. Com essa descoberta, ele passou a questionar as intenções de Spencer e o perigo iminente que era ter um complexo de pesquisa em um local cercado de vida selvagem, pronta para ser infectada por um vírus mortal. O interesse de Wesker em descobrir quais planos Spencer poderia estar escondendo aumentava cada vez mais e ele começou até mesmo a cogitar deixar seu cargo para obter mais informações.

Em 1988, Wesker e Birkin cumpriram as ordens de Spencer para matar James Marcus, que desde o fechamento do Centro de Treinamento, pesquisava suas sanguessugas, isolado no local. No mesmo ano, pesquisa com o T-vírus chegou ao estágio três com a produção do Tyrant. Logo no início, a pesquisa já mostrava um grande obstáculo, com a dificuldade de obter cobaias compatíveis.
Com isso, Wesker e Birkin começaram a buscar alternativas, como o parasita NE-alfa, que estava sendo produzido em um laboratório Europeu da Umbrella. Após os esforços de Wesker, uma amostra foi entregue no laboratório em Arklay, e ele e Birkin passaram a investigá-lo. Como o NE-alfa era muito agressivo e matava a maioria dos hospedeiros, Wesker e Birkin decidiram usar a cobaia que parecia resistir a tudo, Lisa Trevor. O experimento acabou tendo um desfecho totalmente inesperado, com a descoberta do G-vírus.

Entrada para o Serviço de Informações e S.T.A.R.S (1991-1998)

Em 1991, quando o projeto G-vírus foi aprovado, Wesker deixou o Complexo de Pesquisa de Arklay e foi transferido para o Serviço de Informações da Umbrella. Wesker optou pela mudança como forma de chegar mais perto de seu objetivo de descobrir as intenções de Spencer, além de achar que seus conhecimentos como pesquisador haviam chegado ao limite e que não conseguiria acompanhar Birkin em seu novo projeto. Coincidentemente, com a saída de Wesker do centro de pesquisa, Spencer pareceu perder o interesse em Arklay e passou a visitar menos o local. Com o projeto G-vírus encaminhado, Lisa Trevor perdera seu status de cobaia preciosa e deveria ser eliminada. Após a transferência para o Serviço de Informações Wesker, retornou a Arklay para ajudar a matá-la.

Em 1996, o S.T.A.R.S é criado e Albert Wesker é nomeado como líder do esquadrão. A presença de Wesker em um alto cargo na polícia
de Raccoon City era mais uma das formas de a Umbrella manter os olhos das autoridades longe de suas ações ilegais. Mesmo atuando no Serviço de Informações e sendo capitão dos S.T.A.RS, Wesker continuou a desempenhar o cargo de Chefe de Segurança do laboratório em Arklay.
Em 1998, a Umbrella inicia o chamado Projeto de Recuperação, liderado por Wesker e Birkin. O objetivo era reativar o Centro de Treinamento, inativo oficialmente desde o fechamento, em 1977. No entanto, as unidades de investigação enviadas antes para o Centro de Treinamento são atacadas por criaturas infectadas pelo T-vírus presentes no local.

Incidente no Centro de Treinamento (23 de julho de 1998)

Após o vazamento do T-vírus no Complexo em Arklay desde maio de 1998, a Umbrella ordena que Wesker use os S.T.A.R.S. para testar as armas biológicas e coletar dados de combate em julho. Após o fim da missão, Wesker deveria destruir o laboratório de forma a parecer um acidente e livrar-se do Tyrant. A fim de manter o acidente biológico em segredo, Wesker proíbe que os pesquisadores entrem em contato com terceiros fora do complexo de pesquisa.

A equipe Bravo do S.T.A.R.S. foi enviada à floresta de Raccoon City no dia 23 de julho para investigar os estranhos assassinatos que estavam ocorrendo no local. Enquanto isso, Wesker e Birkin monitoravam o trem Ecliptic Express, que havia sido misteriosamente atacado por sanguessugas enquanto levava a segunda unidade de investigação ao Centro de Treinamento. A equipe Delta da Unidade de Operações Especiais da Umbrella é enviada ao trem para destruí-lo sob as ordens de Wesker, mas após tomar controle do trem, a equipe é dizimada pelas sanguessugas.
Wesker e Birkin passam a monitorar o Centro de Treinamento através do sistema de câmeras e são surpreendidos pelo aparecimento da figura de um jovem misterioso que declara vingança a Umbrella e diz ser James Marcus. Temendo que o vazamento do T-vírus chegue ao público e acabe com sua carreira, Wesker aproveita as ordens da Umbrella e decide retornar à cidade para mandar a equipe Alfa à floresta a fim de coletar dados de combate, mas não para a empresa, e sim, para si.
Vendo que a desgraça da empresa era iminente, Wesker decide que este pode ser o momento de abandonar a Umbrella e iniciar seus planos pessoais.
Antes de deixar o laboratório, Wesker recebe de Birkin um vírus experimental que o ajudaria a cumprir seus planos. De acordo com as informações cedidas por William, o vírus traria Wesker de volta à vida gerando transformações nos sistema muscular e circulatório, tornando-o mais poderoso como resultado da ressurreição. O vírus era, na verdade, uma amostra protótipo do vírus Progenitor. De acordo com os planos do Projeto W, todas as crianças Wesker deveriam ser infectadas com o vírus experimental para dar origem a uma nova raça superior planejada por Spencer.

No caminho de volta à cidade, Wesker encontra o Proto Tyrant, mas consegue eliminá-lo facilmente. Quando estava prestes a deixar o Centro de Treinamento, ele é surpreendido por Sergei Vladmir. Acompanhado de Ivan, um Tyrant que Seguei usa como uma espécie de guarda-costas, o russo decide punir Wesker pela falha na recuperação do Centro de Treinamento e pelo vazamento do vírus. Wesker é atacado por Ivan, mas consegue escapar com a explosão causada pelo sistema de auto-destruição, que havia sido ativado por Birkin.

Incidente da Mansão (24 de julho de 1998)

Chegando à cidade, Wesker comanda a equipe Alfa dos S.T.A.R.S até a Floresta de Raccoon com o pretexto de resgatar os membros da equipe Bravo. Para evitar falhas, Wesker sequestra a família de Barry Burton para chantageá-lo.
Logo após chegar a floresta, a equipe Alfa é atacada por cães e Wesker os guia até a Mansão Spencer. Dentro da propriedade, Wesker abandona os membros do S.T.A.R.S. para recolher dados de combate.

Wesker em Resident Evil Remake
Nos dormitórios, ele chantageia Barry e o convence a trabalhar do lado dele para que nada seja feito contra sua esposa e suas filhas. Jill percebe o comportamento estranho do colega e passa a desconfiar dele. Nas cavernas, Wesker encontra Jill e Enrico Marini, mas não revela sua presença. Marini diz à Jill que há um traidor entre os S.T.A.R.S. e antes que Enrico possa revelar quem é, Wesker não hesita e o mata com um tiro no peito. Jill não consegue ver quem foi o atirador.

Nas áreas subterrâneas da mansão, Wesker encontra Lisa Trevor, que deveria ter sido eliminada anos atrás. Com o auxílio de Chris, o capitão consegue fazer com que Lisa se jogue em um profundo abismo. Enquanto isso, Jill alcança um laboratório abaixo da mansão. Lá ela descobre provas dos projetos para produção de armas biológicas pela Umbrella, além de encontrar uma foto de Wesker com outros pesquisadores, confirmando o envolvimento do capitão dos S.T.A.R.S. com as atividades ilegais da empresa.

Conforme os S.T.A.R.S. se aproximam cada vez mais da verdade, Wesker começa a executar a parte final de seu plano. Ele aguarda a chegada dos membros do esquadrão na sala onde se encontra o Tyrant (T-002), onde ele irá testá-lo e usá-lo para forjar sua morte, contrariando as ordens da Umbrella de descartar a criatura. Minutos antes da chegada de Chris à sala, ele injeta em si mesmo o vírus experimental entregue a ele por Willian Birkin. Wesker pretendia que o Tyrant o atacasse e, desta forma, o vírus experimental o traria de volta à vida.
Desta forma, ele poderia forjar sua morte e teria espaço livre para usar as informações coletadas da Umbrella para ingressar em uma empresa rival.
Com a chegada de Chris à sala do Tyrant, Wesker revela seus planos de coletar dados de combate das armas biológicas da Umbrella usando os S.T.A.R.S. Neste momento, ele liberta o Tyrant do tubo de cultura e é atacado pela criatura. Os S.T.A.R.S. enfrentam o monstro e o derrotam.

O vírus age perfeitamente em Wesker e ele acorda minutos após o ataque do Tyrant. O sistema de auto-destruição está ativado e ele precisa deixar o local o quanto antes. Antes de partir, ele tenta acessar o terminal para recolher os dados recolhidos durante a missão.
Wesker volta a vida!
No entanto, Sergei havia programado o sistema de inteligência artificial da Umbrella, batizado de Red Queen, para restringir o acesso de Wesker aos dados da empresa em um período de 24 horas, devido ao estado de emergência do complexo.
Wesker faz o caminho do laboratório em direção ao hall da mansão, antes que o local exploda. Durante a fuga, ele é surpreendido por Lisa Trevor, que ainda permanecia viva, mesmo após todas as tentativas de eliminá-la. Após uma batalha no hall, Wesker consegue escapar da mansão, deixando Lisa presa no momento da explosão do complexo em Arklay. Enquanto enfrenta as criaturas que ainda permaneciam na mansão e no laboratório, Wesker percebe as mudanças em seu corpo causadas pelo vírus: sua força estava aumentada, além de ter ganhado velocidade e agilidade totalmente acima das de qualquer ser humano. Maravilhado com seus poderes sobre-humanos, Wesker não imaginava que estava, o tempo todo, seguindo os planos de Spencer à risca.

Agindo nas sombras (agosto – setembro de 1998)

Em agosto de 1998, Alex Wesker produz um relatório com a informação da morte de Albert, a Criança Wesker nº 13. Com mais uma baixa, a taxa de sucesso do Projeto W caiu para 18%.
Após o incidente da mansão, Wesker começou sua busca por dados sobre os vírus e armas biológicas produzidas pela Umbrella para poder entrar para uma empresa rival conhecida somente como “A Organização”. Para isso, ele contou com os trabalhos da espiã Ada Wong, que já havia estado infiltrada no complexo de pesquisa em Arklay, enquanto teve um relacionamento amoroso com John.

Ada infiltrou-se no laboratório nos dias em que a infecção pelo T-vírus dominou a cidade de Raccoon City, com a ajuda do policial Leon S. Kennedy. A relação e os sentimentos que Ada teve por Leon quase a desviaram se seu objetivo e Wesker viu isso como uma traição. Mesmo assim, ela conseguiu deixar o laboratório com uma amostra de tecido infectado com o G-Vírus.

Ao chegar ao hotel Apple Inn, Ada encontrou seu contato morto e falou com Wesker a partir de um dispositivo eletrônico. Ele não se mostrou muito interessado em salvá-la até ver que ela realmente havia cumprido sua missão e obtido uma amostra de G-vírus. Wesker aconselha Ada a fugir da cidade usando o último helicóptero a deixar a cidade. Nele, estavam Sergei Vladmir e Ozwell E. Spencer, levando o terminal do UMF-013, computador que possuía todos os dados da Umbrella. Ada consegue escapar da cidade viajando escondida sobre a caixa que continha o UMF-013 na manhã do dia primeiro de outubro, pouco antes da destruição de Raccoon City.

Em busca do T-Veronica (dezembro de 1998)

Após o incidente da mansão, Wesker passou a liderar a H.C.F (o significado da sigla ainda é desconhecido e não se sabe se fazia parte da Organização). Em dezembro de 1998, ele liderou o ataque e invasão da Ilha Rockfort, causando um vazamento de T-vírus no local. O objetivo da missão a mando da empresa rival era obter o T-Veronica a partir do corpo de Alexia Ashford, sendo esta a única forma de obter uma amostra. Na Ilha, Wesker encontrou Claire Redfield, que havia sido mandada para o local como prisioneira após ter tentando invadir a sede da Umbrella na Europa.

Enquanto buscava Alexia, Wesker descobre que ela já havia despertado de seu sono criogênico na Antártida. Ele também detecta a presença de Chris Redfield através de dispositivos de vigilância e enviaHunters para eliminá-lo. Em um encontro posterior com o rival, Chris pode testemunhar as mudanças que ocorreram em Wesker, como a velocidade e a força sobre humana.

Wesker se dirige à base da Umbrella na Antártida em busca de Alexia. Após várias transformações, Chris consegue destruí-la usando a Linear Launcher, arma anti-B.O.W.s produzida por Alexander Ashford. Com a morte de Alexia, Wesker teve que recorrer ao cadáver de Steve Burnside, que havia sido infectado com o vírus T-Veronica para obter uma amostra.

Operação Javier e o contato com Jack Krauser (2001-2002)

Após a obtenção do T-Veronica Wesker permanece nas sombras obtendo vírus e vendendo amostras no mercado negro. Em 2001, ele vendeu uma amostra do vírus de Alexia para Javier Hidalgo, um grande traficante de drogas sul americano que pretendia salvar sua filha Manuela de uma doença grave. O contato de Javier com WesKer ainda rendeu a produção de armas biológicas que usavam o T-Veronica, como o Jabberwock S3. As atividades ilegais de Javier atraíram os olhares intervencionistas norte americanos, que enviaram os agentes Leon S. Kenndy e Jack Krauser para investigar o nicho de atuação do traficante. Durante a missão, Krauser fica seduzido pelo poder gerado pelos vírus e se aproxima de Wesker após forjar a própria morte em um acidente.

Fechando o guarda-chuva (2003)

Em 2003, após incidentes semelhantes aos que ocorreram na Floresta de Raccoon surgirem em um vilarejo na região do Cáucaso, na Rússia, Wesker passou a desconfiar que poderia haver uma base da Umbrella no local. Nas proximidades do vilarejo havia uma antiga indústria química, remanescente da era soviética. De acordo com investigações feitas por Wesker, o proprietário era um aristocrata de uma família europeia nobre, o que remetia imediatamente à Ozwell E. Spencer. A Umbrella tentava sobreviver nesta base secreta, administrada por Sergei Vladmir.

Aproveitando a invasão da Unidade Anti-Bioterrorista de Chris Redfield e Jill Valentine à base para por um fim definitivo à Umbrella, Wesker infiltra-se no complexo para tentar coletar os dados da empresa sem ser notado por Sergei Vladmir. No entanto, a presença de Wesker é detectada por Sergei que o confronta com seus dois Ivans. Com seus poderes concedidos pelo vírus, Wesker consegue se livrar de ambos e avança nas instalações.
Wesker no cáucaso em busca de informações

Enquanto Jill e Chris enfrentam o T-A.L.O.S., Wesker alcança a sala onde está o UMF-013. Sergei confronta Wesker e conta que foi ele quem programou Red Queen para restringir o acesso aos dados da Umbrella no dia do incidente da mansão. Sergei transforma-se em um monstro, mas é facilmente morto por Wesker.

Sem nada entre ele e os dados da Umbrella, Wesker acessa o terminal UMF-013 e armazena todos os dados da empresa em um disco, como pretendia ter feito no dia do incidente da mansão, em 1998. Após coletar todas as informações que precisava, ele apaga tudo do disco rígido do super computador e inativa Red Queen.

Enquanto a Umbrella dava seus últimos suspiros, Wesker dá o golpe final na empresa. O julgamento para descobrir os verdadeiros culpados pelo incidente de Raccoon City chegou ao fim após a divulgação das informações incriminatórias roubadas por Wesker da base no Cáucaso. Assim, a Umbrella foi considerada culpada por todas as acusações apontadas pela promotoria.

Em posse de todos os dados de pesquisas da Umbrella, Wesker pode crescer e dominar a Organização para a qual trabalhava e assim, pode avançar mais com seus planos. Wesker acreditava que a Umbrella tinha um grande poder em mãos, mas faltava uma visão adequada de como usar este poder. O objetivo de Wesker era reescrever um futuro para o mundo. Esse comportamento já mostra que os planos de seleção artificial da humanidade já passavam pela mente de Wesker antes do início do projeto Uroboros, nos anos seguintes.

Entre 2003 e 2004, Wesker aproximou-se de Excella Gionne, então funcionária da divisão farmacêutica da Tricell. Os interesses mútuos fizeram com que Wesker cedesse a ela informações de pesquisas com o T-vírus e armas biológicas. Desta forma, Excella ganha destaque na Tricell por iniciar projetos de produção de armas biológicas. A Organização fica sabendo dessa aproximação de Wesker com a Tricell e suas atividades passam a ser monitoradas.

Las Plagas (outono europeu de 2004)

Em 2004, Wesker fica sabendo da existência do parasita Las Plagas, usado pelo culto Los Illuminados em uma vila remota da Espanha. Wesker ordena que Jack Krauser se infiltre no grupo para tentar obter informações sobre o parasita. O culto era xenofóbico e anti-americanista, então Krauser usou a estratégia de sequestrar Ashley Graham, a filha do presidente dos EUA, para ganhar a confiança dos membros do grupo. Desta forma, Krauser também acabou cedendo ao poder de Las Plagas, recuperando o braço gravemente machucado durante a Operação Javier, em 2002.

Wesker enviou a espiã Ada Wong até a vila para obter uma amostra de Las Plagas. O objetivo era conseguir uma amostra do tipo Controladora, que dominava e comandava os outros seres infectados com Plagas do tipo comum (ou subordinada). Ada infiltrou-se na vila, mas mantinha-se mais fiel às ordens da organização que ao próprio Wesker. As ações da espiã despertaram a desconfiança de Kraus
er, que se considerava muito mais fiel a Wesker que ela.
Em uma mudança repentina de planos, Wesker ordena que Ada mate Leon S. Kennedy, que estava em missão para resgatar Ashley, enquanto manda Krauser obter a amostra de plaga dominadora. A espiã acaba matando Krauser e trai Wesker, enviando uma plaga do tipo subordinada para ele. Futuramente, a Tricell usaria esta amostra para desenvolver Las Plagas dos tipos 2 e 3, usadas na população de Kijuju, na África.

O reencontro com Spencer (2006)

Em 2006, após perder as esperanças de conduzir seus planos de dominação mundial com o Projeto W com o desaparecimento de Alex Wesker, Ozwell E. Spencer manifesta o desejo de encontrar Albert Wesker ao seu mordomo, Patrick. O empregado entra em contato indiretamente com Wesker, a partir de Ricardo Irving.

Desta forma, Wesker finalmente descobre o paradeiro de Spencer, em uma remota mansão na Europa, onde o fundador da Umbrella se manteve foragido desde a condenação da empresa. Em agosto de 2006, Wesker se dirige até a propriedade de Spencer e o encontra. O fundador da Umbrella revela que o desenvolvimento de armas biológicas era apenas um meio para alcançar o verdadeiro objetivo – a conclusão do Projeto W. Spencer pretendia criar uma nova raça de seres humanos especiais e superiores a partir das crianças Wesker, que o teriam como uma espécie de deus. Indignado com a descoberta de que havia sido manipulado como uma cobaia, Wesker assassina Spencer e decide tomar o “direito de ser deus” para si.

Logo após matar Spencer, Wesker é surpreendido por Jill Valentine e Chris Redfield, que também haviam descoberto o paradeiro do fundador da Umbrella. Os três travam uma batalha que quase termina em tragédia, com Jill jogando-se da janela junto com Wesker para salvar a vida de Chris. No entanto, a queda não matou nenhum dos dois. Jill ficou muito machucada e inconsciente.
Seu corpo foi recolhido por Wesker, que ao perceber que ela ainda estava viva, a submeteu a um sono criogênico.

Aliança com a Tricell e o Projeto Uroboros (2006-2009)

Wesker voltou sua atenção para o continente africano ao saber dos planos de Spencer. Após ele convencer Excella Gionne a pleitear o cargo de diretora executiva da divisão africana da Tricell, a empresa passou a concentrar esforços em produzir vírus tão ou mais poderosos que o G-vírus e o T-Verônica. Para alcançar seus objetivos, Wesker e Excella reabriram o Centro de Pesquisas da Umbrella na África. Investigando as antigas flores Sonnentreppe, a Tricell também conseguiu obter o vírus Progenitor, o que levou ao desenvolvimento do vírus Uroboros.

A partir do incidente na propriedade de Spencer, Wesker começa a colocar em prática seus planos de dominação mundial. De forma geral, o Projeto Uroboros era bastante semelhante ao Projeto W de Spencer, com a diferença que Wesker não pretendia fazer uma pré-seleção de indivíduos intelectualmente superiores, e sim submeter toda a humanidade a uma seleção artificial, de forma que só os mais capacitados seriam infectados pelo vírus Uroboros e sobreviveriam. Esses seres selecionados teriam um DNA superior e comporiam uma humanidade perfeita ao lado de Wesker. Para arrecadar fundos para sua pesquisa com o vírus Uroboros, Wesker e Excella usaram Ricardo Irving como negociador de armas biológicas no mercado negro, além de desenvolverem criaturas, como o Licker Beta.

Após uma série de investigações médicas feitas em Jill, Wesker descobriu que ela possuía uma forma modificada do T-vírus em seu corpo, como resquício da infecção feita por Nemesis, que ocorrera em Raccoon City. A vacina obtida por Carlos Oliveira deixou o vírus em um estado latente no organismo de Jill, mas o sono criogênico a que ela foi submetida por Wesker o reativou de alguma forma. O sistema imune de Jill reagiu devido ao tratamento prévio com a vacina, e o T-vírus desapareceu, deixando apenas a presença de poderosos anticorpos. Devido à origem comum do T-vírus (Progenitor) e o Uroboros, Wesker passou a utilizar os anticorpos de Jill para neutralizar os efeitos agressivos do vírus. Ele ainda passou a controlar Jill com o uso do composto químico P30.
As atividades de Irving acabaram chamando a atenção da B.S.A.A. (Bioterrorism Security Assessment Aliance – Aliança de Avaliação de Segurança em Bioterrorismo), que passou a conduzir uma investigação na vila africana de Kijuju. Com a confirmação de que ele era mesmo um vendedor de armas biológicas, Chris Redfield foi enviado para atuar ao lado de Sheva Alomar para efetuar a prisão de Irving.

A chegada da B.S.A.A. a vila acaba interferindo nos planos de Wesker, já que Chris e Sheva descobrem que há um plano muito maior por trás da venda de armas biológicas feita por Irving. As investigações preliminares da B.S.A.A. já apontavam para a existência de um plano pré-apocalíptico, e a ação de Chris e Sheva os levou até Wesker e à descoberta do projeto Uroboros.

Após salvarem Jill do domínio de Wesker e do composto P30, Chris e Sheva tentam impedir o lançamento de mísseis contendo vírus Uroboros, que seriam usados para contaminar a atmosfera. Para impedir o avanço dos agentes da B.S.A.A, Wesker livra-se de Excella, infectando-a com o vírus Uroboros, gerando uma criatura desforme e sem controle. Mesmo assim, os dois derrotam o monstro em que Excella havia se transformado e tentam impedir Wesker de levantar voo com o jato que liberaria os mísseis contendo Uroboros.

Através de Jill, Chris e Sheva descobriram que Wesker precisava do soro PG67A/W para manter o equilíbrio entre o vírus e o seu organismo. A dose deveria ser precisa, ou a substância agiria como um veneno. Em posse de uma seringa contendo o soro, que havia sido deixada para trás por Excella Gionne, Chris e Sheva administram uma grande dose em Wesker, enfraquecendo-o.
Percebendo o perigo, ele se dirige imediatamente ao avião que usaria para liberar o vírus Uroboros na atmosfera, mas é seguido pelos agentes da B.S.A.A.

Chris e Sheva conseguem impedir que o avião libere os mísseis, fazendo com que ele se choque contra um vulcão. Com a queda, os mísseis contendo Uroboros são parcialmente destruídos. Vendo seus planos sendo arruinados por Chris mais uma vez, Wesker infecta-se com o vírus.

Apesar da grande dose de Uroboros que recebeu, Wesker era um dos hospedeiros ideais para o vírus, sendo assim, ele sofreu transformações, mas não foi completamente dominado como outros indivíduos infectados.
Em sua nova forma, Wesker tenta matar Chris e Sheva no vulcão, mas acaba derrotado ao ser lançado na lava. Com a chegada de Jill e Josh com um helicóptero de resgate no local, Chris e Sheva colocam um fim à vida de Wesker com dois mísseis.

CURIOSIDADES

  • No modo Mercenaries de Resident Evil 5 (assim como no Modo Versus e Mercenaries Reunion), Wesker tem um golpe chamado “Tiger Uppercut“. Esta é uma referência a Sagat, um dos personagens de Street Fighter, também da Capcom.
  • Wesker é o personagem com o maior número de aparições em Resident Evil, estando presente em RE1, RE: CODE Veronica, RE: Remake, RE0, RE4, RE: The Umbrella Chronicles, RE: The Darkside Chronicles, RE: The Mercenaries 3D e RE5. Ele também é o personagem com o maior número de participações em mini-games da série, estando nos modos extras de RE1 (Sega Saturn), CODE: Veronica, RE4 e RE5.


ATORES E DUBLADORES

    Resident Evil 1:
  • Eric/ Sergio Jones (dublagem e interpretação na abertura em live action)
    Resident Evil CODE: Veronica
  • Richard Waugh (voz)
    Wesker’s Report
  • Richard Waugh (voz)
    Resident Evil Remake
  • Peter Jessop (voz)
    Resident Evil 0
  • Richard Waugh (voz)
    Resident Evil 4
  • Richard Waugh (voz)
    RE: The Umbrella Chronicles
  • D.C Douglas (voz)
    Resident Evil 5
  • D.C Douglas (voz)
  • Ken Lally (captura de movimentos)
  • Cass Asher (modelo de rosto)
    RE: The Darkside Chronicles
  • D.C Douglas (voz)
    Resident Evil 3: Extinction
  • Jason O’Mara
    Resident Evil 4: Afterlife
  • Shawn Roberts





Nome: Ada Wong
Sexo: Feminino
Etnia: Asiática
Nascimento: 1974
Altura: Desconhecida
Peso: Desconhecido
Tipo Sanguíneo: AB





Ada Wong é uma asiática que trabalha como espiã para uma organização originalmente rival à Umbrella. Pouco se sabe sobre seu passado e não se tem certeza se este é seu verdadeiro nome. Ela trabalhou disfarçada, obtendo informações sobre as pesquisas da empresa enquanto mantinha um relacionamento falso com um pesquisador chamado John. Com seu treinamento especial, Ada é a definição de uma profissional.

Até mesmo nas situações mais extremas, ela conduz seus planos até o final de forma fria e calculista. No entanto, os sentimentos que Ada tanto tenta esconder para alcançar seus objetivos podem desviá-la de seu caminho.

Infiltrando-se na Umbrella

Em algum momento entre os anos de 1994 e 1998, Ada Wong infiltrou-se na Umbrella para reunir informações sobre o T-vírus, que ainda estava sendo desenvolvido em Arklay, mesmo após a transferência de Willian Birkin para o laboratório subterrâneo. Em 1994, John assumiu o cargo de pesquisador chefe e ficou lá até morrer infectado durante o vazamento do vírus, em junho de 1998. Ada conseguiu infiltrar-se no laboratório e manteve um relacionamento amoroso de fachada com John, que criou bastante confiança na espiã.

Em uma carta escrita pouco antes de sua morte, John pediu a Ada que recuperasse todos os dados sobre as pesquisas que eram conduzidas no laboratório secreto da Umbrella em Arklay e tornasse essas informações públicas. Não se sabe se Ada não estava no laboratório durante o vazamento do T-vírus ou se ela simplesmente conseguiu fugir a tempo de não ser infectada.

Unindo-se a Albert Wesker

Com o vazamento do T-vírus na mansão, Albert Wesker enxerga a possibilidade de abandonar a Umbrella antes que sua carreira como pesquisador seja destruída. Ao deixar a Umbrella, Wesker pretendia unir-se a outra empresa, mas para isso, precisava oferecer algo em troca de um cargo. Em algum ponto neste período, Wesker entra em contato com Ada Wong e os dois trocam informações.

Ele envia a ela vários dados sobre seu passado na Umbrella (Wesker’s Report II), enquanto a espiã informa ao vilão dados sobre a produção do G-vírus no laboratório subterrâneo. Ada também descobre que a filha de Annette e William Birkin, Sherry, carregava uma amostra do G-vírus em um pingente. Com essa informação, Ada parte para Raccoon City em meio ao caos que tomou conta da cidade durante o vazamento do T-vírus para obter esta amostra.

Em busca da amostra do G-vírus

Na busca pelo pingente de Sherry Birkin, Ada conhece o policial novato Leon S. Kennedy no estacionamento do Departamento de Polícia de Raccoon City. De prontidão, ela conta a Leon que está procurando por Ben Bertoluci, um repórter que estaria preso em uma das celas da delegacia e pede ajuda para encontrá-lo.

Na cadeia, Ada tenta conseguir mais informações perguntando ao jornalista o que ele descobriu sobre o incidente, pois estaria procurando por seu namorado desaparecido, John, que trabalhava para a Umbrella. Ben se recusa a dizer o que sabe e prefere permanecer preso na cela, com medo dos monstros que rondam a delegacia, mas informa a Ada e Leon que há uma saída da cidade através dos esgotos.

Leon e Ada percorrem o caminho indicado por Bertolucci. A espiã acaba esbarrando com Sherry em uma área nos esgotos e encontra o tão desejado pingente, que a menina deixa para trás. No entanto, ela ainda não sabia que aquela era a filha de Annette e William, e que aquele pingente continha o G-vírus.

Nos esgotos, Ada e Leon se reencontram e são surpreendidos por Annette. A esposa de Birkin sabe que espiões estão rondando o laboratório em busca do G-vírus, e avistar os dois, não hesita em atirar. Para proteger Ada, Leon coloca-se na frente dos tiros e é atingido. A espiã deixa o policial para trás e corre atrás de Annette. Ao confrontá-la, a pesquisadora percebe que Ada está usando o colar de Sherry. Após um confronto com Annette, a espiã verifica o pingente novamente e encontra a tão desejada amostra de G-vírus.

Espiões também amam

Apesar de focada em seus objetivos, Ada não consegue deixar de se sentir agredecida por Leon tê-la protegido dos disparados de Annette. Ao reencontrar o policial, ela cuida de seus ferimentos. Mas, com a amostra em mãos, não havia mais motivo para permanecer no laboratório. Então, ela logo diz a Leon que seu suposto namorado, John, havia morrido.

De posse dos medalhões que dão acesso à saída dos esgotos, Leon e Ada embarcam em um bonde que os leva até a entrada para o laboratório subterrâneo, abaixo de Raccoon City. Durante a descida, os dois são surpreendidos por William Birkin, que consegue ferir Ada com suas garras.

O policial deixa o bonde para procurar medicamentos para o ferimento de Ada. Ela, no entanto, ativa o transporte, que volta a descer. Confuso por ter sido deixado para trás, Leon começa sua investigação pelo laboratório, mas é surpreendido por Annette, que revela a verdadeira identidade de Ada: uma espiã enviada para roubar o G-vírus.

Ainda no interior do laboratório, Ada reencontra Leon, enquanto ele é perseguido pelo Tyrant T-103. A espiã tenta defendê-lo do monstro, mas acaba gravemente ferida. Pouco antes de desfalecer, Ada confessa: apesar da missão, ela acabou se envolvendo com Leon, e se apaixonou pelo policial. Leon parte, acreditando que ela havia morrido.

No entanto, Ada apenas finge sua própria morte para escapar do laboratório sem problemas, portando a amostra do G-vírus. Mesmo assim, ela continua a monitorar Leon, auxiliando-o na batalha final contra o Tyrant.Porém, antes que pudesse ser reconhecida, a espiã vai embora. Enquanto Leon, Claire e Sherry partem no trem de fuga, Ada corre para deixar o laboratório antes da explosão ser disparada pelo sistema de auto-destruição.

Luta contra o tempo

Voltando às ruas da cidade, Ada chega ao Hotel Apple Inn, onde havia marcado com seu contato para entregar a amostra do G-vírus. Durante o incidente, no entanto, o homem cometera suicídio. Ada acaba, então, falando diretamente com Wesker através de um dispositivo eletrônico. Com a iniciativa inicial de deixá-la para trás, Wesker desiste da ideia ao ver a amostra de G-vírus obtida por Ada. Prontamente, ele informa que só há uma chance de escapar da cidade: embarcando no helicóptero de Sergei.

Ao alcançar o West Side Gate, Ada é surpreendida pelo Tyrant R. Após derrotá-lo, ela avista o helicóptero de Sergei sobrevoando a cidade. Usando sua Grapple Gun, ela consegue alcançar o contêiner carregado pela aeronave e deixa Raccoon City antes da explosão.

Em busca de Las Plagas e traição
Em 2004, Albert Wesker descobre que o antigo parasita Las Plagas está sendo usado pela seita Los Illuminados, em uma região remota da Espanha. Realizando investigações sobre o parasita e a seita, Ada descobre que Luis Sera, um pesquisador que estudava e desenvolvia o parasita para Los Illuminados, está arrependido de ter se envolvido com o grupo.

A espiã interceptou um dos emails de Luis para um amigo de faculdade, no qual ele afirmava que precisava de ajuda para escapar da vila. Vendo aí uma oportunidade de obter o parasita, Ada oferece auxílio a Luis em troca de uma amostra de Las Plagas Controladora. Com o acordo feito, a espiã parte para a vila na Espanha para obter o parasita.

Enquanto isso, Wesker buscava o parasita também através dos trabalhos de Jack Krauser, que havia se infiltrado na seita e sequestrado a filha do presidente norte americano, Ashley Graham, como prova de confiança. O sequestro atrai Leon ao local, que recebeu ordens de salvar a moça.

Chegando à vila, Ada descobre que o trabalho não será assim tão fácil, pois Los Illuminados descobriram os planos de fuga de Luis e o prenderam em uma cabana. Seguindo os passos do pesquisador, Ada acaba por defender Leon na casa de Bitores Mendez, o chefe da vila. No entanto, o agora agente do governo não sabe que a espiã está no local. Ao defender Leon, Ada acabou atraindo a atenção de Bitores, que a persegue. Durante a fuga, ela é atingida por um dardo tranquilizante e capturada pelos Ganados. Se não fosse por suas habilidades, Ada teria sido morta em uma espécie de ritual de sacrifício.

À noite, Ada e Luis se reencontram do lado de fora de uma cabana. Ela cobra a amostra de Las Plagas do pesquisador, mas Luis diz que ainda precisa buscá-la. A espiã não estava somente interessada na amostra, mas também gostaria de ajudar Luis por ter criado empatia por ele e admirar seu trabalho.

Finalmente, já no castelo de Salazar, Ada e Leon se reencontram, seis anos após o incidente de Raccoon City. As suspeitas do agente se confirmam: Ada havia sobrevivido ao incidente e trabalhava para Wesker desde então. A espiã não responde aos questionamentos de Leon e foge.


Quando Luis consegue obter a amostra e aguarda Ada no interior do castelo, a espiã recebe ordens de matar Leon assim que obter o parasita. O vilão não quer contar com a sorte de ter um sobrevivente de Raccoon City sabendo de seus planos. Mesmo após tantos anos, Ada ainda parece nutrir algum sentimento por Leon e se recusa a obedecer às ordens de Wesker. Ela passa a se preocupar com o destino do agente.

Pouco antes de encontrar Luis e obter a amostra, o objetivo de Ada é atrasado mais uma vez pela ação de Osmund Saddler. O líder de Los Illuminados mata o pesquisador espanhol no interior do castelo e recupera a amostra de Las Plagas Controladora. Ada atualiza Wesker do status da missão, e ele muda de ideia sobre matar Leon: agora que Saddler tem a amostra, Ada deve usar Leon como uma distração para a seita enquanto conduz seu plano.

Na área externa do castelo, Ada aguarda Leon em uma lancha. Os dois se dirigem à ilha para onde Jack Krauser havia levado Ashley. No local, Ada descobre que Wesker repassou as ordens de matar Leon para Krauser. Ela desvia a atenção de seus objetivos para impedir que o agente seja assassinado. Apesar de trabalharem juntos e com o mesmo objetivo, Ada e Krauser não confiam um no outro. A espiã sabe que apesar de o ex-soldado ter se deixado levar pelo poder do parasita Las Plagas, ele é fiel a Wesker.

Já Krauser acredita que Ada pode ter objetivos que vão além dos repassados por seu chefe. Quando a espiã decide impedir que Krauser mate Leon, as desconfianças do ex-soldado sobre ela se confirmam. Por fim, Ada acaba sendo o algoz de Krauser, matando-o na ilha.

Em uma tentativa desesperada de impedir a fuga de Leon e Ashley, Osmund Saddler se transforma em um monstro. Ada ajuda o agente a derrotá-lo da mesma forma que o salvou do Tyrant em 1998, cedendo-lhe um lança-foguetes. Porém, pouco antes do agente obter a amostra que Saddler portava, Ada o ameaça com uma arma, e ordena que ele a entregue. A espiã, então, foge em um helicóptero e ativa um dispositivo para explodir a ilha. Ela dá a chave de um jet ski para Leon e Ashley fugirem.

Sabendo dos planos de Wesker em deixar a Organização e unir-se à Tricell, Ada Wong acaba por traí-lo após a missão na Espanha. Ela envia a ele uma simples amostra de Las Plagas comum, enquanto entrega a desejada Plaga Controladora à Organização, para quem realmente era fiel.


CURIOSIDADES

  • Ada parece ter sido inspirada na personagem “Nikita”, do filme homônimo de Luc Besson.
  • Apesar de só aparecer propriamente em Resident Evil 2, o nome de Ada é citado em Resident Evil 1. Ela é a namorada do pesquisador John, que envia uma carta de despedida para ela e usa seu nome como senha em um dos computadores do laboratório.
  • Ada é citada indiretamente no file de Resident Evil 5 “Memórias de Patrick 3″.
  • Em RE: The Darkside Chronicles, a roupa original de Ada foi substituída pela usada em “The Mercenaries”, de RE4.
  • Em Resident Evil 1.5, a versão “protótipo” de Ada Wong chamava-se Linda e era uma cientista da Umbrella.


ATORES E DUBLADORES
Resident Evil 2, Resident Evil 4, Ada’s Report, Resident Evil: The Darkside Chronicles

  • Sally Cahil (voz).

    Resident Evil: Retribution 3D
  • Li Bingbing.




Tópico em construção.


Última edição por UchihaZoro em Ter 24 Jul 2012, 06:58, editado 3 vez(es)

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por UchihaZoro em Qui 28 Jun 2012, 21:21


Tópico em construção

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por UchihaZoro em Qui 28 Jun 2012, 21:22

Resident Evil além de conquistar diversos games e filmes, também já faz parte de diversas grandes obras literárias, estas representando com grande perfeição toda as histórias da cronologia oficial do game, assim como algumas histórias adicionais, e paralelas. Estes livros ainda não foram lançados no Brasil, mesmo todos eles, sendo consideravelmente antigos, estarei disponibilizado o download deles aqui, a tradução foram feita pelos próprios fãs.


Resident Evil Umbrella Conspiracy
Resident Evil: The Umbrella Conspiracy O primeiro livro da série de S.D. Perry reconta o incidente da mansão, visto no primeiro game da série. A autora, entretanto, vai além, e acrescenta novas situações, como alguns momentos anteriores à missão, com os S.T.A.R.S. ainda na delegacia de polícia, se preparando para embarcar em direção à floresta de Raccoon City. Perry também acrescenta um novo personagem, Trent, um misterioso homem que auxilia Jill e parece de alguma forma estar envolvido com a Umbrella Corporation.
>>>>>>>DOWNLOAD<<<<<<<



Resident Evil 2: Caliban Cove

Resident Evil 2: Caliban Cove Nesta aventura inédita, S.D. Perry apresenta um segundo time dos S.T.A.R.S., da cidade de Exeter. Eles são apresentados a Rebecca Chambers, sobrevivente do incidente na mansão de Spencer e, juntos, investigam um incidente biológico que ocorreu em Caliban Cove, no Maine. O livro conta com novas criaturas, chamadas “Leviathans”, e uma nova cepa de vírus que mantém a inteligência dos infectados, mas remove todo o livre-arbítrio, tornando-os facilmente controláveis.
>>>>>>>DOWNLOAD<<<<<<<



Resident Evil 3: City Of The Dead

Resident Evil 3: City of the Dead Raccoon City está dominada por zumbis, e Leon Kennedy e Claire Redfield são alguns dos poucos ainda vivos e, buscando refúgio na delegacia da cidade, os dois unem forças para sobreviver. S.D. Perry mais uma vez reconta a história de um game da série, relatando toda a saga dos personagens de Resident Evil 2 enquanto eles descobrem que a estação de polícia não é um porto tão seguro assim, e que a influência da Umbrella se estende aos mais altos escalões de poder.
>>>>>>>DOWNLOAD<<<<<<<




Resident Evil 4: UnderWorld
Resident Evil 4: Underworld Em sua segunda história inédita, S.D. Perry mais uma vez tem os S.T.A.R.S. de Exeter como personagens centrais que, juntamente com Leon, Claire e Rebecca, estão viajando para a Europa para continuar a luta contra a Umbrella. O misterioso Trent, porém, tem uma nova missão para o grupo: invadir uma base da companhia no Utah e roubar um livro de códigos que permitiria acesso aos documentos mais secretos da empresa.
>>>>>>>DOWNLOAD<<<<<<<




Resident Evil 5 Nêmesis

Resident Evil 5: Nêmesis No segundo ato da infecção em Raccoon City, S.D. Perry segue Jill Valentine, ex-membro dos S.T.A.R.S., em sua luta pela sobrevivência nas usa da cidade. Em seu caminho, porém, está Nemesis, uma das armas biológicas mais poderosas da Umbrella, que a persegue onde quer que vá. A autora dá atenção especial a Nicholai, um dos mercenários da companhia, que possui seus próprios objetivos em meio ao caos.
>>>>>>>DOWNLOAD<<<<<<<




Resident Evil 6: Code: Veronica
Em sua luta contra a Umbrella, Claire Redfield invade um prédio da companhia e é capturada, sendo levada presa à Ilha Rockfort, palco de mais um incidente biológico. No sexto livro de sua série, S.D. Perry relata as aventuras da personagem, seu irmão Chris, e Steve Burnside, enquanto eles tentam sobreviver aos monstros que tomaram conta do local.
>>>>>>>DOWNLOAD<<<<<<<



Resident Evil 0: Zero Hour
Este é o livro de S.D. Perry que traz a maior fidelidade à história do game que o originou. Rebecca Chambers é enviada à floresta de Raccoon juntamente com seus companheiros do Bravo Team dos S.T.A.R.S. para investigar os assassinatos bizarros que aconteciam no local. Billy Coen, um fugitivo condenado à morte, junta-se à garota enquanto se desenrola uma trama que remonta às origens da Umbrella Corporation.
>>>>>>>DOWNLOAD<<<<<<<


Resident Evil, uma franquia grande o suficiente, para conquistar diversos filmes, mesmo que a maioria não sejam bom o suficientes... Rolling Eyes Temos algumas exceções.
Confira as sinopses de todos existentes até o momento, assim como algumas outras informações.



Uma experiência secreta. Um vírus mortal. Um erro fatal.

Baseado na famosa série homônima de games, Resident Evil – O Hóspede Maldito é um misto de ação e terror estrelado por Milla Jovovich (O Quinto Elemento), Michelle Rodriguez (Velozes e Furiosos) e Eric Mabius (Segundas Intenções).Algo terrível se oculta na Colméia, um gigantesco laboratório subterrâneo de pesquisas genéticas administrado pela Umbrella Corporation, um conglomerado misterioso de engenharia genética. Em resposta a uma disseminação de um vírus mortal dentro desse complexo, a “Rainha Vermelha” – um supercomputador que controla inteiramente a Colméia – isola todo o laboratório para conter tal contaminação, matando assim todos os empregados.Paralelamente, Alice (MILLA JOVOVICH) acorda no banheiro de uma mansão, sem se lembrar de quem é ou o porquê de estar lá. Ao vasculhar o local, acaba sendo encontrada por Matt (ERIC MABIUS), que inicialmente se diz policial. Ambos acabam capturados por um esquadrão que invade a casa, encontrando no caminho outro homem com amnésia (JAMES PUREFOY), do qual Alice possui alguma lembrança.
Agora, Alice e a experiente equipe partem para a Colméia para investigar os motivos do estranho ocorrido. A equipe logo descobre, entretanto, que seu trabalho não será tão fácil. A Rainha Vermelha não parece disposta a permitir a invasão dos soldados. Além disso, descobre-se que os pesquisadores que lá trabalhavam não estão realmente mortos. A propagação do vírus os transformou em zumbis: devoradores de carne humana em busca de alimento, que passam a caçar os soldados que lá entraram. Basta uma mordida ou um arranhão de um deles para causar a contaminação e, consequentemente, a mutação da vítima em um novo zumbi.
Aos poucos, as lembranças de Alice começam a voltar e o mistério em torno da contaminação começa a ser desvendado. Eles agora precisam impedir que o vírus solto se espalhe e eventualmente atinja a superfície, enquanto tentam escapar vivos do laboratório subterrâneo.


Uma equipe de cientistas determinada a investigar os acontecimentos anteriores no complexo da Umbrella Corporation – a Colméia – acaba acidentalmente liberando o T-Virus, que havia matado todos os pesquisadores do local. A contaminação acaba se espalhando por toda Raccoon City, agora devastada. Para impedir uma catástrofe de proporções ainda maiores, a Umbrella isola completamente a cidade, deixando todos os habitantes presos.
Alice (MILLA JOVOVICH) acorda em um laboratório, onde foi submetida a diversas experiências que a deixaram com estranhas habilidades, como agilidade e força sobre-humana. Matt (ERIC MABIUS), o outro sobrevivente, foi cobaia de um teste ainda maior por estar em uma constante mutação, tornando-se a mais nova arma biológica da Umbrella, conhecido como Nemesis.
Para tentar minimizar a invasão, é mandado para Raccoon City o soldado Carlos Olivera (ODED FEHR) juntamente com um pequeno esquadrão. Devido ao grande número de zumbis, sua missão fica praticamente impossível, tornando-o mais uma presa fácil no local. Mais tarde, juntam-se a ele na tentativa de sobreviver a oficial Jill Valentine (SIENNA GUILLORY) e um companheiro policial, a repórter Terry Morales (SANDRINE HOLT) e o motorista L.J. (MIKE EPPS). O grupo acaba encurralado em uma igreja, onde são atacados por Lickers, rapidamente derrotados pela agora poderosa Alice. Porém, esse não é o único obstáculo no caminho para fora da cidade…
Ao acompanharmos essa longa tentativa de fuga, conhecemos também o Dr. Charles Ashford (JARED HARRIS), um dos cientistas mais importantes da Umbrella Corp. e criador do T-Virus. Sua filha, Angela Ashford (SOPHIE VASSEVOUR), acabou permanecendo na cidade devido a um acidente com sua escolta para fora do local. Agora, ele está disposto a qualquer coisa para ter sua filha de volta, nem que isso signifique desafiar seus superiores na corporação.

A epidemia que se alastrou por Raccoon City em Resident Evil – Apocalipse não foi totalmente controlada pela Umbrella, como se imaginava. A pequena cidade foi apenas o princípio: em pouquíssimo tempo, o planeta inteiro acabou sofrendo os efeitos da infecção: não são apenas os humanos que tornaram-se mortos-vivos, mas todo o ecossistema acabou modificado, tornando toda a extensão continental uma terra árida e improdutiva.
Alice (MILLA JOVOVICH) agora viaja sozinha: ela passou a ser uma experiência controlada pela Umbrella e poderia ser facilmente rastreada por satélites, fazendo de seus antigos companheiros alvos fáceis para a empresa. A Umbrella ainda está ativa, em um grande complexo subterrâneo no meio do deserto estadunidense.
Dr. Isaacs (IAN GLENN), que estudou Alice após a detonação da cidade, acabou copiando seu material genético e produzindo clones em larga escala, tentando criar uma legião de soldados perfeitos. Além disso, ele estuda a evolução dos zumbis, na busca de criar espécimes ainda mais poderosos e inteligentes, mesmo não tendo total aprovação dos principais chefes da Umbrella, como Albert Wesker (JASON O’ MARA ).
A esperança ainda existe, e ela está nos comboios de sobreviventes que ainda circulam pela Terra. Um deles é aquele chefiado por Claire Redfield (ALI LARTER), que conta com K-Mart (SPENCER LOCKE), Betty (ASHANTI), Mickey (CRISTOPHER EGAN), entre outros. Junto, estão os sobreviventes de Raccoon Carlos Olivera (ODED FEHR) e L.J (MIKE EPPS). O grande objetivo do grupo é atingir o Alasca, onde há a possibilidade de ser um local seguro e não atingido pela contaminação. Não há confirmação desse fato, porém o instinto de sobrevivência faz com que eles continuem seguindo o caminho. Na busca do possível local seguro dos zumbis e da Umbrella, os sobreviventes partem, e vão sendo eliminados aos poucos. O deserto guarda, além da legião de zumbis e outras criaturas, muitas armadilhas.

Em um mundo devastado por uma infecção viral, em que as vítimas tornaram-se mortos-vivos, Alice continua sua batalha mortal contra a Corporação Umbrella. Ela invade a base subterrânea em Tóquio, comandada pelo impiedoso Albert Wesker, e, usando seus poderes, consegue destruí-la, mas recebe uma injeção que a faz com que volte à condição de humana. Buscando por sobreviventes ela reencontra uma antiga amiga que sofre de amnésia e ao sobrevoar o Alasca, ela encontra um grupo de sobreviventes cercados por uma multidão de zumbis. O grupo esperava que ela fosse uma enviada da "Arcádia", lugar seguro da qual ouviram falar em transmissões radiofônicas. Alice quer saber se o lugar existe mesmo ou é uma armadilha, mas para chegar lá deverá escapar dos zumbis e enfrentar a traição de um dos membros do grupo.

Resident Evil: Degeneration é o novo longa da série Resident Evil, resultado de uma parceria entre a Sony Entertainment e a Capcom. Todo feito em computação gráfica, Degeneration traz Leon e Claire, a dupla de protagonistas de Resident Evil 2, em uma trama consistente com a cronologia dos jogos.
Ao contrário do que ocorre no game, em que cada um dos personagens segue por um caminho, no longa os dois trabalharão em equipe. Claire, assim como o irmão, está envolvida com a causa anti-bioterrorista, associada à ONG Terra Save. A moça é surpreendida por um ataque bioterrorista no aeroporto de Harvardville, onde desembarca após uma viagem de trabalho, e tudo parece iniciar-se com alguns passageiros de um vôo comercial que começam a apresentar sintomas estranhos durante a viagem. Em poucas horas, o aeroporto é tomado pelo vírus, transformando boa parte dos que ali estavam em zumbis. A situação se torna caótica e forças especiais precisam atuar para conter a ameaça. O SRT (Special Response Team), comandado por Angela Miller e Leon S. Kennedy,é recrutado, e os heróis não são surpreendidos apenas por zumbis, mas também por uma criatura maior e bastante assustadora. Após o aparente fim da empresa farmacêutica Umbrella, quem estará por trás do incidente?

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por UchihaZoro em Qui 28 Jun 2012, 21:23


Tópico em construção.

Agradeço a todos que leram o tópico, ou ao menos uma parte dele!

Antes que perguntem, não coloquei nada referente há Resident Evil 6, pois este já possui este tópico para discussões referentes ao mesmo.
Logo mais informações estarão sendo postas no tópico, assim como o perfil de mais alguns personagens!

Como forma de não deixar o tópico morrer, colocarei em discussão, semanalmente, um assunto misterioso/divertido sobre a série, mas o que, obviamente, não impede que outras discussões sejam feitas.

Idéia copiada do nosso colega, Rax Wink


Última edição por UchihaZoro em Dom 01 Jul 2012, 04:19, editado 2 vez(es)

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por Monagma em Qui 28 Jun 2012, 21:30

Que tópico horrível, meu chapa. Precisa melhorar muito. Serra

Agora, falando sério, PARABÉNS!!

É MAIS QUE ÉPICO, É LENDÁRIO.

Merece Tópico do Ano!!!



Monagma
Rei da Terra
Rei da Terra

Karma Karma : 286
Posts Posts : 4274

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por Pok' em Qui 28 Jun 2012, 21:34

Parabéns pelo tópico Uchiha, muito bom mesmo!
To ocupado agora, daqui a pouco leio esse livro. :haha:

Pok'
Membro Nv.30
Membro Nv.30

Karma Karma : 2
Posts Posts : 325

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por Felico em Qui 28 Jun 2012, 21:37

o tópico ficou tão bom, que deu até um bug na página Laughing
como o pok' disse, depois eu dou uma lida nesse livro Smile

Felico
Veterano Nv.25
Veterano Nv.25

Karma Karma : 36
Posts Posts : 1011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por UchihaZoro em Qui 28 Jun 2012, 21:41

felico escreveu:o tópico ficou tão bom, que deu até um bug na página Laughing
Estou tentando descobrir o que causou este bug! :S

E obrigado galera! o/


Espero que vocês tenham coragem de ler ele! Laughing

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por Convidado em Qui 28 Jun 2012, 21:52

Simplesmente perfeito!!! Excelente tópico Uchiha-sensei.

Confesso, não li tudo, mas, amanhã eu passo a madrugada lendo ele. Parabéns novamente.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por UchihaZoro em Sex 29 Jun 2012, 02:19

Obrigado ICO!

Depois de um LONGO tempo revisando o tópico, consegui achar o bug, tudo graças a um simples "/".

No mais, espero que vocês leiam ele!
Com o tempo estarei adicionando novos perfis, e alguns extras!

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por GamerHelmuth em Sex 29 Jun 2012, 15:11

UchihaZoro bom tópico, um jogo ''clássico'' merece ser citado, sendo lançado apenas para pc e ps1 hoje em dia está para diversos consoles da atualidade.

GamerHelmuth
Membro Nv.2
Membro Nv.2

Karma Karma : 1
Posts Posts : 49

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por UchihaZoro em Sex 29 Jun 2012, 17:18

Valeu Helmuth!
Gostaria de pedir, para que você viesse a ler o tópico, pois eu fiz ele exatamente para as pessoas que não são muito fãs da franquia, e que com isso, eu consiga "pegar" mais alguns fãs para RE Laughing

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por UchihaZoro em Seg 02 Jul 2012, 19:09

Então começando a primeira discussão do tópico:

Atualmente a franquia Resident Evil, tem sido bastante desconsiderada do gênero Survival Horror, este por perder diversos traços de terror durante o tempo. Tudo começou com Resident Evil 4, este foi uma mudança radical na série, melhorando a jogabilidade, a ponto de que o terror fosse meio esquecido. Mesmo perdendo alguns traços, este ainda é considerado por muitos, o melhor da franquia, porém em Resident Evil 5, eles resolveram colocar ainda mais ação no game, e assim perdendo totalmente os traços dos primeiros games da franquia.

Graças a este jogo, Resident Evil não possui mais o respeito que possuía antes. E quando diversas pessoas estavam pensando que não havia mais salvação para franquia, é lançado então Resident Evil Revelations, este possuindo diversas características de terror, pegando diversas pessoas de surpresa, pois não esperavam tais características em tal game. Graças a isso, diversas pessoas estão animadas, de que o próximo game Resident Evil 6, consiga trazer toda a glória, que a franquia um dia já possuiu.

Vocês acham que Resident Evil ainda possui chances de trazer o gênero Survival Horror, de volta as origens e assim trazendo toda a grandeza que este já possuiu um dia ?

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por CabraltZ em Seg 02 Jul 2012, 19:47

na minha opinião, Resident Evil, até o 5 foi otimo, eu não liguei muito pela perda do terror Razz por que a historia ainda continua boa em si, porém terror para um jogo desse porte é bom não? em Revelation, eu sinceramente não achei muito assustador, até que da uns sustos, mas nada muito de dar enfarto como os 3primeiros ;_; mas eu particularmente acho que a Capcom vai trazer um terror, mas não tão bom quanto os antigos, por causa dos graficos e a jogabilidade, digo graficos por que naquela época não sabia bem ao certo como era um zumbi Razz e ele era meio medonho com aqueles quadrados na cara :S agora que o zumbi ja tem vamos dizer... Corpo e cerebro, não cerebro nao, vamos dizer que ele esta menos medonho e assustador que antigamente Smile
desculpa pelo textin grande Razz

CabraltZ
Veterano Nv.16
Veterano Nv.16

Karma Karma : 21
Posts Posts : 788

Ver perfil do usuário https://twitter.com/#!/_Moises_Junior http://www.facebook.com/moises.junior.54

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por UchihaZoro em Seg 02 Jul 2012, 19:58

Poxa, você é um dos primeiros que diz algo assim! Laughing
Entendo sua opinião em respeito da história, porém não gostei muito da mesma, pois foi nesta, que Wesker morreu pateticamente!

Ele que manipulou diversas pessoas, sendo quase um Darth Vader de Resident Evil, este não merecia uma morte destas. Sem falar que a história em si, só é realmente importante, na versão Gold Edition, onde mostra o capitulo pesadelo. Esta foi a unica parte considerável do game.

Sobre o Revelations eu gostei bastante, pois mesmo não sendo algo parecido aos três primeiros games da série, ou o CV/0 no qual também fizeram um bom trabalho, este conseguiu nos mostrar que RE ainda tem salvação como um jogo de terror!

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por Convidado em Seg 02 Jul 2012, 20:12

Em minha humilde opinião ela pode sim resgatar as raizes originais da franquia, assim poderá agradar um público que gosta mais do terror do que de ação em sí.

A grande fuga de tema é, em minha opinião, uma questão de obter lucro e aumentar significativamente as vendas, pois se parar para analisar, games com gênero de ação como Killzone, Call of Duty e etc. possui um público muito grande, e creio eu a Capcom de alguma forma buscou atrair estes Gamers para a franquia de Resident Evil, mesmo causando uma baita mudança de gênero na franquia.

Os primeiros jogos de Resident Evil era praticamente sustos a qualquer momento, você entrava em uma sala, a câmera mudava sua posição e eramos surpreendido com um Zumbie em nosso frente, quem não saltava da cadeira? Em Resident Evil 3, quando você se desloca em corredor e que do nada aparece o Nêmesis atrás de você gritando STARSSSSSS! Eram sustos atrás de sustos, e fans se conquistaram com isso.

Acredito que agora com o RE4 e RE5 uma parcela de fans não gostaram, pois mesmo obtendo diversas melhorias no gráfico e na própia jogabilidade, você chega nos cenário e os Zumbies já estam lá fazendo algo ou paradosn te esperando. Praticamente perdeu um pouco a graça do game, embora eu admito que RE4 e RE5 são bons jogos.

Agora com RE6 creio que a Capcom está fazendo certo, restaurando o gênero antigo de Survival Horror, que quase já é um gênero morto, onde , poucos games ainda o possuem que é o caso de Dead Space 1 e 2.


Última edição por ICO em Ter 03 Jul 2012, 02:55, editado 1 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por CabraltZ em Seg 02 Jul 2012, 20:15

Concordo com ICO Smile
e uma coisa que concordo com Uchiha é sobre a morte de wesker, infelizmente não foi uma das melhores criadas

infelizmente eu não tive a oportunidade de jogar Resident Evil 3 Sad

CabraltZ
Veterano Nv.16
Veterano Nv.16

Karma Karma : 21
Posts Posts : 788

Ver perfil do usuário https://twitter.com/#!/_Moises_Junior http://www.facebook.com/moises.junior.54

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por UchihaZoro em Seg 02 Jul 2012, 20:23

Exato ICO!

Creio que ao possuírem o desejo de atraírem mais fãs, eles acabaram perdendo os "verdadeiros fãs" da franquia.

Agora que lançou o Operation Raccoon City, sendo este apenas um spin-off, tendo o gênero alterado completamente, até ai tudo bem, pois não afetará diretamente a franquia principal. Enquando o Revelations que faz parte da franquia original, contém certa parte de terror.
Isso me faz crer, que eles finalmente conseguiram encontrar a "fórmula" do sucesso, fazendo os jogos de ação sendo spin-off, enquanto os da cronologia oficial serem mais para terror. Desta maneira todos seguem felizes da vida! Rolling Eyes

JRCabralt, recomendo fortemente você comprar o Resident Evil 3! Este eu considero o melhor de toda a franquia! Wink

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por UchihaZoro em Qua 04 Jul 2012, 09:58

Perfil do Wesker adicionado!

Comentem! tongue

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por UchihaZoro em Ter 24 Jul 2012, 06:59

Perfil da Ada Wong adicionado.

Comentem. Rolling Eyes

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por GT. em Qua 21 Nov 2012, 14:39

Eu gosto da Ada no Resident Evil 2, principalmente depois de ler os livros.

Spoiler:
Agora nesse 6, jogando a campanha do Chris eu estava quase chamando o coringa, a mulher é o Batman e voa para todo lado com aquele gancho.

Depois da pequena briga do Chris e Leon eu só posso pensar que o Leon tem algum vírus nele. O Chris é um monstro e cada soco dele joga bixo maior do que o Leon longe... como o Leon defende isso?

GT.
Membro Nv.7
Membro Nv.7

Karma Karma : 3
Posts Posts : 90

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Especial/Discussão] Franquia Resident Evil

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 06:09


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum