PlayStation Blast
Ei, você aí. Nosso fórum contém uma gama diversificada e grande de discussões que você poderia fazer parte! Além dos membros serem educados e atenciosos. Então por que não se cadastra aí? Venha discutir conosco e fazer amizades aqui, no Fórum PlayStation Blast!

[ANÁLISE] Limbo: Jogo da PSN

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[ANÁLISE] Limbo: Jogo da PSN

Mensagem por Convidado em Ter 08 Jan 2013, 11:59

Nessa semana eu baixei Limbo na Psn Européia. Nunca havia jogado nem sabia do que se tratava.
Bem, quando comecei a jogar, logo de inicio achei que tinha algo sombrio, estranho e muitas coisas sublimes. Mesmo assim, continue o jogo para ver o que aconteceria.
No jogo você joga com um rapazinho que executa apenas dois movimentos: pular e puxar algumas coisas (como alavancas, caixas). O seu salto é bem limitado, fazendo com que fique difícil algumas partes, como pular buracos ou serras-elétricas.
Seu primeiro desafio é uma enorme aranha que não perdoa qualquer vacilo que você cometa, ela te mata mesmo. Demorou um pouco para eu entender o que realmente precisava ser feito, mas consegui. Alias, eu zerei esse jogo em 1 dias mesmo.
O que eu achei do jogo?
Para mim, a experiencia de jogar Limbo deixará sua marca no quesito "inferno". Isso mesmo, salvo engano o Limbo é o inferno. E isso foi confirmado quando eu encontrava outras crianças querendo me matar e o efeito de pouca luminosidade. Sabe o que é mais interessante? É que quando o jogo começou o menino é todo preto exceto seu olhos brancos, mas, eu achava que era por causa do pouca luminosidade, porém, isso foi retirado do meu entendimento, quando passamos por de baixo de uma lampada e você ainda continua preto.
Não vou falar sobre o final, pois não teria graças, só sei que ainda me deixou sem entender muito o que o autor quis passar com tudo.
Se vale a pena?
Para mim valeu, não apenas pelo fato de ter sido gratuito (30 dias free na Europa) e pelos trofeus, mas pelos quebra-cabeça. Locais onde você precisava pensar e analisar todo o ambiente para passar.
Achei apenas um pouco curto, mas foi bom.



MATÉRIA PELA WIKIPÉDIA DENTRO DO SPOILER:

Spoiler:
Limbo (estilizado como LIMBO) é um jogo eletrônico de quebra-cabeça em plataforma e o título de estreia da desenvolvedora dinamarquesa indepentente de jogos Playdead. O jogo foi lançado em julho de 2010 como um título exclusivo de plataforma para o Xbox Live Arcade, e foi, mais tarde, relançado como uma peça de um pacote de jogos de varejo junto com Trials HD e 'Splosion Man em abril de 2011. As portas do jogo à PlayStation Network e Microsoft Windows via Steam foram criadas pela Playdead, lançadas depois que o período de exclusividade anual para o Xbox 360 foi concluído. Limbo é um sidescroller 2D, incorporando um sistema de física que administra os objetos ambientais e o personagem do jogador. O jogador guia um menino anônimo através de ambientes e armadilhas perigosas conforme o menino procura por sua irmã. O desenvolvedor construiu os quebra-cabeças do jogo esperando que o jogador falhe antes de encontrar a solução correta. A Playdead chamou o estilo de jogar de "experiência e morte", e usou visualmente imagens pavorosas para as mortes do menino para guiar o jogador nas soluções difícies de resolver.
O jogo é apresentado principalmente em tons de preto e branco monocromáticos, usando iluminação, efeitos de grãos de filmes e sons de ambiente mínimos para criar uma atmosfera misteriosa frequentemente associada com o gênero de horror. Jornalistas elogiaram a apresentação sombria, descrevendo o trabalho comparável ao film noir e ao expressionismo alemão. Com base em sua estética, críticos classificaram Limbo como um exemplo de "video game como arte".
Limbo recebeu análises positivas, mas sua história mínima polarizou críticas; alguns críticos encontraram o trabalho em aberto com significados mais profundos que se ligam bem com as mecânicas do jogo, enquanto outros acreditaram que a falta de enredo significativo e o fim abrupto depreciou o jogo. Um ponto comum das análises dos críticos foi que o alto custo do jogo relativo a sua curta duração pode deter jogadores da aquisição do título, mas alguns críticos proporam que Limbo teve a duração ideal. O título foi o terceiro jogo mais vendido no serviço Xbox Live Arcade em 2010, gerando uma receita ao redor de $7,5 milhões. O título venceu vários prêmios de grupos da indústria após seu lançamento, e foi nomeado como um dos principais jogos de 2010 por várias publicações.

Enredo

O personagem principal em Limbo é um menino anônimo que desperta no meio de uma floresta na "beira do inferno" (o título do jogo foi tirado do latim limbus, que significa "beira").[1] O menino procura sua irmã desaparecida, e encontra apenas alguns personagens humanos que atacam e fogem dele.[2][3][4] Uma vez na jornada, o menino captura um vislumbre de uma personagem feminina, mas ela desaparece antes que ele possa alcançá-la.[5] Eventualmente, a floresta cede a um cenário de uma cidade em desmoronamento.[4] Na conclusão do quebra-cabeça final, o menino é jogado em um painel de vidro e termina na floresta novamente. O menino continua percorrendo até encontrar uma menina. Quando ele se aproxima, ela se levanta, assustada; o jogo repentinamente termina neste ponto.[6][7]

Jogabilidade

O jogador controla o menino durante o jogo todo. Como é típico da maioria dos jogos de plataforma bidimensionais, o jogador pode fazer o menino correr para a esquerda ou direita na tela, pular, escalar curtas saliências ou subir e descer escadas e cordas, e empurrar ou puxar objetos. O jogo é exibido através de gráficos escuros, em tons de cinza e com sons de ambiente minimalista, criando um cenário misterioso e assombrado.[8][9] Os visuais escuros também escondem numerosas armadilhas ambientais e físicas, tais como armadilhas para ursos no chão da floresta ou monstros nas sombras que tentarão matar o menino. Estes monstros incluem uma aranha gigante e vermes que cavam o cérebro do menino e o forçam a percorrer em uma direção até que o verme seja morto.[10]
A segunda metade do jogo apresenta quebra-cabeças e armadilhas envolvendo aspectos mais técnicos, tal como maquinaria, eletromagnetismo e gravidade. Muitas destas armadilhas não são perceptíveis até que sejam acionadas, frequentemente matando o menino. Caso isto aconteça, o jogador reinicia o jogo no último checkpoint; não há limite em quantas vezes isso pode acontecer. Contudo, o jogador pode frequentemente evitar estas armadilhas e, então, usá-las mais tarde, tal como usar uma armadilha de urso para prender numa carcaça de animal no fim de uma corda e puxando-a firme, permitindo que o menino suba em um saliência que se encontrava fora de alcance. Por causa destas armadilhas que não são conhecidas até que o jogador ative-as, os desenvolvedores chamaram o jogo de um jogo de "experiência e morte", que os jogadores irão provavelmente enfrentar várias mortes antes que solucionem cada quebra-cabeça e completem o jogo.[11] Muitas mortes são animadas com imagens de desmembramento ou decapitação do menino, mas um filtro opcional de sangue coagulado escurece a tela, ao invés de mostrar estas mortes.[12][13] Façanhas no jogo (objetivos opcionais dentro no jogo) incluem encontrar ovos ocultos de insetos e completar o jogo com cinco ou menos morte

Fonte: Wikipedia
http://pt.wikipedia.org/wiki/Limbo_(jogo_eletr%C3%B4nico)



Minha opinião sobre a nota:
Gráfico: 9 (apesar de ser tudo preto e branco, mas souberam aproveitar bastante esse fato a favor)
Jogabilidade: 9 (bem simples e te deixa pensar bastante para resolver os puzzle)
História: 7,5
Diversão: 9,5
Audio: 9



Última edição por Robwood em Qui 10 Jan 2013, 16:45, editado 1 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ANÁLISE] Limbo: Jogo da PSN

Mensagem por Josué Onilink em Qui 10 Jan 2013, 15:55

Bom jogo, terminei ele para pc em algumas horinhas gostei até, pena ser muito curto, mas é isso o jogo esta em aberto para que diferentes pessoas chegassem a diferentes conclusões, as informações “oficiais” a respeito da história são mínimas. A primeira é o nome do jogo, que pode trazer inúmeros detalhes interessantes para interpretação da história. A teoria do limbo é típica da Igreja Católica e foi aperfeiçoada por São Tomás de Aquino, buscando resolver um problema teológico das crianças que morriam sem ter sido batizadas, e que para a teoria no momento vigente, eram encaminhadas ao inferno. O limbo seria então o lugar onde iriam as almas inocentes (entre outras as crianças, e por isso chamado de limbo infantil), sem sofrerem nenhum tipo de pena, mas também sem se encontrarem com Deus.

Josué Onilink
Membro Nv.8
Membro Nv.8

Karma Karma : 8
Posts Posts : 104

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ANÁLISE] Limbo: Jogo da PSN

Mensagem por Monagma em Qui 10 Jan 2013, 16:18

Achei interessante a análise, mesmo sendo uma sem notas.
Nunca joguei o game, mas ouvi falar bastante, infelizmente meu PC é muito ruim pra jogos, e não tenho PS3 ou conta na Live...



Monagma
Rei da Terra
Rei da Terra

Karma Karma : 286
Posts Posts : 4274

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ANÁLISE] Limbo: Jogo da PSN

Mensagem por Convidado em Qui 10 Jan 2013, 16:29

Sempre ouvi falar deste game. Se minha internet fosse boa, com certeza eu não ia perder a chance de baixá-lo.

Sempre ouvi dizer que é um ótimo jogo, o clima sombrio ajuda muito no enredo. Ainda terei minha chance!

Boa análise Rob, se você colocasse as notas, creio que que seria melhor =)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ANÁLISE] Limbo: Jogo da PSN

Mensagem por DarkSpiderKrypt em Qui 10 Jan 2013, 16:37

Parece ser bom, mas não sou o maior fã de games (SANTO DEUS, EDITEI 2 VEZES) sombrios em 2D...


Última edição por DarkSpiderKrypt em Qui 10 Jan 2013, 16:39, editado 1 vez(es)

DarkSpiderKrypt
Membro Nv.6
Membro Nv.6

Karma Karma : 4
Posts Posts : 83

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ANÁLISE] Limbo: Jogo da PSN

Mensagem por fbanin em Qui 10 Jan 2013, 21:10

Já fiz 100% nesse... a história não é explicada porque o autor quer que nós pensemos nela... achei esse fator muito interessante, nos dá margem para imaginar 1.001 histórias!

Os puzzles são bacanas e fechar o jogo com até 5 mortes é bem desafiador, conforme vai chegando ao final, os pulos e movimentos tem que ser precisos ao extremo!

Bela análise, só não curti o fato da história ter levado 7,5.

fbanin
Veterano Nv.2
Veterano Nv.2

Karma Karma : 116
Posts Posts : 447

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ANÁLISE] Limbo: Jogo da PSN

Mensagem por Convidado em Qui 10 Jan 2013, 21:48

fbanin escreveu:Já fiz 100% nesse... a história não é explicada porque o autor quer que nós pensemos nela... achei esse fator muito interessante, nos dá margem para imaginar 1.001 histórias!

Os puzzles são bacanas e fechar o jogo com até 5 mortes é bem desafiador, conforme vai chegando ao final, os pulos e movimentos tem que ser precisos ao extremo!

Bela análise, só não curti o fato da história ter levado 7,5.

Entendi.
Achei apenas que poderia ao menos explicar como ele foi parar lá e tudo mais. Poderia ter dado 8.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ANÁLISE] Limbo: Jogo da PSN

Mensagem por fbanin em Sex 11 Jan 2013, 18:32

O barato do jogo é justamente esse... se você jogar do inicio ao fim, começa a imaginar a história...

O que você acha que aconteceu? Como ele foi parar ali?!

Spoiler:
Para mim o garoto morreu, talvez em um acidente de carro, pois ele é projetado para frente no vidro, você vê isso no final do jogo quando ele é lançado pelo vidro e cai no gramado... A aranha é como se fosse uma fobia do garoto e ele tem que enfrentar para progredir...

Ainda acho que a jornada dele é para procurar a mãe, e a alma do garoto encontra a mãe chorando a morte dele e ela sente isso e acaba o jogo....

fbanin
Veterano Nv.2
Veterano Nv.2

Karma Karma : 116
Posts Posts : 447

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ANÁLISE] Limbo: Jogo da PSN

Mensagem por Felico em Sab 30 Mar 2013, 19:32

Gostei da análise Rob, mas bem que poderia acrescentar que pra resolver os puzzles tem todo um sistema de acerto e erro, ver o personagem perder a cabeça, ou ser metralhado vai se tornar até mesmo habitual :b
Os gráficos foram bem aproveitados. Ser em preto e branco, além de dar um visual a mais, dá até uma ideia de onde você está.
Os sons também foram bem aproveitados. Na maior parte do tempo não tem trilha sonora, somente alguns sons, como o das engrenagens, ou serras, que dão até uma tensão no jogador.

De ruim eu só diria que, apesar de ter pego uma promoção, o preço normal do jogo é meio caro para o seu conteúdo. O jogo é bem curtin, apesar de eu ter demorado pra terminar -q

Felico
Veterano Nv.25
Veterano Nv.25

Karma Karma : 36
Posts Posts : 1011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ANÁLISE] Limbo: Jogo da PSN

Mensagem por Convidado em Sab 08 Fev 2014, 13:26


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ANÁLISE] Limbo: Jogo da PSN

Mensagem por Felipe JJ em Sab 08 Fev 2014, 15:05

Movendo para a área de análises.

---------

Limbo foi um dos poucos jogos indies que realmente gostei nessa última geração. Como está na análise, ele é sombrio, mas não apela para gore nem nada, o "sombrio" dele vai além disso, é algo psicológico. Genial, recomendo para qualquer um que queira uma experiência diferente.




DRIVE-THRU DO BONDE:


Felipe JJ
Veterano Nv.MÁX
Veterano Nv.MÁX

Karma Karma : 600
Posts Posts : 3172

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ANÁLISE] Limbo: Jogo da PSN

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 08:13


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum