PlayStation Blast
Ei, você aí. Nosso fórum contém uma gama diversificada e grande de discussões que você poderia fazer parte! Além dos membros serem educados e atenciosos. Então por que não se cadastra aí? Venha discutir conosco e fazer amizades aqui, no Fórum PlayStation Blast!

Missão Espaço.

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Missão Espaço.

Mensagem por Convidado em Ter 03 Jul 2012, 19:21



O Espaço Sideral tem começo? Fim? Como ele é? São inúmeras perguntas que todos nós fazemos e a cada pergunta respondida 10 surgem no lugar.
Venho hoje vos apresentar alguns temas relacionados ao nosso querido Espaço Sideral, onde, se tornou um lugar muito curioso por todos e todos nós já sonhamos um dia em visitar. Os Cosmos Infinitos, como eu gosto de chamar, é composto por muitas estruturas curiosas e muito belas, onde ainda, nem tudo foi descoberto e ainda deixam todos maravilhados com tanta beldade. Então quer viajar um pouco? Vamos todos embarcar nesta missão: Missão Espaço: Uma Viagem Pelos Cosmos Infinitos





Os 8 Planetas

Nosso Sistema Solar já teve Nove planetas, contando ao total: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão, porém o Planeta Plutão por ser menor que nossa Lua teve de ser desconsiderado um Planeta Sólido e passou a ser um Planeta Anão.
Cada Planeta se difere muito um do outro, desde sua posição em relação ao Astro Sol até Atmosfera, Temperatura e etc.;
Um sistema solar é formado quando um determinado número de Planetas orbita uma os mais estrelas, sendo que cada corpo constituinte neste sistema e ligado por uma força gravitacional que favorece a organização e os movimentos de Translação ao redor da Estrela Central, assim é mantido um movimento oval ao redor do Astro.
Já se perguntaram como se é dada as Estações do Ano? Elas estão ligadas ao movimento de translação de um Planeta torno de uma Estrela. À medida que o Planeta se aproxima da Estrela sua temperatura tende a aumentar e, conseqüentemente, alterando de uma estação para outra. Colocarei como exemplo nossa Terra, quando ela está mais distante do Sol a estação predominante é o Inverno, por quê? A luz do Sol, junto do calor, percorre um caminho maior e se dissipa ao longo do caminho, chegando aqui em uma quantidade um pouco reduzida e favorecendo as baixas temperaturas; O Verão é o oposto, nossa Terra se encontra mais próxima do Sol e recebe a quantidade de Luz e Calor maior que quando está mais afastada, sendo assim, as temperaturas altas predominam; A Primavera e o Outono são transições entre as duas principais estações (Inverno e Verão), sendo que do Inverno para o Verão se encontra a Primavera, do
Verão para o Inverno o Outono.


Aqui temos os Oito Planetas, vamos saber um pouco de cada um?
Mercúrio

Mercúrio é o Planeta mais próximo do Sol e o menor planeta sólido, por ser está mais perto do Sol, está sujeito a uma gravidade maior do Astro Rei, como conseqüência Mercúrio é o Planeta que circula o Sol mais rápido que todos, por isso recebeu este nome que é do mensageiro dos Deuses que era bastante rápido também.
Mercúrio possui rotação em torno de seu próprio eixo, que dura 59 dias, sendo assim possui um lado voltado para o Sol com uma temperatura muito elevada que possui em torno de 750ºC; O Lado Escuro está voltado para o Cosmo, é o lado frio do Planeta que chega a atingir -482ºC.
Este pequeno Planeta é semelhante à Lua, pequeno e com muitas crateras de impactos de Meteoros e Meteoritos. Por apresentar uma rotação muito longa e pequena, Mercúrio possui um campo Magnético global, chegando a ter 1,1% da Terra, o Campo Magnético é muito semelhante ao da Terra, também de natureza Dipolar, possui a capacidade de refletir os ventos solares ao redor da superfície, causando a chamada Magnetosfera que desvia parte das moléculas emitidas pelo Sol, que, se atingissem o Planeta poderia incinerá-lo.
Possuindo está semelhança o Campo Magnético de Mercúrio é gerado a partir da rotação de seu núcleo de Ferro Liquido, possuindo o efeito Dínamo, este efeito é resultado da rotação do núcleo liquido que conserva constantemente conserva o efeito e mantém o Campo Magnético do Planeta.


Vênus

Vênus é o Segundo Planeta na ordem de nosso Sistema Solar, é um Planeta que em sua Crosta Terrestre possui constantes vulcões em erupções e larva escorrendo em sua superfície, sua atmosfera possui uma grande concentração de Dióxido de Carbono, possui uma camada opaca de nuvens ricas em Ácido Sulfúrico que refletem a luz emitida pelo Sol, sendo assim se torna o objeto mais brilhoso no céu da Alvorada da Terra. Vênus pode ser visto com bastante brilho entre as 4:30 e 5:00 Horas, conhecido popularmente como Estrela D’Alva.
Vênus é apelidado como Irmão Gêmeo da Terra, pois se originaram, praticamente, no mesmo período, possuem composição, massa e tamanho semelhantes. O que difere de uma maneira radical é que Vênus possui uma Crosta Terrestre com altas atividades vulcânicas e nuvens com altas atividades elétricas. Vênus possui uma atmosfera muito densa, rica em Dióxido de Carbono e um pouco de Nitrogênio. Como uma atmosfera muito densa e com alta concentração de CO2, H2 e Dióxido de Enxofre gera um forte efeito estufa que isola toda a temperatura de seu interior, com isso, não permite que o calor seja dissipado para o espaço e faz com que fique com altíssimas temperaturas, girando em torno de 460ºC, assim causando um efeito chamado Inércia Térmica.
A sonda Venera 4 descobriu um Campo Magnético em volta do Vênus, porém ele é muito fraco em relação ao da Terra, fato que foi muito surpreendente, pois o Planeta é muito semelhante a Terra e não obteve um Campo Magnético igual. O Campo Magnético é gerado da interação da Ionosfera com os Ventos Solares e não é gerado por Dínamo, como no Planeta Terra. Um dínamo requer três condições: um líquido condutor, rotação e convecção. Estima-se que o núcleo seja eletricamente condutor e, apesar de se imaginar que a rotação seja lenta, simulações mostram que ela é suficiente para produzir um dínamo. Isto leva ao entendimento de que a inexistência do dínamo se deve à falta de convecção no núcleo de Vênus. Na Terra, a convecção ocorre na camada externa de líquido do núcleo porque o fundo da camada de líquido é muito mais quente do que o topo.


Terra

A nossa amada Terra! É o terceiro Planeta na ordem de nosso Sistema Solar. O que difere o Planeta Terra de seus demais é a capacidade de ter vida, que nenhum outro Planeta de nosso sistema já foi comprovado possuir. A atmosfera da Terra é rica em Hidrogênio, Oxigênio, Dióxido de Carbono, Ozônio e outros gases, o principal gás que favorece a vida é o Oxigênio (O2), juntamente de fatores internos como Temperatura, Água líquida, fora gravitacional, cada fator juntos favoreceram a origem da vida na Terra.
Se voltarmos ao passado nossa Terra não foi este paraíso que hoje é, A Terra Primitiva era semelhante ao Planeta Vênus, possuía uma alta concentração de Dióxido de Carbono e Metano. A atmosfera não possuía oxigênio e as condições eram inaptas para o desenvolvimento da vida. Com altas atividades vulcânicas e uma atmosfera primitivas rica em Dióxido de Carbono, temperaturas relativamente altas e descargas elétricas possibilitaram o surgimento de partículas denominadas Aminoácidos que juntos formavam as Proteínas que em um constante agrupamento formaram um Oceano Primitivo orgânico, com isso favoreceu o começo da evolução, onde, surgiram os primeiros seres Heterótrofos que se alimentavam deste Oceano Orgânico. A partir deste momento a evolução começou a crescer mais e originaram os seres Autótrofos que produziam seu alimento e conseguiu produzir Oxigênio, aos poucos nossa atmosfera foi ficando rica em O2 e possibilitou a existência futura de seres aeróbios.
Moléculas de água começaram a se formar no estado gasoso que subiam no mais alto da atmosfera e se condensavam em gotículas d’ água, com o tempo fortes chuvas caíram na superfície e resfriaram-na. Favorecendo cada vez mais a evolução das espécies.
O Campo Magnético da Terra é gerado por Dínamo, consistindo em Ferro Liquido que estão em constante movimento no interior, nosso campo Magnético possui uma grande força que é capaz de desviar boa quantidade dos Ventos Solares, sendo desviados ao redor e lançados ao Espaço, uma porcentagem entra nos Pólos Terrestres, que refletindo a luz da noite geram o fenômeno conhecido como Aurora Boreal.

Marte

Marte é o quarto Planeta de nosso Sistema, é o ultimo dos Planetas Sólidos. Marte é conhecido como o Planeta Vermelho, nele está o maior vulcão do Sistema Solar, o chamado Monte Olímpio. Vários observadores já encontraram indícios de já existiu vida em Marte, porém por algum motivo ela sumiu ou deixou o Planeta.
Muitas curiosidades giram em Torno deste Planeta, pois muito acreditam que ele já foi igual à Terra em algum momento de seu passado, alguns mistérios também. Vamos ler dois muito famosos:
-
A Face de Marte: Foi fotografada em 25 de Julho de 1976, é uma das principais características da superfície de Marte é está equivocada formação rochosa. Várias interpretações são dadas para está imagem. Cientistas afirmam ser uma formação rochosa comum que ganhou este efeito de uma “Face Humana” com o ângulo que a foto foi tirada e de como a luz do Sol estava incidindo nesta parte do Planeta. Já explicações da população acreditam que é o rosto de algum monumento construindo por uma antiga civilização Marciana.

-
O Mistério de Hellas: Uma estranha área de marte que não possui absolutamente cratera nenhuma, Noachis está crivada de crateras em número normal; a seguir a Noachis situa-se Hellespontus, no interior de Hellas e não apresenta qualquer cratera. Sabendo-se que toda a superfície marciana foi fortemente bombardeada por meteoritos, a ausência de crateras nesta área resultaria de uma força niveladora, força essa que poderia estar relacionada com uma invulgar concentração de calor e umidade, condições propícias à evolução da vida.
Outro dado curioso caracteriza a região de Hellas, as mudanças de cor conforme as estações, escurecendo na Primavera e tornando-se de novo mais clara no Outono. Isto levou a que se sugerisse que, durante a Primavera, na região havia um surto periódico de vegetação.
Uma imagem tirada no ano 2000 procurava desvendar o antigo mistério. A imagem mostrava evidências de água submersa (que emerge a superfície), tempestades de areia e congelação que indicam uma mudança sazonal. Desconhece-se que materiais terão produzido o brilho uniforme no terreno de Hellas.

A atmosfera Marciana é rica em Dióxido de Carbono, onde indícios apontavam presença de Oxigênio na atmosfera. Marte apresenta chuvas carbônicas, neve de carbono, calotas polares secas. Já foram descobertos inúmeros sinais de água solida em Marte, até mesmo sinais de um grande Oceano Subterrâneo, pois inúmeros canais já foram encontrados e possibilidades de uma sociedade que lutou por água.


Júpiter

Júpiter é o quinto Planeta na ordem de nosso Sistema Solar, é o maior Planeta do Sistema e também é o maior Planeta Gigante. Júpiter é um Gigante Gasoso composto principalmente por Hidrogênio e Hélio, Júpiter pode acolher 1000 Planetas Terras e ainda sobrar espaço entre cada um, este planeta não possui Crosta, porém é estipulado que em algum ponto de profundidade se encontre gases em forma liquida que ficam em torno do núcleo de Júpiter.
Ventos violentos de 500 Km/H circulam a atmosfera do Planeta, assim a maior particularidade, além do tamanho, de Júpiter são as constantes tempestades que ocorrem. Já ouviu falar da Mancha de Júpiter? Aquela mancha é um enorme tornado que nunca se dissipará, neste tornado cabe a Terra! Ventos de aproximadamente 700 Km/H correm lá dentro e constantes descargas elétricas.
A gravidade de Júpiter é maior quase 25 vezes que à da Terra, Júpiter é tido como o “Escudo da Terra” em virtude de sua potente gravidade, sabe por quê? Quando determinados meteoros tendem a vim em rota de colisão com a Terra tendem a passar perto de Júpiter, onde, a gravidade do Planeta atrai o Meteoro e o desvia para muito longe da Terra. Sondas humanas coma a Voyager 1 e Voyager 2 pegaram carona na gravidade para aumentar relativamente a velocidade de viagem pelo nosso Sistema Solar.
A camada liquida que envolve o núcleo é uma forma energética de Hidrogênio Metálico, mais externamente possuindo Hidrogênio Molecular. Ainda muito não se sabe sobre como é o núcleo do Planeta, acreditam ser um Núcleo rochoso, só se tem afirmação de um Núcleo sólido em virtude de sua grande gravidade.

Saturno

Saturno é o sexto Planeta em ordem de nosso Sistema, sua grande fama são seus belos Anéis que o circundam. Assim como Júpiter, Saturno é um Gigante Gasoso e o segundo maior Planeta de nosso Sistema Solar. Composto principalmente de Hidrogênio, possui um pequeno Núcleo com partes de rocha e gelo.
Sua atmosfera possui ventos com incríveis 1.800 Km/H, superiores aos de Júpiter. As primeiras observações de Saturno foram feitas por Galileu Galilei, que descreveu que estranhas formas circulares circulavam o Planeta, mais tarde foi descoberto os seus Anéis. Seus anéis tiveram origem do choque de 2 de sua Luas, quando e algum momento da formação de Saturno, os Anéis tendem a crescer, pois a cada vez que um Meteoro entra em seu campo gravitacional é desintegrado pela alta rotação dos Anéis.

Saturno é um Esferóide Oblato, achatado nos pólos, este resultado se dá a sua alta rotação, na linha do Equador é notória uma saliência em virtude de sua rotação, em Planetas gasosos é comum este efeito, porém em Saturno é maior.

Urano

Urano é o sétimo Planeta de Nosso Sistema e terceiro maior Planeta Gasoso, Urano possui uma composição química semelhante a der Netuno onde ambos se diferem dos outros Gigantes Gasosos (Júpiter Saturno). Urano já recebeu a denominação de “Planeta de Gelo” por apresentar uma coloração azulada e ser um Planeta frio, com temperaturas de -224ºC, a principal constituição de Urano é Hidrogênio e Hélio, embora tenha esta denominação, Urano, é um Planeta Gasoso sem Crosta Terrestre, tem uma complexa camada de nuvens, acredita-se que água formam as camadas de nuvens mais interiores e Metano as mais exteriores.
Como os outros Planetas Gasosos, Urano tem um sistema de anéis, uma Magnetosfera e vários satélites naturais. Urano tem um eixo de rotação muito inclinado, onde seus pólos ficam exatamente na linha do Equador.
Sua atmosfera é composta principalmente por Hélio e Hidrogênio Molecular, como todo Planeta ele possui um Campo Magnético, porém como te os pólos inclinados, a magnetização parte da linha do equador em direção aos pólos gerando ao seu redor uma proteção contra os Ventos Solares.

Netuno

Netuno é o ultimo Planeta do Sistema Solar, e também é menor Planeta Gasoso. Muito a Urano, Netuno é azulado e também é chamada de “Planeta Azul”, não por água como a Terra, mas por possuir uma atmosfera que dá está coloração para ele.
Também constituído de Hidrogênio e Hélio, pertence juntamente à classificação de “Gigantes de Gelo” por possuir internamente presença de Rochas e Gelo. Assim como Júpiter, Netuno possui uma mancha, chamada de “A Grande Mancha Escura”, que igual a Júpiter é uma tempestade que não se dissipará e que possui ventos superiores a 2.100 KM/H.
Assim como em Urano, o Campo Magnético é inclina em cima do Equador. Pensavam que Netuno possuía este devido do Campo Magnético em virtude de sua rotação lateral (Netuno é o único Planeta que gira no sentido de um Relógio), porém estudos afirmam que não é este fator que influencia o Capo Magnético de Netuno, e sim a alta movimentação no dos gases em seu interior.


O Astro Sol


O Grande Astro Sol é uma das fontes que mantém a vida no Planeta Terra e é o que mantém todos os Planetas unidos e em movimento ao seu redor. O Sol é o maior Corpo Celeste de Nosso Sistema e está no centro de tudo.
O Sol queima como combustível o Hidrogênio que por constantes fusões em seu interior a cada duas moléculas de H2 é tido como resultado uma de Hélio que não é consumida pelo Astro rei e tende a se acumular em seu interior. Nosso Sol se formou a partir do encontro de Três nuvens gasosas, cada uma constituída de elementos diferentes, como Hidrogênio, Oxigênio e Nitrogênio, que ao longo do tempo foi originando uma pequena esfera brilhante que foi aumentando e se aquecendo aos poucos, até originar o poderoso Astro rei ou uma Estrela muito especial para a Vida Terrestre.
O Sol possui uma Cromosfera, fica abaixo da Fotosfera (Emite Luz), quase não é perceptível por ter uma baixa radiação e por estar inferior a Fotosfera, basicamente a Cromosfera é a Superfície Solar, onde constantes explosões solares acontecem e liberam os Ventos Solares para o Espaço
O Sol possui um capo Magnético muito potente e altamente ativo, que se alteram de ano para ano e invertem de sentido a cada 11 anos, ou seja, se em determinas épocas o Campo Magnético está em um sentido único, depois de um determinado Tempo ocorre uma alteração na posição que antes se encontrava. Sua alta rotação faz com que partes de seu Campo Magnético “entorte” em algumas partes e acaba deixando parte de massas Coronais, que são as explosões que ocorrem em sua superfície, serem liberadas no espaço. Não confundimos Ventos Solares com Massas Coronais, ventos solares são um numero pequeno de partículas que escapam da fotosfera e caminham no espaço, elas são destrutivas, porém não tão intensamente. Massas Coronais são espécies de explosões nucleares liberadas pelo sol no Espaço, que podem incinerar um Planeta completamente se o atingir. Felizmente nosso Magnético consegue desviar partes destas ejeções de Massa Coronal.
O Sol tem uma particularidade em sua superfície, as chamadas Manchas Solares que são áreas do Astro rei que são mais frias que as outras regiões. Este fato é dado pela forte força Magnéticas, que inibem a convecção e geram área com pouca transição de energia e deixam algumas partes da superfície mais frias.
O número de manchas solares visíveis no Sol não é constante, mas varia ao longo de um ciclo de 11 anos chamado de ciclo solar. No início do ciclo solar (no chamado período de atividade mínima), poucas manchas são visíveis, e por vezes nenhuma é vista. Estas que aparecem estão em altas latitudes solares. À medida que o ciclo solar continua, o número de manchas aumenta, e as manchas movem-se em direção ao equador solar, um fenômeno descrito pela lei de Spörer. Manchas solares geralmente ocorrem em pares, de polaridades opostas. As polaridades magnéticas dos pares alternam-se a cada ciclo solar (relativo à posição do par), tendo um pólo magnético norte em um ciclo e sul no próximo (e vice-versa na outra mancha)
O Clico Solar está ligado ao fator chamado Meteorologia do Espaço, onde épocas de atividades mínimas a emiçaõ de luz é reduzida e favorece temperaturas mais frias, enquanto épocas de atividades mais intensas a luz é emitida em maior quantidade e acaba deixando mais quentes o Planetas que orbitam o Sol.


Planetas Anões

Planetas Anões são como Planetas comuns, porém muito menores, se um Planeta for menor que nossa Lua, ele recebe o titulo de Planeta Anão. Plutão era até 2006 o Nono Planeta do Nosso Sistema, entretanto era menor que nossa Lua e acabou sendo rebaixado para tal nível.
Nosso Sistema Solar possuem, até então descobertos, 5 Planetas anões que são eles: Ceres, Plutão, Haumea, Makemake e Éris. Sendo que Plutão, Haumea, Makemake e Éris orbitam nosso Sistema Solar nos recônditos. Já Ceres se encontra no Cinturão de Asteróide, que se localiza entre Marte e Júpiter.


Cinturão de Asteróides

É uma área do Sistema Solar entre as orbitas de Marte e Júpiter, nele se encontram corpos secundários como Meteoros e Asteróides que circulam a orbita do sol.
A cintura de asteróides formou-se na nebulosa protossolar com o restante do Sistema Solar. Os fragmentos de materiais conteúdos na região do cinturão formaram um planeta, mas as perturbações gravitacionais de Júpiter, o planeta mais massivo, fizeram com que estes fragmentos colidissem entre si a grandes velocidades e não pudessem agrupar-se, tornando-se o resíduo rochoso atual. Uma conseqüência destas perturbações são as lacunas de Kirkwood; zonas nas quais não se encontram asteróides devido a ressonâncias orbitais com Júpiter, e as suas órbitas tornarem-se instáveis. Se algum asteróide passasse a ocupar esta zona seria expelido na maioria dos casos fora do Sistema Solar, embora ocasionalmente possa ser enviado para algum planeta interior, como a Terra, e colidir com ela. Desde a sua formação foi expulsa a maior parte do material.


Exoplanetas

Até 1990, muitos acreditavam que era somente nosso Sistema Solar que existia na Galáxia Via Láctea, ao longo do avanço da ciência o fato foi desmentido e ocorreram diversas descobertas de Estrelas que possuem Planetas circulando suas orbitas, em outras palavras, são Planetas que não circulam nosso Sol.
Exoplanetas são muito difíceis de ser encontrar, pois como orbitam uma Estrela acabam sendo ofuscados pelo brilho intenso proveniente do Astro. A técnica que mais é utilizada pelos pesquisadores é detectar uma falha na emição da Luz da Estrela, sendo assim podem determinar o tamanho do Planeta e o classificá-lo. Já foram encontrados diversos Planetas inóspitos para abrigar vida, pois são muito grandes ou não estão a uma distância razoável da Estrela que orbita.
A Busca por Planetas na “Fixa Habitável” é o que os cientistas buscam, pois podem chegar a uma resposta se esmos sozinhos ou não. (A Faixa Habitável consiste em uma distância perfeita do Planeta em relação a Estrela-mãe, sendo baseado como exemplo o Planeta Terra.)


Planetas Gasosos e Planetas Sólidos

-Planetas Sólidos: São Planeta que possuem como constituição Rocha e Minérios em estado Sólido, podem ser exemplos os Planetas de Nosso Sistema Solar: Mercúrio, Vênus, Terra e Marte.

-Planetas Gasosos: São Planetas que possuem como principal constituição gases como Hidrogênio (H2) e Hélio (He). São exemplo em nosso Sistema Solar: Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.





Estrelas

As estrelas são esferas de plasma brilhantes que são mantidas pela gravidade interna de seu núcleo, assim sendo uma grande fonte de Energia Térmica e de luz pelos Cosmos. A Estrela mais próxima de nós é o Sol, que é fundamental para a presença da vida e mantém nosso Planeta com condições certas, como a temperatura, água liquida e a quantidade de Energia Térmica.
Uma estrela brilha em virtude de constantes fusões de Hidrogênio que ocorrem em seu núcleo, e resultando disto liberam energeticamente Luz e Calor para o espaço. Praticamente todos o elementos que se formaram mais pesados que o Hélio se originaram do interior da Estrelas ou após uma explosão das mesmas em Supernovas, uma estrela pode ser classificada pelos cientistas, onde, podem ser definidos: Tamanho, Composição Química, Brilho e Idade, e sendo definido seu ciclo de vida e o quão perto ela está de morrer.
Estrelas se originam de grandes nuvens de gases, compostas principalmente por Hélio e elementos mais pesados. Quando morrem, tendem a virar pequenos corpos brilhantes e denominados Anãs Brancas ou quando as Estrelas são muito grandes elas podem explodir violentamente em Supernovas. Nosso Sol não possui Massa e Tamanho suficiente para virar uma Supernova, que ao explodirem, liberam uma Nuvem de Gás no Espaço compostas pelos seus elementos Inicias de formação. Existem casos de Estrelas serem muito grande e chegam ao ponto de implodir seu núcleo e se transforma em um Buraco Negro.
O Campo Magnético da Estrelas é gerado em áreas de circulação convectiva, onde seu Plasma é, nestas regiões, atuam como um Dínamo que geram Campos Magnéticos ao seu redor que se estende por toda sua vida, sua força varia de acordo com o Tamanho e Composição Química da Estrela, a Rotação também é um fator importante, pois estrelas mais jovens tendem a ter uma maior rotação e seu Campo Magnético tem uma força maior que uma Estrela mais Velha, pois Estrelas mais antigas tendem a rodar mais devagar e seu Campo Magnético vai perdendo as forças.
A Temperatura de uma Estrela é classificada de acordo com sua cor, as clores que indicam a Temperatura de uma estrela são: Vermelhas, Amarelas, Brancas, Azuis e Roxas. Estrelas que aparentam cores Amarelas e Vermelhas, variando neste espectro visível, são frias e possuem uma Temperatura em torno de 3.500 K. Gigantes Azuis, Brancas e Roxas são muito mais quentes, possuindo Temperatura em torno de 7.300 K. Ainda há um aspecto de cor pouco estudado das Estrelas, são as chamadas Estrelas Verdes que até então é desconhecida sua Temperatura.
A idade das estrelas é ligada muito ao seu tamanho, pois quanto maiores as Estrelas elas tendem a manter uma pressão maior em seu Núcleo, sendo assim consomem muito mais combustível e tendem a morrer mais “rápido”, pois Gigantes Estrelares vivem aproximadamente 8 Bilhões de Anos. Já Estrelas Menores e mais Frias, como nosso Sol, por serem pequenos não possuem uma pressão muito grande e consomem combustível de uma forma “normal”, aproximadamente Estrelas Pequenas podem viver 13 Bilhões de Anos. A Estrela mais Velha, já descoberta, tem 13,2 Bilhões de anos, a famosa HE 1523-0901.
Confira algumas Estrelas que Temos pela nossa Galáxia:


A Estrela com maior Massa e Densidade já descoberta, está no centro da Nebulosa


Uma das Maiores Estrelas já Descobertas, cerca de 100 vezes maior que nosso Sol


Estrela campeã de Brilho na Via Láctea


Maior Estrela já descoberta, cerca de 3 Bilhões de vezes maior que nosso Sol


Nascimento de Uma Estrela

Já se perguntaram como uma Estrela nasce? Não? Pois bem. Uma Estrela tem sua origem nas chamadas Nebulosas, que são enormes nuvens de gases que podem originar Dezenas de Milhares de Estrelas.
As Estrelas nascem em áreas da Nebulosa chamados “Pilares de Criação”, estas áreas são os berçários da Estrela, neles ela leva algum Tempo para irem crescendo e ganhando seu brilho. O processo de formação é constituído quando nuvens gasosas de Hidrogênio e Hélio são atraídas por um único ponto, este ponto é o núcleo da Estrela que atraí o restante da nuvem por gravidade, começam a ocorrer constantes fusões dos átomos que vão originando uma pequena esfera brilho e quente e a cada vez mais ela vai crescendo até consumir a quantidade de gás que a circunda. Elas não consomem a Nebulosa toda! E sim a quantidade que está ao seu redor perto dos Pilares de Criação.
Nosso Sol não nasceu de uma Nebulosa, porém ele se originou do encontro de 3 Nuvens gasosas, que ao longo do tempo deu origem ao nosso Sol. Os indícios que estas nuvens que formaram o Sol eram resquícios da explosão de uma Supernova.

É aqui que novas Estrelas nascem


Aglomerados Estrelares

Aglomerados Estrelares pode ser definido em dos tipos: Aglomerados Globulares ou Aglomerados Fechados; Aglomerados Abertos.

-Aglomerados Globulares: São grupos formados por dezenas de milhares de Estrelas que se originaram da mesma Nebulosa e tem a mesma idade. Estão ligadas fortemente pela Gravidade, elas são tão próximas que chagam a colidir entre si no centro do Aglomerado. O maior Aglomerado já descoberto da Via Láctea é o Ômega Centauro, que possui 10 Milhões de Estrelas que vieram da mesma Nebulosa e todas tem a mesma idade.

-Aglomerados Abertos: São Aglomerados formados por Estrelas mais Jovens e não se organizam na forma de um Globo, e sim de uma forma aberta, mas precisamente de uma forma Plano Galáctico. Messier 67 é um dos aglomerados abertos mais velhos conhecidos, e o mais velho do Catálogo Messier, com idade estimada em cerca de quatro bilhões de anos. Possui cerca de 200 anãs brancas e 100 estrelas como o Sol, além de várias gigantes vermelhas. O número total de estrelas é de pelo menos 500.


Vida e Morte Estrelar

Uma Estrela nasce, e ao longo de sua vida passa por estágios, são chamados Estágios Estrelares. À medida que ela vai vivendo e queimando combustível por fusão, onde a cada 2 átomos de Hidrogênio resulta 1 de Hélio. Quando o Hidrogênio se esgota a estrela incha, esfria, muda sua cor e se torna uma gigante ou supergigante. Reações secundárias transformam o Hélio em Oxigênio e Carbono e a Estrela tende a perder sua massa liberando nuvens gasosas para o Espaço. Assim ela continua a brilhar, mas em uma forma reduzida, queimando apenas Oxigênio e Carbono, são as chamadas Anãs Brancas. Dependendo do gás resultante elas podem virar uma Anã Vermelha ou Anã Marrom.


Nebulosas Planetárias

Nebulosas Planetárias parecem ser Nuvens que originam Planetas? Porém é aqui que nos enganamos! Uma Nebulosa Planetária é resultado de uma explosão de uma Supernova. Quando a supergigante explode tende a liberar sua camada externa, a Cromosfera, e deixando a aparecer seu pequeno Núcleo, que consegue atrai por gravidade as nuvens expelidas. Assim faz com que uma enorme nuvem de gás orbite um núcleo brilhante e pequeno, aos quais os primeiros observadores achavam que era um Planeta.
A mais conhecida em nossa Galáxia é a Nebulosa Planetária Olho de Gato que está localizada na constelação de Dragão. Recebeu este nome pela engraça forma que ela se organiza no Espaço. Vejam:





Vimos muito o desenvolver das Estrelas, como nascem, o que consomem, como se formam etc. Veremos agora quando elas morrem e as estruturas que elas viram após sua morte.

Estrelas de Nêutrons

O que se pode afirmar sobre estas estrelas é que possuem uma densidade muito alta, praticamente possuem 10.000.000.000.000,00 G/Cm³. Estrelas de Nêutrons são corpos que por muito pouco não viraram um Buraco negro, pois tem uma massa muito grande e está concentrada em certo tamanho. Em virtude de possuírem uma Gravidade muito grande, feixes de luzes que passam por elas são desviado e sendo difícil a identificação das mesmas.
Essa explosão ejeta as camadas mais externas da estrela, formando um remanescente de Supernova. Instantes antes da explosão, a região central da estrela se contrai com a gravidade, fazendo com que elétrons sejam empurrados para os núcleos dos átomos e se combinem com prótons formando nêutrons, sendo a razão do nome "estrela de nêutrons".


Pulsar

Pulsar ou Pulsares são semelhantes às estrelas de Nêutrons, porém menores e um pouco mais densos. Os Pulsares possuem um capo gravitacional cerca de 1 Bilhão de vezes maior que o do planeta Terra e se originam conforme a explosão de uma Supernova e à medida que ela vai perdendo energia sua matéria começa a migrar para seu centro e ficando mais densa. Quanto maior a Estrela, será maior a quantidade de massa que ela irá rotacionar e comprimir e seu núcleo.
Os Pulsares emitem ondas de rádio no espaço, que já foram detectadas pelos Humanos e interpretadas como sinais de civilizações inteligentes. Conforme ela gira rapidamente, vai emitindo feixes magnéticos em todas as direções, que quando incididos na Terra, podem ser escutados por Radiotelescópios. Um Pulsar emite luz, porém é em um espectro não visível e não pode ser detectado a olho nu, somente pode escutar o barulho que eles fazem, podem ser vistos por fotos infravermelhas do Hubble.


Buracos Negros

Os Buracos Negros estão entre os fins que as Estrelas sofrem quando elas são muito grandes. O termo Buraco Negro é mal interpretado, pois a Estrela não vira um “Buraco” ela apenas implode seu núcleo e diminui seu volume significativamente até ao ponto de uma bolinha de gude, sendo assim ela possui um tamanho minúsculo, porém uma força de gravidade 10 Bilhões de vezes mais forte que do Planeta Terra. Nada pode atravessar este corpo, nem chega perto, pois a gravidade desintegra átomo por átomo do objeto que chegar perto. Nem a luz, com seus incríveis 300.000 Km/s consegue escapar de sua Gravidade.
Os Buracos Negros surgem quando uma estrela Supergigante vira uma Supernova, assim aumenta seu volume e fica com cor avermelhada. Com constante aumento chega a um ponto que uma grande explosão acontece e sendo liberados gases pelo espaço, porém o Núcleo Estrelar sofre com a força da explosão e contrai tudo que está ao seu redor eu um único ponto, sem brilho, e sem combustível, apenas restando um corpo negro sem vida e com uma gravidade muito grande.



Supernovas

Estrelas que explodem em Supernovas devem ter, aproximadamente, 10 vezes a massa de nosso Sol. Consiste quando a Estrela Supergigante chega ao fim de seu ciclo de vida e começa a queimar Hélio, conforme queima o Gás Hélio, a Estrela, aumenta de tamanho e fica mais fria. Por ser grande e ter um volume grande também, ela chega a um limite de expansão e rompe sua cromosfera, com isso, todo seu material energético interno é liberado pelo Espaço, 90% é liberado onde resta apenas 10% do Núcleo que continua brilhando, pois se forma a partir da migração de alguns átomos da Cromosfera para o Núcleo.


Anãs: Branca, Marrom e Vermelha

-Anã Branca: É resultante muitas vezes quando uma Supernova explode. Quando todo o seu material é expelido, fica brilhando no centro uma esfera branca, queimando como resultado da explosão Oxigênio e Carbono. Não confundam! Nem todos Estrela vira um Supernova! Mas Supernovas tendem a virar uma Anã Branca.
Nosso Sol, quando chegar ao final de seu ciclo, inchará em virtude do gás Hélio. Até chegar ao ponto de ter consumido todo o Hélio e implodir seu núcleo em um único ponto. Assim ficará brilhando durante bilhões e bilhões de anos como uma Anã Branca. Porém, como uma Anã Branca tem a capacidade gravitacional de atrair Estrelas e Nuvens Gasosas que passarem por ela, existe uma possibilidade de o Sol renascer se ele capturar uma nuvem de Gás Hidrogênio.

-Anã Marrom: Anã Marrom é quando uma estrela não se forma. Algo em seu núcleo não sai perfeitamente e ele não queima e brilha como uma Estrela comum. Geralmente elas se formam em Nebulosas onde a região não possui uma quantidade exata de Hélio e Hidrogênio.
Sendo assim, não possuem massa suficiente para iniciar a queima por fusão do Hidrogênio. Elas são Grandes, chegando a serem maior que a Terra, citando exemplo tem o Planeta Júpiter que era para ter sido uma Estrela como o Sol!! Sim! O que faltou para ele entrar em ignição foi uma quantidade necessária de gás Hidrogênio. Ele é um Planeta Gasoso por estar em um Sistema Solar, porém é comparado há uma Anã Marrom.

-Anã Vermelha: São Estrelas menores que o Sol, porém com massa e brilho inferior. Elas queimam Hidrogênio, porem em virtude de seu volume e massa, não são considerados Estrelas.





Asteróides, Cometas, Meteoros e Meteoritos.

-Asteróides são Corpos Celestes que viajam pelo Espaço sem caminho definido, navegam aleatoriamente sem destino e nem começo. Podem sofrer desvios em virtude de Gravidade de Planetas e Estrelas.
Existe também nosso Cinturão de Asteróides, que é um caso particular, pois circundam a orbita do Sol. Ainda é um Mistério de como eles se formaram, pesquisas dizem que foi resultado de uma aproximidade de um Planeta Rochoso com Júpiter, que como possui a Gravidade muito alta, desintegrou este Planeta em vários pedaços menores.

Asteróide Eros


-Cometas: São Corpos Celestes que possuem uma Trajetória definida, eles circundam determinada área de um Sistema. São constituídos principalmente de Rocha e Gelo e quando se aproximam de uma Estrela recebem luz e calor e formam uma pequena atmosfera de água que recebe a denominação de Cauda.
Temos como Exemplo o Cometa Halley que circunda Nosso Sistema Solar e pode ser visto na Terra de 80 em 80 anos. Ele é composto de Gelo e Rocha e tem a cor azulada. Seu afélio, ponto mais distante do sol, ele passa depois da orbita de Netuno; Seu periélio, ponto mais próximo do Sol, ele passa perto da Terra e é quando ganha sua belíssima cauda e pode ser admirado da Terra.
O Mais Famoso


-Meteoro/Meteoritos: Meteoro é quando o Corpo está na atmosfera Terrestre e ele sofre atrito com a atmosfera, assim ele se esfarela em milhares de pedaços, que recebem o nome de Estrelas Cadentes. Não são estrelas, e sim um Meteoro que tentou atingir a Crosta Terrestre.
Meteorito é quando um destes pedaços atinge a Terra, é muito raro que um destes pedaços consiga chegar a Crosta Terrestre, mas não é impossível.



No Espaço são muitas Galáxias, não é mesmo? Selecionei apenas 2, muito conhecidas, e irei apresentar um pouco de cada uma. São elas: Via Láctea e Andrômeda.


Via Láctea

A Via Láctea é a Galáxia onde moramos, é uma Galáxia de classificação Espiralada, onde todos os seus braços giram em torno de um Buraco Negro em seu centro. Tem aproximadamente 14 Bilhões de Anos e acreditam que ela se formou desde a origem do Universo.
A nossa Galáxia possui um Núcleo, sendo envolvidos por estrelas, poeira cósmica e um Buraco Negro, até então era suspeita se realmente existia um Buraco Negro no centro, pois ele atrai toda a Luz e radiação infravermelha que vai a sua direção, sendo assim difícil sua percepção. Porém foi descoberto pela a utilização de radiofreqüência.
A Via Láctea possui diversos Braços Espiralados e com cores que variam, já foram descobertos braços com as core: Ciano, Violeta, Rosa, Verde e Laranja. Cada braço possui um nome são eles:
-Ciano: 3kpc e Perseus
-Violeta: Norma (Junto com a sua extensão externa recentemente descoberta)
-Rosa: Carina-Sagittarius
-Verde: Scutum-Crux
Laranja: Órion (que contém o Sistema Solar e o Sol)

Nossa Galáxia se torna difícil de ser estudada, pois além de estarmos internamente nela, ocorre aparição de nuvens gasosas que absorvem a luz visível e impossibilita a captação de imagens, mas profundamente. Porém existe uma foto panorâmica da Via Láctea em 360 vista de nosso Sistema Solar. Querem ver?


Andrômeda

A Andrômeda, junto da Via Láctea, fazem parte de um Grupo Local nesta área do nosso Espaço, a Via Láctea é a mais maciça e a Andrômeda a maior, ainda restando 30 outras Galáxia menores. Andrômeda até então era considerada uma Nuvem Gasosa, pois quando visualizado em céu limpo da Terra é visto uma mancha no céu noturno. Durante anos era considerada uma nuvem gasosa.
Andrômeda é muito semelhante à Via Láctea, somente em tamanho que ela é maior, mas ela é espiralada, possuiu o mesmo formato, e ainda podem ter sido originadas na mesma época. Andrômeda é a Galáxia mais estudada, pois é “próxima” da nossa Via Láctea, possibilita o estudo das características de uma galáxia que também são encontradas na Via Láctea, como a estrutura espiral, aglomerados abertos e globulares, matéria interestelar, nebulosas planetárias, remanescentes de Supernovas, núcleo galáctico, galáxias satélite, entre outros, mas que não podem ser estudadas, mas profundamente, devido à grande presença de poeira interestelar em nossa Galáxia.
Andrômeda possui um Aglomerado Globular mais brilhante de todo o Grupo Local, ele tem a magnitude de brilho cerca de 13,7 vezes mais brilhante que o Ômega Centauro, aglomerado mais brilhante da Via Láctea.
Indícios apontam um núcleo duplo em Andrômeda, pois fotos infravermelhas apontam duas esferas achatadas em seu centro. Acredita-se que Andrômeda já se chocou com outra Galáxia menor e a absorveu.
Estudiosos e cientistas conseguiram prever, através de uma série de cálculos, que a nossa Via Láctea e Andrômeda estão se aproximando e colidirão. Teoricamente, o encontro aconteceria em cerca de 4 bilhões de anos, que é o período aproximado do fim do nosso Sol, nesta época, talvez, a vida na Terra nem exista mais da forma como a conhecemos.
Embora exista a possibilidade, os danos que tal colisão causaria são mínimos, e isso se deve ao fato dos espaços entre os astros serem muito grandes, reduzindo drasticamente a chance de colisões, o que também explica o fato de o sistema solar raramente entrar em contato com algum outro corpo celeste ao passar pelas nuvens mais densas da Via Láctea.


Considerações Finais

Nosso espaço Sideral é muito belo, rico em cores, bonito e ao mesmo tempo misterioso. Muitas perguntas ainda continuam a surgir sobre o Espaço, e quase poucas conseguem serem respondidas.
Espero que tenham gostado do tópico, fiz especialmente para nós que amamos Astronomia e nos deslumbramos com Os Cosmos Infinitos. Agradeço a todos que leram, obrigado!!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Monagma em Ter 03 Jul 2012, 19:29

As Ninfa pira. Serra

Desculpa, cara, mas tive que postar isso...

Enfim, bom tópico! :clap:



Monagma
Rei da Terra
Rei da Terra

Karma Karma : 286
Posts Posts : 4274

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por UchihaZoro em Ter 03 Jul 2012, 19:50

Finalmente acabei de lê-lo!

Apesar de não ser muito fã de tal assunto, tenho de reconhecer um bom tópico! Muito bem explicado, e também conseguiste montar uma boa base do design dele!

Espero que as discussões sobre os mesmos se concentrem neste tópico! tongue

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Convidado em Ter 03 Jul 2012, 19:55

Obrigado Isaac e Sensei Smile

A imagem da foto da "Face de Marte", o que vocês tem a dizer?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por victorhwmn em Ter 03 Jul 2012, 20:01

^^lol finalmente saiu o topico!!!!

...to com preguiça de ler tudo...mas vou ler...um dia...bem parece ser legal ^^

victorhwmn
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 54
Posts Posts : 1783

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/profile.php?id=100000787389071

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por UchihaZoro em Ter 03 Jul 2012, 20:04

Coincidência meu caro ICO.

Uma coisa que aconteceu por um acaso digamos assim, não creio que tenha sido obras de "Marcianos".

UchihaZoro
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 383
Posts Posts : 4616

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Monagma em Ter 03 Jul 2012, 20:07

Ah, essa é velha, cara. E realmente é uma coincidência.

Humanos têm tendência a identificar rostos em tudo o que vêem...
É uma característica do nosso cérebro. tongue



Monagma
Rei da Terra
Rei da Terra

Karma Karma : 286
Posts Posts : 4274

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Convidado em Ter 03 Jul 2012, 20:11

UchihaZoro escreveu:Coincidência meu caro ICO.

Uma coisa que aconteceu por um acaso digamos assim, não creio que tenha sido obras de "Marcianos".

Exatamente!

Acredito que foi as condições de incidência da luz do sol, posição em que a sonda estava quando foi batida a foto.

Isaac eu sei disto, porém muitos creem que Marte um dia já foi igual a Terra, mas, por algum motivo desconhecido ela pode ter perdido a vida ou a vida deixou o Planeta.

Eu acredito que é concidência, porém está área de Hellas aí, bem...


Última edição por ICO em Ter 03 Jul 2012, 20:14, editado 1 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Felico em Ter 03 Jul 2012, 20:12

LOOOOOOOOOOOOOL
ICO, sério que tu escreveu tudo isso sozinho?
memso que não tenha sido, ta de parabéns mano Palmas
---
aquela face de marte é realmente uma coisa muito tensa Oo, mas como eu vi em uma Mundo estranho, coisas semelhantes acontecem em vários lugares, como rostos de santos aparecendo em doces, ou palavras surgindo em animais, etc.
anyway, eu realmente imagino que já tenha existido vida em marte, acho que o que extinguiu de vez o que tinha lá foi algum mega meteoro.
mas acho que a vida era algo MUITO simples.
---
uma das coisas que eu mais gostava quando menor era o espaço sideral, mas agora eu meio que fui esquecendo as coisas, mas no que der pra participar aqui eu participo xD
---
só estou esperando a ninfa ver isso Rolling Eyes

Felico
Veterano Nv.25
Veterano Nv.25

Karma Karma : 36
Posts Posts : 1011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Hekonzord em Ter 03 Jul 2012, 21:07

Nossa! Muito bom texto! Não li tudo ainda mas depois vou ler, mas pelo que eu li até agora está muito bem escrito. Astronomia é tão fantástico, aliás o Universo é fantástico. Quando eu ler tudo vou fazer um comentário mais melhor de bom. lol!

Hekonzord
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 495
Posts Posts : 3502

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Pok' em Ter 03 Jul 2012, 21:47

O tão esperado tópico foi postado cheers -qq

Parabéns ICO, não sei se seria capaz de escrever tudo isso sozinho =D

Pok'
Membro Nv.30
Membro Nv.30

Karma Karma : 2
Posts Posts : 325

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Convidado em Ter 03 Jul 2012, 23:06

Claro que escrevi tudo, pórem tive uma ajudinha de alguns livros meus tongue; Meus livros entraram muito na base de dados.

Fico feliz que tenham gostado ^^.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Fabbrini20 em Qui 05 Jul 2012, 02:32

O que mais me fascina, falando do Universo, são os Buracos Negros. Hoje vi um documentário no Discovery Science sobre eles. Sabiam que, no centro da GRANDE maioria das Galáxias, inclusive a nossa, há a existência de um "super" Buraco Negro?

Enfim, excelente tópico ICO, muito informativo e curioso. xD

Fabbrini20
Veterano Nv.4
Veterano Nv.4

Karma Karma : 64
Posts Posts : 479

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por RattleheadCHAOS em Qui 05 Jul 2012, 02:53

ICO... eu juro que vou ler seu tópico quando acordar logo de manhã! HUAEUAUEAAUEUAEU

RattleheadCHAOS
Veterano Nv.9
Veterano Nv.9

Karma Karma : 88
Posts Posts : 612

Ver perfil do usuário https://twitter.com/#!/BastosGabriel_ http://www.facebook.com/RyuuseigunChaos?ref=tn_tnmn

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Warrior em Dom 08 Jul 2012, 00:32

Excelente tópico! :]

Estou lendo aos poucos, contudo a qualidade do texto segue incrivelmente boa. Astronomia é um tema que eu gosto bastante, porém, é muita informação e segredos que eu acabo me confundindo (lol), mas é exatamente seus segredos que deixa o tema bastante fascinante. Smile
----
Uma matéria bem interessante que eu havia visto no Discovery, foi sobre a possibilidade de criar colônias de escavação na Lua. A NASA estuda bastante sobre o ambiente e promove promoções nos Estados Unidos para a criação de robôs aptos ao solo do satélite.

Também mostrou as dificuldades, contantes "ataques" de meteoros e a impossibilidade do organismo humano de sobreviver na Lua (um rasgãozinho na roupa, poderia ferver os vasos sanguíneos e matar um indivíduo em questão de segundos). Shocked
---
Excelente iniciativa, karmei legal, e continuarei lendo este tópico com o tema fascinante sobre o nosso Universo. ;]

Warrior
Veterano Nv.35
Veterano Nv.35

Karma Karma : 134
Posts Posts : 1485

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Convidado em Dom 08 Jul 2012, 01:17

Eu ainda na vi este sobre a Lua, tentarei ver se foi gravado ^^.

Um dos mais interessantes que eu já vi, foi uma abordagem sobre Marte, onde, eles buscaram teorias que expliquem por quê Marte perdeu sua vida, ou a vida deixou o Planeta para trás.

Marte já foi considerada igual a Terra, pois é apontado restígios de água, gelo e até de vegetação. Porém algo rompeu este equilibrio e Marte se tornou um Planeta Morto.

As razões mais convicentes é que, talvez, uma eventual guerra fez com que habitantes abandonassem o Planeta e deixando um rastro de destruição.

Eu não sei se estão no caminho certo as teorias, mas, acredito eu que Marte jâ foi habitada.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Warrior em Dom 08 Jul 2012, 01:53

Creio que também Marte foi habitada, acho as teorias bastante plausíveis. Entretanto, não consigo engolir a ideia de que estamos sós no Universo, acho que as civilizações extraterrestres, ou são super-avançadas e nós não conseguimos contatá-las ou o inverso...
---
Sobre o documentário, ele faz parte da série Sci-Trek, infelizmente não me lembro do nome em português. :[ Mas você deve achá-lo durante a programação do Discovery Channel (se pelo menos eu lembrar do nome, postarei aqui).

Warrior
Veterano Nv.35
Veterano Nv.35

Karma Karma : 134
Posts Posts : 1485

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por CabraltZ em Dom 08 Jul 2012, 01:58

só eu e o ICO acredita que Marte ja teve "habitantes"? eu acredito por que não sei a face, as teorias, e o universo é gigante, porém nao posso dizer que é infinito mas concordamos, o bixinho é grande Razz
eu acredito por causa de varias teorias e varias coisas que acontecem, e como eu ja disse o universo é imenso e acho que não pode ser possivel sermos os unicos seres existentes. Porém a pergunta, se ja existiu vida em Marte, para onde foram? e o por que?
e eu acredito que em menos de 100anos a terra vai virar um "marte" da vida '-' por que do modo que esta no topico "nossa amada Terra" eu não concordo que todos amam a terra por que é nosso lar, e do mesmo modo todos parece que querem destrui-lo por dinheiro ou economia. Se houver uma terceira guerra, usaram bombas atomicas e acabaria com a Terra e imagina a Terra morta, muitas pessoas tentando ir para outros planetas, poucas naves, foguetes etc e cada pais tentando conquistar alianças para viverem no msm planeta ou outros brigando por planetas.
Essa é minha opiniao, algo para comentar? comentem =D estarei acompanhando o topico agora Smile

CabraltZ
Veterano Nv.16
Veterano Nv.16

Karma Karma : 21
Posts Posts : 788

Ver perfil do usuário https://twitter.com/#!/_Moises_Junior http://www.facebook.com/moises.junior.54

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Convidado em Dom 08 Jul 2012, 02:06

@Warrior, eu também não acredito nisso. Além do mais é possivel achar vida, nem que seja vegetal ou bacteriana, mas é só continuar pesquisando.

Vida inteligente eu também acredito que tenha, porém ou já contactamos estes seres ou eles tentam nos contactar.

@Cabralt, não é questão do que estão fazendo com a Terra, eu sei que ela está sendo destruida, poluida e etc. coloquei assim de uma forma carinho, pois e onde vivemos e sem ela aonde viveriamos? Muitos não a veem como "Amada" mas, ela é por muitos.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por CabraltZ em Dom 08 Jul 2012, 02:09

Não ico eu entendi o que quis dizer, porém só dei minha opinião por que é verdade, a minoria ou menoria nao sei =Xvoltando a menoria
ou minuria nao sei =X parei... a minoria que gosta do planeta e a maioria não percebe e só pensam em si proprios, como diz no topic de amor Razz não existe mais amor de verdade nesse mundo, espero que em algum outro planeta tenha :3 kk

CabraltZ
Veterano Nv.16
Veterano Nv.16

Karma Karma : 21
Posts Posts : 788

Ver perfil do usuário https://twitter.com/#!/_Moises_Junior http://www.facebook.com/moises.junior.54

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Super Pêiper Bros. em Qua 11 Jul 2012, 20:16

Só fui ver o tópico agora , mas sério , parabéns . Palmas

Ótimo tópico cara , merece todos os karmas do mundo . Estou lendo aos poucos , mas continua sendo muito bom . Palmas

-------

Vi no O Universo , que estão mandando uma sonda pra investigar o Sol . Ele tá com um bocado de coisas e tudo mais , agora imagina nessa estrela 3 bilhões de vezes maior que o Sol ? Tudin tava ferrado :haha:

Ah , e ICO , JRCabralt e Warrior , não se sintam sozinhos , eu também acredito que já teve vida em Marte õ/

E sobre a Terra virar Marte , pra mim , não é algo muito possível , ao menos em 100 anos . As coisas no Universo demoram muito pra ocorrer , por exemplo , só a fusão de 2 galáxias dura bilhões de anos =X . Pra mim ia demorar muito .

Vi também uma vez no O Universo que o Sol irá crescer , crescer e crescer . E vai engolir a Terra , mas eu imagino , será que tem como escarpamos ? Eu acho que não , nós nunca teremos tecnologia para isso , ao menos eu acho Embarassed .

------

Voltando ao fórum . Smile

Super Pêiper Bros.
Veterano Nv.13
Veterano Nv.13

Karma Karma : 13
Posts Posts : 713

Ver perfil do usuário https://plus.google.com/u/0/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Ninfa.Peach em Qui 12 Jul 2012, 11:51

Monagma escreveu:As Ninfa pira. Serra

Desculpa, cara, mas tive que postar isso...

Enfim, bom tópico! :clap:

Sério

Ninfa.Peach
Veterano Nv.22
Veterano Nv.22

Karma Karma : 27
Posts Posts : 938

Ver perfil do usuário https://twitter.com/lia_mical https://www.facebook.com/adilia.mical

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Fabbrini20 em Qui 12 Jul 2012, 16:15

Paper, nós teremos tecnologia sim. Se a humanidade sobreviver, no processo evolutivo (tecnologicamente falando) que estamos, é capaz que já tenhamos escapado para muito longe. É óbvio que até 2200, acredito eu, que a humanidade acabará. Mas, enfim...

Fabbrini20
Veterano Nv.4
Veterano Nv.4

Karma Karma : 64
Posts Posts : 479

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Super Pêiper Bros. em Qui 12 Jul 2012, 16:39

Fabbrini20 escreveu:Paper, nós teremos tecnologia sim. Se a humanidade sobreviver, no processo evolutivo (tecnologicamente falando) que estamos, é capaz que já tenhamos escapado para muito longe. É óbvio que até 2200, acredito eu, que a humanidade acabará. Mas, enfim...
Quando quis dizer "escapar", quis dizer escapar "com o Planeta Terra" Razz . Pra mim impossível, só se o ser humano ir pra outro planeta (que ficam geralmente longe daqui, os "normais", imagina os com vida ? .-. ), que além de eles ficarem longe, se o ser-humano ir na velocidade da luz, se ferra Laughing o ser humano conseguirá escapar ? quem irá trazer essa tecnologia pra cá? venha saber sexta-feira , no globo repórter tamtamrampamtam -q . Acredito eu, que é impossível desenvolver uma tecnologia avançada o suficiente pra mudar a órbita de um planeta .
Pra mim, a única forma é essa tal tecnologia que eu falei ser impossível, se tornar possível, e assim mudar a órbita do planeta o suficiente pra ir pra zona habitável . Embarassed

Super Pêiper Bros.
Veterano Nv.13
Veterano Nv.13

Karma Karma : 13
Posts Posts : 713

Ver perfil do usuário https://plus.google.com/u/0/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Fabbrini20 em Qui 12 Jul 2012, 17:35

Cara... Já planejaram colônias de habitação na Lua e em Marte. Por que não numa lua de Júpiter, por exemplo? Ainda mais que nossa tecnologia será inimaginável.

Fabbrini20
Veterano Nv.4
Veterano Nv.4

Karma Karma : 64
Posts Posts : 479

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão Espaço.

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 12:04


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum