PlayStation Blast
Ei, você aí. Nosso fórum contém uma gama diversificada e grande de discussões que você poderia fazer parte! Além dos membros serem educados e atenciosos. Então por que não se cadastra aí? Venha discutir conosco e fazer amizades aqui, no Fórum PlayStation Blast!

Quando a polêmica importa mais que a tragédia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quando a polêmica importa mais que a tragédia

Mensagem por Hekonzord em Qua 07 Ago 2013, 18:05

Este texto foi escrito pelo Rod no site Gamesfoda.
*****

Um garoto de 13 anos, filho de PMs, pegou a arma em casa e assassinou mãe, pai, avó e tia na noite passada, e no dia seguinte, após ir para o colégio e retornar à casa, tirou a própria vida. Uma verdadeira fatalidade, e um problema talvez mais familiar do que social. Mas o que isso tem a ver com videogames, afinal?

Acontece que hoje cedo, antes do perfil de Facebook do garoto ser excluído, descobriram que ele usava uma imagem do protagonista de Assassin’s Creed. O que aconteceu – brevemente, até o momento – foi o esperado:

Eu já falei anteriormente sobre o assunto aqui, então vou ser breve dessa vez, até porque a minha esperança é que a mídia não volte a bater com tanta intensidade nessa mesma tecla (e se bater, já falamos aqui).

Convivemos com o poder de influência diariamente, nos mais variados contextos. Somos constantemente bombardeados com sugestões que refletem os valores da nossa sociedade, e o seu cérebro inconscientemente faz o trabalho de dissipar a maior parte do barulho por você. É um processo automático. O poder de influência e persuasão não é um interruptor que se liga e desliga com um clique, e acreditar em algo semelhante é diminuir o próprio ser humano.

O que se ignora neste caso – bem como se ignora em todos tais casos, pelo bem da polêmica midiática – é o contexto pessoal. Não pode-se dizer com autoridade, mas observando sua conduta (matar os familiares à noite e ir à escola na manhã seguinte, articular detalhes para despistar atenção dos colegas) é especulável que o garoto possuísse um transtorno de personalidade. A famosa psicopatia (bastante distorcida no popular) é um exemplo de transtorno que pode ser caracterizado pelo embotamento afetivo e facilidade em cometer atos de “sangue frio”, pois a pessoa possui uma insensibilidade crônica.


A mídia tentar culpabilizar um objeto externo é um truque antigo, que busca causar polêmicas e atrair mais atenção. Lucra acima da superexposição de tragédias e desumaniza o ser humano, pois jamais propôe ou auxilia soluções. Propostas que poderiam ser de fato relevantes – como um melhor acompanhamento dos nossos jovens em idade escolar para o diagnóstico de possíveis enfermidades (transtornos de personalidade podem ser detectados ainda durante a infância, e existem tratamentos, nem sempre medicamentosos) - são varridos pra baixo do tapete em prol de opiniões arcaicas e infundadas que parecem acreditar que o ser humano é uma tabula rasa completamente ausente de opinião própria. Videogames só acontecem de ser o bode expiatório do momento.

O papel do bom jornalismo é noticiar, mas infelizmente, a busca por lucros à custa de desastres sociais e controle de opinião pública de grandes corporações pode levar até os melhores profissionais a serem obrigados a assumirem tendenciosidades. A perspectiva humana, nestes canais de informação, é ausente. À essa mídia tendenciosa, meu único conselho: ignore-a, e se possível, eduque outros a fazerem o mesmo.

Minhas profundas condolências aos familiares e amigos das vítimas.
*****

Comentário: A qualidade dos textos deste site é maior do que qualquer grande veículo sobre games, fico impressionado. E para mim, apenas o título deste pequeno artigo já traduz a situação atual da mídia brasileira, mas eu vejo como algo "normal", vejam bem, tanto a cinema, televisão e até quadrinhos já sofreram duras repressões e censuras quando o mercado e seu espaço na sociedade estavam crescendo, agora é a vez dos vídeo-games.


Última edição por Hekonzord em Qua 07 Ago 2013, 18:14, editado 1 vez(es)

Hekonzord
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 495
Posts Posts : 3502

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando a polêmica importa mais que a tragédia

Mensagem por Convidado em Qua 07 Ago 2013, 18:12

Engraçado que é mais fácil colocar a culpa em um jogo do que a educação familiar e a má influência da sociedade (inclusive dos referidos meios de comunicação). Mas é assim: sempre procuram um culpado para alguma coisa. O problema é que na maioria dos casos encontram o culpado errado.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando a polêmica importa mais que a tragédia

Mensagem por Convidado em Qua 07 Ago 2013, 19:50

O menino vivia com 2 Policiais, acredito que de alguma forma ele aprendeu a atirar de observar os pais, isso é quase certo.

Fora que o mesmo possuía uma doença degenerativa que alterava seu psicológico, ao invés de procurarem um espacialista para ouvir sobre a doença, condenam logo o simples jogo.

Lamentável...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando a polêmica importa mais que a tragédia

Mensagem por Monagma em Qua 07 Ago 2013, 19:52

Aquele prográma Encontro com a Fátima Bernardes, de acordo com a minha mãe, levou hoje um especialista em psiquiatria (ou algo assim)  que disse nada mais que o óbvio, mas que pareceu surpreender a todos: os jogos nada tinham a ver com o comportamento do menino. Ele provavelmente tinha um distúrbio psicológico, uma psicopatia, e acabou estourando ao matar os pais. Não gosto do programa, mas ao menos com isso os parentes que acreditam somente no que veem na TV não vão ficar impedindo os filhos de jogar porque "é violento". 
Acho bobagem a mídia tentar culpar o jogo, mas não é novidade. Desde 1999, com o "massacre de Columbine High School", em que o culpado pela tragédia foi o game Doom.



Monagma
Rei da Terra
Rei da Terra

Karma Karma : 286
Posts Posts : 4274

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando a polêmica importa mais que a tragédia

Mensagem por rodrigo stark em Qua 07 Ago 2013, 20:37

eu gostaria de perguntar pra vocês daqui se isso pode acarretar em uma possível censura do game no brasil , estou desesperado sou muito fan da história de AC ( sim , se o game fosse censura livre eu gostaria do mesmo jeito , mesmo porque a violência do game não é gratuita mas sim necessária pra se chegar em um realismo histórico ) . como diz o excelente texto eu poderia ignorar a mídia mas essa ideia fica martelando minha cabeça .

rodrigo stark
Iniciante Nv.2
Iniciante Nv.2

Karma Karma : 0
Posts Posts : 4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando a polêmica importa mais que a tragédia

Mensagem por Convidado em Qua 07 Ago 2013, 20:48

^

Praticamente impossível.

Definitivamente os motivos do crime não foram causados pelo jogo, o menino possui transtornos psicológicos e em virtude deste problema realizou o crime.

Chegar ao ponto de censurar Assassin's Creed vai causar revolta, todos nós sabemos que em nenhum jogo de AC os protagonistas são contra a família, principalmente não ensina a ser assassino.

Isso é a mídia que nunca fala bem dos jogos, já é costume toda vez que um crime ocorre, se o criminoso joga jogos eletrônicos, a culpa vai direto para os jogos.

O que mais me surpreendi é que nem ao menos explicaram a doença do garoto, já foram culpando o jogo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando a polêmica importa mais que a tragédia

Mensagem por Wolfman em Qua 07 Ago 2013, 23:04

Polêmica SEMPRE foi mais importante do que a tragédia pra grande mídia, que não passa de um veículo de desinformação mais.

Não é a toa que pegam casos como esses, ou outros que não tem nada incomum até e batem emcima mostrando em todos os jornais o tempo todo. É pra vender, simplesmente isso. Também hoje, jogos são o que o Rock já foi, o que o cinema já foi, o que os quadrinhos já foram, que é uma forma de entretenimento ainda desconhecida pela massa ignorante e que virou o novo alvo de críticas infundadas.

O que eu acho engraçado nisso tudo é que problemas mentais, histórico familiar, abuso por parte de outras pessoas e coisa do tipo parece nunca ser levado em consideração nesse tipo de caso, o que é engraçado considerando que são os únicos fatores em comum em TODAS essas tragédias que no fim algum tipo de mídia levou a culpa da história. Laughing 


Wolfman
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 487
Posts Posts : 1662

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando a polêmica importa mais que a tragédia

Mensagem por kenairux em Qui 08 Ago 2013, 08:47


kenairux
Iniciante Nv.10
Iniciante Nv.10

Karma Karma : 11
Posts Posts : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando a polêmica importa mais que a tragédia

Mensagem por Hekonzord em Qui 08 Ago 2013, 19:29

A Ubisoft Brasil em sua página oficial do facebook mandou uma nota sobre a "polêmica" do caso.

Ubisoft Brasil escreveu:Em resposta aos pedidos de posicionamento da Ubisoft sobre o caso da família Pesseghini, trata-se de uma tragédia e nossos pensamentos e orações vão para a família e os amigos das vítimas. Nessa hora de consternação de toda a sociedade, é natural a busca por respostas.

No entanto, em nenhum estudo até agora realizado há consenso sobre a associação entre a violência e obras de ficção, incluindo livros, séries de televisão, filmes e jogos. É uma falácia associar um objeto de entretenimento de milhões de pessoas, todos os dias, em todo o mundo, com ações individuais e que ainda estão sendo esclarecidas. Novamente, isso é uma tragédia sem sentido e os nossos pensamentos e orações estão com a família e amigos das vítimas.

Agradecemos aos fãs da série que manifestaram apoio contra mensagens sensacionalistas associando o jogo à tragédia e convidamos a todos a se solidarizarem com a família e os amigos das vitimas.
Só eu que não acho que foi o menino que matou a família?

Hekonzord
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 495
Posts Posts : 3502

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando a polêmica importa mais que a tragédia

Mensagem por mligieri3 em Qui 08 Ago 2013, 20:46

Não,pelas evidências que encontrei,deduzi que um outro grande suspeito seria o pai do amigo do garoto.Ou um dos dois(pai ou mãe) foi coagido a fazer isso.Alguém podia muito bem ter entrado na casa se o garoto deixasse.(vou ser investigador quando crescer)

mligieri3
Membro Nv.30
Membro Nv.30

Karma Karma : 13
Posts Posts : 320

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando a polêmica importa mais que a tragédia

Mensagem por DUDUjoe em Qui 08 Ago 2013, 21:19

O que me deixa mais revoltado é que esse tal de Marcelo Rezende fala de algo que ele não entende. E se vocês repararem no video, quando ele mostra a capa do game, ele tapa a classificação do game. O pirralho tinha 13 anos, e o game é para maiores de 18. Sei que esta lei não funciona aqui no Br, mas seria um jeito de proteger os games. Não tem jeito, eles querem ferrar os games de qualquer jeito!

DUDUjoe
Membro Nv.33
Membro Nv.33

Karma Karma : 52
Posts Posts : 356

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando a polêmica importa mais que a tragédia

Mensagem por Warrior em Sex 09 Ago 2013, 01:26

DUDUjoe escreveu:E se vocês repararem no video, quando ele mostra a capa do game, ele tapa a classificação do game. O pirralho tinha 13 anos, e o game é para maiores de 18.
Justamente isto que vivo me perguntando. Se o jogo é para maiores de dezoito, o que um menino de treze está fazendo com ele? Por que ninguém respeita as classificações indicativas?

ICO escreveu:todos nós sabemos que em nenhum jogo de AC os protagonistas são contra a família, principalmente não ensina a ser assassino.
Exato, tanto que no Credo eles zelam por misericórdia até mesmo pelos inimigos.

ICO escreveu:Isso é a mídia que nunca fala bem dos jogos, já é costume toda vez que um crime ocorre, se o criminoso joga jogos eletrônicos, a culpa vai direto para os jogos.
Já vi notícias falando dos benefícios dos videogames (como aquela notícia do asilo de idosos com Wii, para melhorar a saúde deles e livrá-los da depressão). O problema é que notícias como esta não tem tanto destaque como a que é o tema deste tópico.

Entretanto, é como disse um usuário do NB: "Estamos fazendo nosso papel! A mídia está tentando nos manipular enquanto nós, que somos espertos, discordamos e opinamos."
-----

Era previsível. Saiu a notícia, um menino matou e apareceu um jogo de videogame. A mídia sensacionalista ia surgir em qualquer canto (confesso que também esperava que a Record ia falar algo).

O histórico do garoto não conta, sua sanidade mental também não, tampouco a personalidade do garoto. A culpa é do jogo, lógico! Afinal, os humanos são tão fáceis de se influenciar que qualquer coisa eles já absorvem e acreditam logo de cara, assim como querem as próprias mídias manipuladoras.

Warrior
Veterano Nv.35
Veterano Nv.35

Karma Karma : 134
Posts Posts : 1485

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando a polêmica importa mais que a tragédia

Mensagem por Convidado em Qua 21 Ago 2013, 10:46


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando a polêmica importa mais que a tragédia

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 18:38


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum