PlayStation Blast
Ei, você aí. Nosso fórum contém uma gama diversificada e grande de discussões que você poderia fazer parte! Além dos membros serem educados e atenciosos. Então por que não se cadastra aí? Venha discutir conosco e fazer amizades aqui, no Fórum PlayStation Blast!

[Divo Review #4] Grand Theft Auto V

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Divo Review #4] Grand Theft Auto V

Mensagem por Felipe JJ em Ter 08 Out 2013, 21:02

Grand Theft Auto V é o mais novo jogo da Rockstar, e um dos mais antecipados da história. O jogo promete trazer o maior mapa já feito pela Rockstar, dezenas de opções e possibilidade, e mecânicas refinadas, mas será que o blockbuster entrega o que prometeu? It's showtime.

A história de GTA V se foca na construção de três personagens principais ao invés de 1, nomeadamente Michael, um ex ladrão de bancos e agora pai de família, Trevor, um psicopata que tem Michael como seu melhor amigo, e Franklin, um Gangster em ascensão que se une a Michael e posteriormente a Trevor para cometer crimes.



A liberdade fornecida pela história é incrível: você pode alternar entre os três personagens em quase qualquer ponto, e fazer suas missões especiais, que em alguns casos se cruzam e une dois ou três dos personagens. As missões são bem mais variadas do que em Grand Theft Auto IV, por exemplo, e tem uma grande gama de favores, roubos e e outras variedades. Mas o que era pra ser um ponto positivo, acaba sendo um fator negativo: a variedade é grande, porém isso tem um custo, muitas missões, muitas mesmo, são extremamente mal feitas e banais. Inicialmente isso nem incomoda, porque o jogo também busca mostrar todos os lados das vidas dos personagens, mas conforme o jogo se desenrola, essas missões começam a comprometer a diversão do jogo, te obrigando até a fazer ações repetitivas e banais, as vezes faz parecer que se está jogando um outro jogo.

A estrela do jogo, que são as missões de assalto, decepcionam. Há uma grande preparação para elas, o que é plausível, porém cansativo, sendo bastante repetitivo e enrolado até a ação realmente começar. O problema é que quando a ação começa, ela dura 5 minutos e não passa a sensação de grandiosidade que deveria. Não há nada de especial na maioria dessas missões, que são simplistas e não tão convincentes como a de GTA IV, por exemplo.



No entanto a jogabilidade não fica só nisso, a variedade de modalidades é grande, e vai desde pilotar carros, a tiroteios intensos e furtos. As mecânicas de direção foram largamente melhoradas em relação aos jogos anteriores. Dirigir um carro agora se tornou uma experiência mais agradável e real, e o sistema de destruição dos veículos melhorou consideravelmente. O tiroteio também foi melhorado, mas não o suficiente. As mecânicas são bastante limitadas e casuais, a mira é automática ainda deixando quase nenhuma dificuldade ao jogo, e a inteligência artificial não funciona bem e é previsível, de modo que uma criança de 7 anos poderia eliminar uma horda de 30 assassinos sem nenhum problema. Há a opção da mira automática ser desligada, no entanto, o que é muito bem vindo para quem quer ter alguma dificuldade.

E por falar em problema, os bugs são raros no jogo, que passa uma experiência bastante verossímil, que só é quebrada pela grande quantidade de serrilhados. O mundo é grande, e a cidade é bastante variada e detalhada, tudo feito com bastante atenção minimalista, porém as áreas fora da cidade principal deixam um pouco a desejar. Não há muito o que se fazer nas montanhas e áreas verdes como no seu antecessor de PS2, que desfrutava de um hardware muito mais limitado, e isso compromete bastante da experiência proposta pelo jogo. Há apenas uma grande cidade, ao contrário de San Andreas, por exemplo. No fim o mundo fora da cidade tem um aspecto de vazio de forma geral, apresentando uma vida selvagem sem apelo nenhum e escassa, diferente de jogos da própria empresa como Red Dead Redemption.

Visualmente o jogo impressiona em muitos aspectos: os veículos são muito polidos, a cidade é carregada de detalhes e texturas de qualidade, e quase todos os objetos tem self shadow. Quedas de frames são muito menos constantes em relação aos jogos anteriores, e pop ins são quase imperceptíveis. No entanto nem tudo são flores, as animações dos personagens continuam datadas e travadas, e a física de forma geral não parece ter evoluído com a geração, apresentando problemas sérios de colisão e reação.



Ainda na parte técnica, a atuação de voz é muito boa, e os atores são bem convincentes, até em personagens secundários se nota um bom trabalho nesse âmbito, que só é um pouco comprometido pelas expressões faciais mal feitas. As músicas são bastante variadas, e se encaixam com o jogo em diversos pontos. Elas podem ser ouvidas entre diversas estações de rádio que como sempre são muito interessantes, e trazem notícias sobre o que acontece no mundo do jogo, e até sátiras a padrões do mundo real.

O que deixa a desejar na qualidade sonora são colisões, que tem reações exageradas em relação ao que de fato aconteceu. Muitos detalhes passaram despercebidos também, como ao entrar em um túnel o motor do carro não ecoar pelo grande vazio acústico, ou choques corporais, que mais soam como um saco sendo amassado.

Em suma, GTA V melhora muitos pontos, mas deixa a desejar em outros, e não é a experiência definitiva que prometia ser. O jogo se perde em muitos pontos, e a história e escala de jogo principalmente deixam muito a desejar em relação ao padrão da Rockstar.

Gráficos - 9.0
Jogabilidade - 7.0
História - 5.0
Som - 7.0
Fator Replay - 10

Média - 7,6




DRIVE-THRU DO BONDE:


Felipe JJ
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 600
Posts Posts : 3172

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Divo Review #4] Grand Theft Auto V

Mensagem por Wolfman em Qua 09 Out 2013, 18:26

Muita gente tá cega no hype e não vê isso, mas todas essas críticas são válidas mesmo.

As missões foram o que mais me incomodou. Muitas delas são pra enxer linguiça mesmo, e a variedade que era pra ser bom começa a torrar a paciência quando se tem de ficar fazendo coisinhas idiotas que duram mais tempo do que deviam. Me sinto como se o jogo tivesse me enrolando muitas vezes só pra durar mais. Os roubos nem se fala... a preparação é meio entediante mas dá pra entender, mas chegando na hora de fazer o negócio, que era pra ser o foco do jogo, é beeeeem fraquinho, não duram nada basicamente, daí o roubo tu faz em 2 minutos, só pra ficar uns 10 pra mais em tiroteio e depois fugindo. Simplesmente não gostei nem acho que teve o impacto daquela missão do GTA IV.

A história estou achando terrível também. O único personagem que me importei um pouco foi o Michael mas mesmo assim está sendo difícil. O Trevor parece uma versão forçada do coringa e o Franklin se não tivesse no jogo não faria diferença. O motivo deles começar os roubos, como se conheceram e decidiram trabalhar juntos, as motivações de cada um achei bem fraquinhas e mal desenvolvidas também. A intenção deles foi fazer algo exagerado e crítico também, mas não colou pra mim. Esse humor crítico ficou bem melhor é nas rádios, lá são bem mais inteligentes e interessantes pelo menos. Razz

O gameplay achei bom e fluido. Dá pra jogar sem problemas e aproveitar o jogo. Os únicos pontos negativos é que os personagens são uns bananas. Se pular em algo ou tropeçarem eles ficam todo moles e caem no chão como se tivessem tomado uma descarga elétrica. Os carros, apesar de ser muito bons de dirigir, tem reações muito exageradas a batidas. Fora isso o resto está bom e consigo aproveitar muito bem quando só quero sair pelo mundo e zoar.

Nos visuais o jogo é bem competente. Conseguiram fazer gráficos bons pra um jogo dessa dimensão e um mundo mais vivo e detalhado que o IV. Além disso é bem melhor que o IV na questão de bugs também. Tem acontecido com uma frequência bem menor que o IV, principalmente aqueles que zoavam tudo, como aqueles em que o carro entra no chão e fica flutuando no nada. Laughing 

No geral, o jogo dá pra se divertir bastante, e o fator replay é bem alto. Tudo parece mais detalhado e polido do que o IV, além de ter muito mais coisas pra fazer também. Porém, a história achei fraca e acho que teve muita enrolação e coisas que só serviram pra enxer linguiça. Mesmo que fosse em nome da variedade, podiam ter feito melhor. Então, o jogo é bom e bem feito e dá pra aproveitar bastante, principalmente pra quem é fã de GTA. Só não acho que seja algo de outro mundo como fazem parecer.

Wolfman
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 487
Posts Posts : 1662

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Divo Review #4] Grand Theft Auto V

Mensagem por Convidado em Qua 09 Out 2013, 18:33

A análise está realmente muito bem escrita. Parabéns, tem o karminha Laughing Contudo tenta colocar mais imagens, assim fica mais tranquilo de ler.

Bem, realmente não posso opniar muito sobre GTA V, pois ainda não o joguei. Mas sei lá, em um jogo estilo GTA eu não ligo muito para história, mas sim pelo o fator de replay e liberdade. Mesmo assim acho que é uma boa aquisição, muito pelo seu fator de replay infinito.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Divo Review #4] Grand Theft Auto V

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 19:57


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum